Autor Tópico: [UFC 215] Johnson vs. Borg - 9 de Setembro  (Lida 146 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Rodrigo Cesar

  • Administrador
  • Estado:
    Online
  • Registo: Ago 2008
  • Localidade: São Paulo - Brasil
  • Mensagens:
    36338
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    4752
em: 28 de Agosto de 2017, 15:39
The wisdom of the fool won't set you free

http://www.apostaganhabr.com/



Rodrigo Cesar

  • Administrador
  • Estado:
    Online
  • Registo: Ago 2008
  • Localidade: São Paulo - Brasil
  • Mensagens:
    36338
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    4752
The wisdom of the fool won't set you free

http://www.apostaganhabr.com/



awesome

  • Moderador
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jul 2008
  • Localidade: Amora
  • Mensagens:
    25584
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1652
em: 08 de Setembro de 2017, 17:46
ufc anda a perder a piada lol
QUERES CONHECER O PROJECTO MAIS REVOLUCIONADOR ALGUMA VEZ CONHECIDO NO MUNDO DAS APOSTAS?

:cool: www.betarena.com :cool:



Forum de Apostas

Re: [UFC 215] Johnson vs. Borg - 9 de Setembro
« Responder #2 em: 08 de Setembro de 2017, 17:46 »

Biscione

  • Devedor
  • B
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Out 2011
  • Localidade:
  • Mensagens:
    157
    Pts Tipsr:
    72
em: 09 de Setembro de 2017, 12:32
UFC 215 Nunes vs. Shevchenko 2
Luta: Amanda Nunes vs. Valentina Shevchenko
Hora: 04:30 GMT


No recém-promovido a main event da noite temos finalmente o rematch a contar para o cinturão de peso-galo feminino entre a campeã Amanda Nunes e a “contender” nº 1 Valentina Shevchenko.

A atual campeã Amanda Nunes de 29 anos faz a sua 2ª defesa de título depois de ter conquistado o cinturão o ano passado frente a Misha Tate e posteriormente defendido o mesmo com sucesso face a Ronda Rousey. Duas vitórias inequívocas nas quais Amanda não gastou mais de quatro minutos no total das duas.
O caminho de Amanda no UFC tem sido quase exclusivamente vitorioso com apenas uma derrota frente a Cat Zingano. De resto Nunes para além de Tate e Rousey já derrotou nomes conhecidos como Sara McMann, a ex-campeã de pesos-pena Germaine de Randamie ou a própria Valentina Shevchenko.
Amanda possui uma moldura física extremamente forte e compacta, o que também obriga a um rigoroso corte de peso, e destaca-se pelo poder dos seus golpes, muito bem combinados com a sua envergadura.
A brasileira também é dona de uma faixa preta de BJJ e duma faixa castanha de Judo, o que traduzido no terreno explica a sua capacidade em levar a oponente para baixo, castigando num “ground n pound” ou finalizando numa submissão.
A grande questão em Amanda reside na sua capacidade cardiovascular, pois se é verdade que a brasileira muitas vezes não tem necessidade de esticar muito as lutas tal o seu poder de nocaute, também é verdade que o seu “tanque de gás” já a deixou algumas vezes mal, fruto da extrema agressividade com que Nunes ataca especialmente nos primeiros rounds.

Valentina Shevchenko, nascida no Quirguistão, antiga USSR há 29 anos, é a desafiante ao cinturão.
Uma verdadeira artista marcial que tem percorrido o mundo tanto a combater sobre as regras do MMA como do Kickboxing e Muay Thai.
Chegada ao UFC em 2015, Shevchenko vem impressionando com as suas capacidades e mesmo tendo sido derrotada por Amanda Nunes numa apertada decisão em 2016, as vitórias frente a Holly Holm e Julianna Peña fizeram com que volte a ter a chance de defrontar a brasileira no octógono.
A lutadora de leste caracteriza-se por ter um “striking” apuradíssimo, especialmente os contragolpes. Usa com precisão e velocidade tanto socos como pontapés e mercê da sua faixa preta em Judo já demonstrou que não precisa de muito para levar as oponentes ao chão e inclusive finalizá-las, tal como foi exemplo a sua última luta frente a Peña.
Não sendo uma peso-galo massiva a nível de tamanho, Shevchenko já deixou claro que isso não a atemoriza e acaba por compensar com a excelente capacidade física e cardiovascular que já lhe renderam dividendos.

Estou de acordo com o analista de UFC Joe Rogan quando o mesmo afirma que esta é talvez a melhor luta de sempre de MMA entre mulheres dentro do UFC. Ambas as lutadoras representam o topo a nível de qualidades de artes marciais.
Esta mesma luta era para se ter realizado em Julho mas na altura Amanda Nunes retirou-se antes do confronto por não se sentir a 100% fisicamente com problemas de sinusite, isto já mesmo depois das pesagens oficiais pré-luta.
Nesta disputa temos uma boa impressão digital do que poderá acontecer mercê de ambas as lutadoras já se terem defrontado no UFC 196, um combate que Amanda venceu por decisão unânime ao cabo de três rounds de ação. Ficou claro na altura que o maior tamanho e agressividade de Nunes fez com que os juízes lhe dessem os dois primeiros rounds para aí sim, após vermos a brasileira decair fisicamente, Valentina ter aparecido a dominar o terceiro e derradeiro round mas insuficiente para conseguir a vitória.
Ora isto aconteceu num combate de três rounds, sendo que hoje a disputa por ser para cinturão pode ser disputada em até cinco rounds.
Isto dá vantagem a Shevchenko? Assim linearmente e seguindo o raciocínio do que aconteceu no UFC 196, direi sim, mas não acredito que seja o mesmo caso hoje. Nunes sabia que na altura estava a disputar um combate de três rounds assim como sabe que hoje irá disputar um de cinco rounds e não tenho dúvidas que essa circunstância faça com que a brasileira opte por dosear melhor o seu esforço até porque a mesma sabe por experiência própria de quão dura é a oponente. 
Ainda assim e doseando a agressividade, Amanda deverá assumir a iniciativa da luta, porque é o seu estilo e porque o faz inequivocamente bem. A brasileira é um tipo de lutadora que gera a maior parte do seu poder de golpes usando a extensão do seu corpo, aproveitando assim consequentemente a sua maior envergadura e tamanho.
Valentina como é seu apanágio deverá optar pelo “counterstriking” e com isso procurar ir aos poucos desgastando Amanda com os seus golpes mais aí também reside sempre o perigo daquilo que Amanda consegue gerar tanto a nível de “striking” como a nível de grappling, que é na minha opinião muito forte e em último caso, superior a Shevchenko.
Contudo prevejo uma vez mais uma luta equilibrada, sempre com o asterisco do que Amanda Nunes possa conseguir nos minutos iniciais da luta, mas que em princípio se possa estender até aos “championship rounds”.
O maior tamanho e força de Nunes acabarão por ser vitais para a mesma arrancar um TKO no terceiro ou quarto rounds ou eventualmente numa equilibrada decisão dos juízes.
Já quanto a Shevchenko prevejo sucesso sim, mas naquela que será a mais recente divisão criada pelo UFC nos próximos tempos, os pesos-moscas femininos, divisão na qual a sua moldura física possa trazer uma verdadeira vantagem.


Aposta: Amanda Nunes @2.21 1XBet



Biscione

  • Devedor
  • B
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Out 2011
  • Localidade:
  • Mensagens:
    157
    Pts Tipsr:
    72
em: 09 de Setembro de 2017, 12:41
UFC 215 Nunes vs. Shevchenko 2
Luta: Neil Magny vs. Rafael dos Anjos
Hora: 04:00 GMT

Depois da luta principal entre Johnson e Borg ter abandonado o card, temos elevado a co-main event da noite uma luta entre dois “top contenders” da divisão de meio médio (até 77,1 kg).

O norte americano Neil Magny entrou no UFC como parte da 16ª edição do reality-show “The Ultimate Fighter”, competição na qual alcançou as semi-finais. A boa participação valeu-lhe a entrada no “roster” do UFC e paulatinamente Magny foi subindo degraus até ao “Top 10” da divisão de “welterweight”.
Conhecido por ser um lutador extremamente ativo, chegou a combater dez vezes no espaço de dois anos entre 2014 e 2015, Magny viu-se obrigado recentemente a reduzir a atividade uma vez que se viu a contas com algumas mazelas físicas que fizeram com que apenas agora possa fazer a sua “estreia” no octógono neste ano de 2017.
Com desempenhos vitoriosos no cartel frente a lutadores como Johny Hendricks e Kelvin Gastelum, uma vitória frente a Rafael dos Anjos pode muito bem deixar Magny na “short-list” de possíveis desafiantes ao cinturão pertença de Tyron Woodley, até porque atualmente não existe um declarado desafiante nº1 da divisão de meio-médio.
Com 30 anos Magny é aquilo que os americanos chamam de um “well rounded fighter”, ou seja, bem capacitado para as diversas vertentes das MMA. Não sendo um nocauteador nato, sabe ainda assim aliar a sua gigantesca envergadura com seu “jab”, especialmente para pontuar. Apresenta um wrestling decente e uma excelente condição física forjada na altitude do estado americano do Colorado na “Elevation Team”. Possui também uma faixa castanha de Ju-Jitsu brasileiro.

O brasileiro de 32 anos Rafael dos Anjos (RDA), apesar da já veterania de nove anos dentro do UFC, só agora faz aquela que é a sua segunda incursão na categoria de meio-médio depois de em Junho último ter feito a sua estreia nos 77,1 kg frente ao belga Tarec Saffiedine.
RDA é um ex-campeão do UFC da categoria de leves (até 70,3 kg), cinturão que perdeu em Julho do ano passado frente a Eddy Alvarez. Após a perca do cinturão seguiu-se uma nova luta nos leves frente a Tony Ferguson que mais uma vez RDA perdeu, derrota que em conjugação com a saturação dos duros cortes de peso precipitaram a decisão de RDA em subir de categoria.
Uma vitória frente a Magny deixará igualmente o brasileiro em excelente posição de um “title shot”, ele que recentemente afirmou que estava no “backup” como 2ª opção caso Demian Maia não tivesse chegado a acordo para enfrentar Tyron Woodley em Julho passado.
Conhecido pela sua agressividade e pelos seus mortíferos “low kicks” RDA transformou-se com o passar dos anos e fruto do seu trabalho na King´s MMA de Rafael Cordeiro num “striker” de excelência, ele que aquando da entrada no UFC era mais visto como um grappler e especialista em BJJ.

Interessante “match up” entre estes dois lutadores que procuram elevar a “streak” de vitórias.
Uma questão fulcral quando comparamos os dois atletas tem a ver com a absurda diferença de tamanhos com vantagem para Magny que vai entrar no octógono com 25 cm a mais em envergadura e 15 cm em altura. RDA é um meio-médio pequeno, e essa sempre foi a razão principal para que tenha feito toda a carreira nos leves e frente ao longilíneo Magny essa diferença de tamanhos fica especialmente destacada.
Por norma RDA costuma ser o agressor nas suas lutas, com muito movimento vertical e volume de golpes e aqui não deverá ser diferente.
Na última luta do carioca que foi a sua primeira nos meio-médios, RDA apresentou-se bem, mas o nível que apresentou não é a meu ver algo que Neil Magny não tenha já enfrentado nesta divisão e vencido.
A boa condição física que Neil Magny normalmente apresenta faz-me acreditar que o mesmo deve usar muita movimentação circular no “cage” para fugir dos golpes, especialmente aos diretos de esquerda e “low kicks” do brasileiro. A envergadura superior irá permitir ao americano pontuar com frequência com o seu “jab” e levar a melhor numa apertada decisão dos juízes laterais.


Aposta: Neil Magny @2.43 1XBet



Biscione

  • Devedor
  • B
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Out 2011
  • Localidade:
  • Mensagens:
    157
    Pts Tipsr:
    72
em: 09 de Setembro de 2017, 12:49
UFC 215 Nunes vs. Shevchenko 2
Luta: Henry Cejudo vs. Wilson Reis
Hora: 02:00 GMT


Como parte do card principal temos um confronto entre dois “Top 5” da divisão de pesos-mosca (até 56,7 kg).

Henry Cejudo de 30 anos tenta voltar ao caminho das vitórias depois de ter somado dois desaires consecutivos e únicos na sua ainda curta carreira de MMA, primeiro frente ao campeão Demetrious Johnson e depois face a Joe Benavidez.
Cejudo apenas se estreou profissionalmente no MMA em 2013 uma vez que a maior parte da sua carreira foi passada dentro do wrestling (luta greco-romana) onde desde cedo se revelou um prodígio já desde o liceu. A sua categoria levou-o eventualmente aos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008 onde com apenas 21 anos venceu a medalha de ouro da categoria até 55 kg.
Depois de uma segunda tentativa infrutífera de participar nos Olímpicos de 2012, Cejudo transacionou para o MMA e rapidamente ganhou um lugar na mais recente categoria de pesos masculinos do UFC, os Moscas, enfileirando dez vitórias profissionais consecutivas até à derrota no combate frente a Johnson.
Enquanto wrestler de topo Cejudo não deixa os seus créditos por mãos alheias na “cage” em termos de luta agarrada. Com o tempo também desenvolveu complementarmente um boxe interessante e bastante efetivo.

Wilson Reis, brasileiro de 32 anos já apresenta uma vasta carreira profissional de 10 anos no MMA. Chegou a ser campeão de peso-galo do extinto EliteXC em 2008, antes de passar pelo Bellator até assentar arraiais na divisão de peso-mosca do UFC.
Já dentro do UFC tornou-se um “Top 5“da divisão e teve inclusive a chance de defrontar o campeão Demetrious Johnson, acabando por ter a mesma sorte dos “contenders” anteriores ao perder para o campeão por finalização há quatro meses atrás.
Enquanto lutador Wilson é na sua essência um grappler e um finalizador, ou não fosse o mesmo um campeão mundial de BJJ. Desenvolve bem o seu wrestling em conjunção com as suas técnicas de finalização, mas quando não consegue estabelecer o seu plano de jogo acaba por se tornar um alvo mais vulnerável
 
Luta para mim com um caminho óbvio.
Wilson é um grappler e finalizador nato e a única maneira na qual deverá ter hipóteses de levar a vitória neste combate é levando a luta para o chão. O problema é que terá de levar para o chão um medalha de ouro olímpica em Freestyle Wrestling que com maior ou menor dificuldade deve defender com êxito as tentativas de queda do brasileiro.
Cejudo desde que se juntou ao UFC evoluiu muito o seu boxe e aqui nesta luta essa caraterística deverá ser fulcral para o desenrolar do combate uma vez que o seu “striking” é claramente mais assertivo e limpo que o do seu oponente.
Estando nós a falar de dois pesos-mosca, a categoria masculina mais leve do UFC, estamos também a falar em particular de dois lutadores que nunca nocautearam ninguém em pleno octógono o que aumenta exponencialmente a chance de termos aqui uma luta a percorrer todos os três rounds de duração.
Concluindo, espero um Cejudo a controlar a luta com o seu boxe e a frustrar as tentativas de “takedown” de Reis, levando a decisão seu favor com maior ou menor dificuldade.


Aposta: Henry Cejudo por decisão @1.80 1XBet



Biscione

  • Devedor
  • B
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Out 2011
  • Localidade:
  • Mensagens:
    157
    Pts Tipsr:
    72
em: 09 de Setembro de 2017, 16:32
UFC 215 Nunes vs. Shevchenko 2
Luta: Jeremy Stephens vs. Gilbert Melendez
Hora: 03:00 GMT


A abrir o cartaz principal em Edmonton temos uma luta a contar para o peso-pena (até 65,8 kg) entre Jeremy Stephens e o regressado Gilbert Melendez.

Jeremy “Lil’Heathen” Stephens, 31 anos, é um lutador já com uma década de permanência no UFC, tendo-se estreado no octógono no já bem longínquo UFC 71 em maio de 2007.
Apesar da veterania, Stephens é nesta altura mais conhecido por uma viral picardia de palavras que teve o ano passado numa megaconferência frente a Conor McGregor onde ficou famosa a frase de Conor: “Who the f**k is that guy”, enquanto Stephens afirmava aos jornalistas ser o mais difícil “match up” do UFC para o irlandês.
Inicialmente um peso-leve, Stephens em 2013 optou por baixar para os penas e desde aí colecionou 10 lutas no octógono, somando exatamente cinco vitórias e cinco derrotas no seu cartel. Ora isso é demonstrativo da irregularidade de Stephens, especialmente quando não consegue implantar a sua estratégia frente ao adversário.
Stephens apesar do background em wrestling, destaca-se acima de tudo por se sentir confortável em pé, enquanto um corajoso “brawler” com extremo poder de nocaute.

Gilbert “El Niño” Melendez, 35 anos está de volta ao octógono depois de um ano passado desde o seu último combate.
Um ex-campeão de peso leve do WEC e do Strikeforce vive uma fase complicada da carreira com três derrotas consecutivas e uma suspensão por doping pelo meio.
Depois de submetido por Anthony Pettis na disputa pelo cinturão dos leves, seguiram-se desaires por decisão frente a Eddy Alvarez e Edson Barboza.
Face a este momento Melendez tenta desta feita baixar para a divisão dos pesos-pena, divisão que não lhe é totalmente estranha a nível de peso, por forma a revitalizar a carreira e quiçá lançar-se na busca do cinturão que lhe falta.
O companheiro de treinos dos irmãos Diaz e de Jake Shields é um lutador bem completo que apesar do mau momento eu acredito que ainda tem energia no “tanque” para render. Bem versado tanto em “striking” como em “wrestling” e na constante mistura dos dois, o “El Niño” é um lutador que nunca foi nocauteado na vida em 28 lutas profissionais mesmo tendo enfrentado “strikers” como Jorge Masvidal ou Diego Sanchez.

Uma luta que promete ser uma das mais interessantes da noite.
Melendez tem um bom teste nesta sua estreia nos pesos-pena e acima de tudo terá de usar e bem o seu QI de luta face a Stephens.
Stephens apesar de ter uns punhos extremamente perigosos, não é propriamente um lutador com um estilo difícil de descodificar e já vários atletas demonstraram encontrar esse código. Stephens mexe-se agressivamente, mas constantemente em linha reta e perante um alvo móvel e com um rápido jogo de pés sente muitas dificuldades em encaixar o seu plano de jogo pois tem que constantemente perseguir o adversário e reprogramar o ataque.
Estacionar e procurar entrar em “brawling” com Stephens normalmente não é boa ideia e um lutador experiente e ex-campeão como Melendez tem seguramente a noção disso, até porque aqui o essencial acima de tudo é terminar com a sequência de derrotas. 
Espero um Melendez leve e móvel, a deixar adivinhar Stephens entre o uso do “striking” e “wrestling”, um pouco à semelhança de como Frankie Edgar enfrentou o “Lil’Heathen”.
Essa constante movimentação e mobilidade serão importantes para pontuar, mas quiçá insuficientes para finalizar a luta, de modo que prevejo um Melendez a alcançar a vitória mais ou menos confortável por intermédio da pontuação dos cartões dos juízes.


Aposta: Gilbert Melendez @1.84 1XBet



Rodrigo Cesar

  • Administrador
  • Estado:
    Online
  • Registo: Ago 2008
  • Localidade: São Paulo - Brasil
  • Mensagens:
    36338
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    4752
em: 09 de Setembro de 2017, 18:20
UFC 215
Nunes vs  Shevchenko - 10.09 - 03:00
Prognóstico: Over 2.5 rounds 1.59 Netbet

A lutadora brasileira Amanda Nunes campeão do peso galo feminino enfrenta a russa Valentina Shevchenko no UFC 215.
Shevchenko também tem uma carreira bastante vitoriosa dentro do Ultimate. Originaria do Quirguistão, mas nacionalizada peruano a lutadora tem seu foco principal na trocação e no stand up.

Shevchenko tem diversos titulos e uma longa carreira no muay thai.

No MMA o cartel de Shevchenko mostra 14 vitórias e duas derrotas. Uma das derrotas como eu mencionei foi na dura luta contra a própria Amanda Nunes.

A outra foi em outro evento diante de Liz Carmouche, curiosamente uma lutadora que também já disputou cinturão do UFC.

No UFC ela vem de duas vitórias importantes contra a ex-campeã Holly Holm e contra a outra possível contender ao cinturão Amanda Pena.

Será na verdade uma revanche. Nunes e Shevchenko se enfrentaram quando nenhuma das duas ainda tinham a projeção que tem hoje.

No UFC 206 Nunes derrotou Shevchenko por decisão unanime talvez na luta mais complicada da brasileira dentro de sua trajetória vitoriosa dentro do UFC.

Nunes é uma atleta muito completa com uma trocação bastante desenvolvida e eficiente.

Das suas 14 vitórias na carreira, 10 delas vieram por nocaute alguns deles brutais como os recentes contra Miesha Tate, quando conquistou o cinturão, e depois contra a lenda Ronda Rousey.

Mas Amanda se vira muito bem no solo com seu bom BJJ.

Tanto que contra Shevchenko ela usou justamente essa tatica. Dentro do UFC Nunes tem 8 lutas com 7 vitórias e uma derrota que aconteceu para Zingano.

Nunes como na primeira luta não vai se expor a poderosa trocação de Shevchenko e deve entrar mais estrategista. Por isso, espero uma luta longa e o over de rounds é uma boa aposta
The wisdom of the fool won't set you free

http://www.apostaganhabr.com/



Forum de Apostas

Re: [UFC 215] Johnson vs. Borg - 9 de Setembro
« Responder #7 em: 09 de Setembro de 2017, 18:20 »

Rodrigo Cesar

  • Administrador
  • Estado:
    Online
  • Registo: Ago 2008
  • Localidade: São Paulo - Brasil
  • Mensagens:
    36338
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    4752
em: 09 de Setembro de 2017, 18:21
UFC 215
Dos Anjos vs Magny - 09.09 - 01:00
Prognóstico: Dos Anjos  1.46 @Netbet

O ex-campeão do UFC Rafael dos Anjos enfrenta o norte americano Neil Magny no UFC 215 no próximo final de semana.
Dos Anjos procura novos ares na categoria dos médios. Ele estreou com vitória neste novo nivel ao derrotar Saffiedine em junho por decisão unanime.

Dos Anjos chegou no topo dos leves ao conquistar o cinturão diante de Petis. Mas seu reinado na categoria não durou muito. Ele chegou a defender por uma vez sua cinta diante de Cerrone.

Depois houve o caso Mcgregor. Seria o brasileiro que deveria enfrentar o irlandes mas Dos Anjos se lesionou e acabou ficando fora da luta.

Voltando a defender a cinta ele caiu por nocaute diante de Eddie Alvarez. Perdeu o titulo. Logo depois ele enfrentou outra estrela ascendente dos leves Tony Ferguson e acabou novamente derrotado.

Isso fez ele tentar a sorte nos médios e quem sabe voltar a conquistar um cinturão do UFC.

Dos Anjos é dono de um BJJ excepcional mas ao longo do tempo foi ficando cada vez mais competitivo no standup.

Neil Magny é um lutado que já algum tempo frequenta o top 10 da categoria. O americano é um caso clássico de grande evolução dentro do Ultimate. No começo ninguém dava nada por ele.

Mas o americano foi demonstrando uma grande melhora técnica e se tornou um lutador cada vez mais competitivo.

Ele é um atleta bastante estrategista, com uma boa trocaçao mas no sentido de pontos mas uma baixa capacidade de KO, além disso se vira muito bem no solo, inclusive tendo melhorado muito neste aspecto.

Hoje ele é o numero 6 do ranking dos médios e um triunfo sobre dos Anjos pode coloca-lo no caminho da cinta. Não sera uma luta fácil para ninguém aqui.

Mas vejo o brasileiro com mais dominio nas areas do jogo, e logo, mais capacidade pra vencer.

O punch de Magny não me assusta. O americano tem a vantagem da envergadura e peso, mas não vai poder impor seu jogo de takedowns pois nisso dos Anjos é superior.

Por isso, acredito que o brasileiro leve mais vantagem aqui.
The wisdom of the fool won't set you free

http://www.apostaganhabr.com/



awesome

  • Moderador
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jul 2008
  • Localidade: Amora
  • Mensagens:
    25584
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1652
em: 09 de Setembro de 2017, 19:35
Sou o unico que acha que a shevchenko ganha a luta ?
QUERES CONHECER O PROJECTO MAIS REVOLUCIONADOR ALGUMA VEZ CONHECIDO NO MUNDO DAS APOSTAS?

:cool: www.betarena.com :cool:



Biscione

  • Devedor
  • B
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Out 2011
  • Localidade:
  • Mensagens:
    157
    Pts Tipsr:
    72
em: 10 de Setembro de 2017, 12:37

Luta: Amanda Nunes vs. Valentina Shevchenko

Aposta: Amanda Nunes @2.21 1XBet :ganha:
Luta equilibradíssima que terminou com uma SD a favor da brasileira! Nunes foi bastante mais inteligente com o seu cardio desta vez acabando por eventualmente carimbar a vitória já no final do 5º round.



Luta: Neil Magny vs. Rafael dos Anjos

Aposta: Neil Magny @2.43 1XBet :perdida:
Não esperava uma performance tão avassaladora de RDA... 1º leg kick e Magny já desabou no chão com o brasileiro a puxar do seu BJJ para finalizar a luta com um katagatame ainda no 1º round.


Luta: Henry Cejudo vs. Wilson Reis


Aposta: Henry Cejudo por decisão @1.80 1XBet :perdida:
Domínio de Cejudo expectável mas não de forma tão eloquente... Impressionante como evoluiu o seu striking em pouco mais de meio ano. Vitoria por KO no 2º round.



Luta: Jeremy Stephens vs. Gilbert Melendez

Aposta: Gilbert Melendez @1.84 1XBet :perdida:
Esperava um Gil Melendez com um gameplan muito diferente... Pôs-se a jeito dos leg kicks de Stephens e no final do 1º round já tinha a perna esquerda da cor duma ameixa sem conseguir apoiá-la no chão... A partir daí foi um massacre unilateral com Stephens a vencer por UD.
Má noite de escolhas da minha parte...



awesome

  • Moderador
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jul 2008
  • Localidade: Amora
  • Mensagens:
    25584
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1652
em: 10 de Setembro de 2017, 16:55
aquela valentina LOL tão burra, quando se desafia o campeão tem que se ir buscar a vitoria, num caso de luta equilibrada vai sempre po campeão...mas só joga à defesa jeez...Amanda pela primeira vez competente ao longo de todas as rondas.
QUERES CONHECER O PROJECTO MAIS REVOLUCIONADOR ALGUMA VEZ CONHECIDO NO MUNDO DAS APOSTAS?

:cool: www.betarena.com :cool:



Tags:

 


Rede Apostaganha: Apostas e Prognósticos / Palpites e Dicas de Apostas / Pronósticos de Apuestas / Betting Tips and Predictions