Autor Tópico: Varzim Sport Club  (Lida 621 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

pompey

  • Visitante
em: 28 de Julho de 2016, 01:57

Vou criar este tópico sobre o varzim pois é um clube que simpatizo muito mas acima de tudo acho que tem sido um exemplo de como resistir à queda, e conseguir levantar-se de novo. Tem demorado anos mas a forma como o clube tem sido extremamente profissional, quer em condições de trabalho, quer em melhoramentos no complexo desportivo aliada à excelente forma como comunica e entusiasma a sua massa adepta é de louvar.

Não sei se tem seguido o clube no Twiter ou facebook. É dos clubes que melhor o faz em Portugal. Nota-se que este club é muito especial no nosso panorama e vamos aqui dar a conhecê-lo melhor, esperando que continue a reforçar a sua posição e volte ao convívio dos grandes assim que possível.



pompey

  • Visitante
em: 28 de Julho de 2016, 02:04
O Varzim Sport Club é o histórico clube de futebol da Póvoa de Varzim que actua na 2ª Liga Portuguesa e por várias vezes participou no principal escalão de futebol sendo dos clubes com maior número de presenças no mesmo. Fundado em 25 de Dezembro de 1915, na altura com a denominação de Varzim Foot-Ball Club.

O Varzim SC foi fundado em 25 de Dezembro de 1915, na altura com a denominação de Varzim Foot-Ball Club. Em 25 de Março 1916, em Assembleia Geral, foi aprovada a designação de Varzim Sport Club.

Nesse mesmo ano, o Governo Civil do Porto aprovou os Estatutos do Clube e de imediato foi feito, pelos próprios jogadores, o primeiro campo de jogos, no Largo Cego do Maio (onde actualmente é o Passeio Alegre).

Ainda em 1916, foram escolhidos os equipamentos do Clube: camisolas pretas e calções brancos para o futebol, camisolas brancas com uma risca preta em diagonal sobre o peito para o remo, natação e basquetebol.

Foi também nesse ano de 1916 que o Varzim se filiou na Associação de Futebol do Porto.

Em 1918, o Varzim adoptou novo equipamento, que ainda hoje se mantém: camisolas pretas e brancas, às listas verticais, e calções pretos. Na temporada de 1919/20, o Varzim conquistou o seu primeiro troféu – A Taça Eça de Queiroz. Em 20 de Março de 1921 é editado o primeiro número de “A Póvoa Desportiva”, órgão oficial do Varzim Sport Club.

Na temporada 1926/27 o Varzim conquista o primeiro título oficial: Campeão Concelhio da Promoção.

Em 1929, o Clube é autorizado a contrair um empréstimo para a compra dos terrenos, onde actualmente se situa o Estádio – terrenos esses que só foram comprados em 1932. Até então, a equipa de futebol jogou num campo próximo do local onde agora se situa a Basílica do Sagrado Coração de Jesus.

Em 1937, a Câmara Municipal da Póvoa Varzim, com 22 anos de existência, atribuiu ao Varzim a Medalha de Prata do Reconhecimento Poveiro.

Em 1944 e após 4 anos de interregno na prática do futebol, o Varzim retoma a actividade, iniciando-se pela extinta Promoção da Associação de Futebol do Porto e percorrendo todos os Campeonatos do Futebol português, a nível regional e nacional, desde a 3ª Regional à I Divisão Nacional.

No ano seguinte, é construída a primeira bancada central no Estádio do Varzim.

Na temporada de 1946/47 conquista o 1º título distrital – Campeão da 2.ª Divisão da A.F. do Porto, proeza que viria a repetir na época de 1955/56. Depois, o Varzim abandona de vez a 2.ª Divisão Distrital e, em três anos consecutivos, conquista o título de Campeão da 1.ª Divisão da Associação de Futebol do Porto, nas épocas de 1959/60, 1960/61 e 1961/62, mas só nesta última tem direito a abandonar os campeonatos distritais, já que, na mesma temporada, conquista, igualmente, o título de Campeão Nacional da 3.ª Divisão (campeonato que, nessa altura, era disputado pelos clubes melhores classificados nos Campeonatos Regionais). Logo na época seguinte, o Varzim conquista o título de Campeão Nacional da 2.ª Divisão, subindo automaticamente à 1.ª Divisão, precisamente na mesma época em que participa pela primeira vez na Taça de Portugal (62/63). Já na 1.ª Divisão, o Estádio do Varzim passa por grandes transformações: em 1964 é construída a bancada superior, é feito o arrelvamento do terreno de jogo e construído o campo de treinos.

Em 12 de Janeiro de 1966, quando o Varzim comemorava as suas Bodas de Ouro, o Governo Atribuiu-lhe a Medalha de Bons Serviços Desportivos. No ano seguinte, a 10 de Novembro, é nomeado Sócio Honorário da Associação de Futebol do Porto.

Em 6 de Maio de 1969 é instituído o Conselho Geral e, em 1973, é criado o Jornal “O Varzim”.

Na temporada de 1975/76, conquista o seu segundo título de Campeão Nacional da II Divisão, onde entretanto caíra. Em 5 de Novembro de 1980, o Governo considera o Varzim como Clube de Utilidade Pública, concedendo-lhe o respectivo diploma.

Em 1982, é ampliado o topo norte do Estádio.

Em 1987, o Clube é dotado de novos Estatutos, Regulamento Interno e Lei Eleitoral: é criado o Conselho Varzinista: é criada a Comissão de Obras, que dá início à construção da bancada no topo sul e instituído o Troféu Lobo do Mar.

Por altura das comemorações das Bodas de Diamante, no jantar comemorativo, em 16 de Fevereiro de 1991, o Governo entrega ao Varzim a Medalha de Mérito Desportivo.

Na época de 1995/96, o Varzim conquista o título de Campeão Nacional da II Divisão B de Futebol, depois de ter garantida a subida à II Divisão de Honra. Por ser considerado, com toda a justiça, o maior clube e o mais representativo da Póvoa de Varzim, a Câmara Municipal atribui-lhe o nome de uma rua a norte do seu Estádio, na Avenida Marginal.

Centenas de atletas movimentam o Varzim no futebol, quer a nível profissional (o de maior escala) quer nas camadas jovens, de que possui uma das melhores escolas do país. Para além dos títulos ganhos no futebol, o Varzim também os conquistou, a nível nacional e distrital, no Atletismo e no Voleibol.

Alcunhas Lobos do Mar, Alvi-Negros, Poveiros
Torcedor/Adepto   Varzinista
Mascote   Lobo do Mar
Fundação 25 de dezembro de 1915 (100 anos)
Estádio   Estádio do Varzim Sport Clube
Capacidade   11000 Pessoas
Localização   Póvoa de Varzim
Presidente   Pedro Faria
Treinador   Nuno Capucho
Patrocinador   Carnes S. José
Material esportivo   Stadio
Competição   Ledman Ligapro (2ª Liga Portuguesa)
Website   www.varzim.pt






pompey

  • Visitante
em: 28 de Julho de 2016, 02:10
Notícias:


Os Juvenis garantiram a subida ao Campeonato Nacional com o título de Campeões da Primeira Divisão Distrital, no passado domingo, ao vencerem, em casa, o Penafiel, no último jogo do play-off, por 1-0.

Diante de um adversário difícil e agressivo e, mesmo podendo perder o jogo até 0-2, a equipa de Lírio Vila Cova, fez jus ao espírito que norteia o Varzim e entrou na partida para vencer.

O Penafiel demasiado aguerrido, ao ponto de terminar o encontro com menos três unidades, procurou dificultar ao máximo a tarefa dos Lobos do Mar que, por sua vez, souberam ter paciência e cabeça fria para esperar por uma boa oportunidade. Aos 62 minutos Manuel Sousa, com um golo de bonito efeito, assegurou o quarto triunfo poveiro, nos seis jogos disputados nesta Fase Final.

Foi o coroar de uma época de sucesso para os Sub 17 que, na primeira fase, se sagraram vencedores de série, com um percurso de 30 jogos, 21 vitórias, 3 empates e 6 derrotas.

Face à subida ao Campeonato Nacional, os Juvenis Sub 16 que, terminaram a época no 4.º lugar, da Fase Final do Campeonato da 2.ª Divisão Distrital, ascendem à Primeira Divisão.

Varzim quer mais Juventude no Estádio

Com o objectivo de estreitar a sua relação com a classe mais jovem do concelho da Póvoa e incentivar a sua presença no Estádio, o Varzim Sport Club lança, a partir de hoje, uma campanha especial de angariação de sócios, destinada aos jovens com idade compreendida entre os 12 e os 18 anos.

Em traços gerais, a iniciativa pretende incentivar os jovens a inscreverem-se como sócios do nosso Clube, concedendo-lhes entrada gratuita nos jogos do Varzim na II Liga.

Assim, por um valor mensal de apenas 2,50€, correspondente à quota de associado, o jovem terá, acesso gratuito nos jogos disputados na Póvoa, sendo apenas necessário a apresentação do cartão de filiação que, sublinhamos, é pessoal e intransmissível.

As inscrições podem ser feitas na Sede ou na Loja do Varzim.

Para mais informações, por favor, contactar os Serviços Administrativos do Clube através do número 252 249 000 ou do endereço electrónico geral@varzim.pt.



Forum de Apostas

Re: Varzim Sport Club
« Responder #2 em: 28 de Julho de 2016, 02:10 »

pompey

  • Visitante
em: 28 de Julho de 2016, 02:12
Sócios Aprovam Criação da SDUQ

Cerca de oitenta associados do Varzim, presentes em Assembleia Geral Extraordinária, aprovaram por unanimidade a criação da SDUQ (Sociedade Desportiva Unipessoal por quotas) para cumprimento da imposição legal aos Clubes que pretendam competir nas ligas profissionais.

O contrato de sociedade foi distribuído pelos associados que ouviram os esclarecimentos por parte do advogado do Varzim, Rui Carvalho. “A criação de uma sociedade é uma imposição legal, instituída pelo decreto lei n.º 10/2013 para as ligas profissionais. A Direcção do Varzim optou por balizar a constituição da SDUQ, não só para ser mais fácil cumprir os timings da LPFP, como também para dar continuidade à realidade do clube, uma vez que na SDUQ a quota é única e detida apenas pelo Varzim que fica totalmente com o poder de decisão”, explicou o representante do departamento jurídico do Clube.

A reunião serviu também para aprovação dos novos elementos do Conselho Varzinista, órgão consultivo do Clube a que, por inerência, pertencem os antigos presidentes e os actuais presidentes dos órgãos sociais  e aos quais se juntam, agora, por aprovação unânime da assembleia, os seguintes associados:

Aires Pereira, sócio n.º 1489

Américo Campos, sócio n.º 1477

Jacinto Ribeiro, sócio n.º 170

João Pereira, sócio n.º 869

Joaquim Oliveira, sócio n.º 1848

Jorge Caimoto, sócio n.º 446

José Macedo Vieira, sócio n.º 145

Manuel Milhazes, sócio n.º 102

Mário Rodrigues, sócio n.º 63

Vasco Graça Oliveira, sócio n.º 13

Apesar de não estar previsto na ordem de trabalhos a meia hora para assuntos do interesse do Clube, o presidente da Assembleia, João Mariz, concedeu a palavra aos associados que, na sua maioria, questionaram a Direcção sobre os novos preços dos Lugares Anuais.



pompey

  • Visitante
em: 31 de Julho de 2016, 14:57
VARZIM SC Centenário, muita história e tradição de um clube que deve voltar a ganhar o seu espaço entre os grandes[/size

Sou um sonhador e acho que o nosso Fútebol tem mutio a evoluir. Devemos começar-nos a habituar a gostar mais de fútebol e menos de brigas, ambientes austéres entre dirigentes, claques...etc
Fútebol é gostar do jogo, é gostar do clube da nossa terra e apoiálo nas vitórias mas sobretudo nas derrotas,  é assim que ainda acontece muito em inglaterra equando não seria bom para o nosso fútebol haver 5 ou 6 candidatos ao título! Pensem nisso!

Este clube é um exemplo de sobrevivência e tiro-lhe o chapéu porque passou por momentos difíceis e mantem < sua gente fiél e bem gerido auguro muito bom futuro para este ímpar clube do nosso panorama futebolístico.



Varzim SC: aos 100 anos de vida ainda é permitido sonhar
Enchentes atrás de enchentes no ano da recuperação financeira e desportiva; comemorações do centenário arrancam com um jogo de importância máxima

CAMINHOS DE PORTUGAL  é uma rubrica do jornal Maisfutebol que visita passado e presente de determinado clube dos escalões não profissionais. Tantas vezes na sombra, este futebol em estado puro merecerá cada vez mais a nossa atenção. Percorra connosco estes CAMINHOS DE PORTUGAL. 

VARZIM SPORT CLUB (1º classificado, Série B, CNS)

«Ainda sei a equipa de cor e salteado: Fonseca na baliza; Montóia, Washington, Festas e Cacheira na defesa; Pinto, Albino e João no meio-campo; Marco Aurélio, Horácio e Jarbas no ataque».   

Pedro Faria, presidente do Varzim Sport Club, refere-se a uma famosa equipa dos anos 70. «Acabámos no sétimo lugar da I Divisão, época 1976/77», continua, em conversa com o Maisfutebol.

Laços inquebráveis entre a memória e a paixão. Em ano de centenário e na semana em que decide a passagem ao play-off de subida no Campeonato Nacional de Seniores, o histórico Varzim é «um clube feliz». E cheio de recordações.
 


21 presenças no Campeonato Nacional da I Divisão (a última em 2002/03), três vezes semifinalista da Taça de Portugal (1977/78, 1979/80 e 1984/85), tardes incontáveis de bancada cheia e peito cheio na receção aos maiores de Portugal.

Lídio Marques, presidente honorário, sócio número 19 e historiador não oficial dos Lobos do Mar entra na tertúlia. Relembram-se dias de glória, recuperam-se nomes inesquecíveis (Vata, Miranda, Lufemba, Rui Barros, Alexandre…) e voltámos ao dia em que tudo começou.

«Sim, o nosso emblema foi fundado no dia de Natal de 1915. O futebol ainda se implantava em Portugal, a I Guerra Mundial arrasava a Europa e um grupo de estudantes do liceu da Póvoa decidiu dar-nos o Varzim».

O grupo de apaixonados pela bola juntava-se na Igreja do Desterro. Foi sob os bons auspícios desse local sacro que se realizou a primeira Assembleia Geral da instituição. «Em março de 1916 tudo ficou oficializado, quando os estatutos se legalizaram».

«Em cinco anos temos de estar na I Liga»

Regressemos ao presente e a uma das semanas «mais importantes» da história recente do Varzim Sport Club. A uma jornada do final da primeira fase, os poveiros têm o mesmo número de pontos de Famalicão e Vizela. Uma vitória na receção ao Santa Eulália garante a qualificação.

«O jogo coincide com o início das comemorações do centenário», refere Pedro Faria. «Criámos uma camisola onde constam os nomes de todos os nossos sócios. São 4800. Estou a falar consigo e tenho-a aqui nas mãos».

Depois de anos a suportar a agonia financeira – até uma subida de divisão foi perdida -, o Varzim está «a cumprir todos os compromissos» assumidos, inclusivamente os pagamentos estipulados ao Fisco e à Segurança Social.

VARZIM SC: Pedroto, Mourinho e Maradona num arquivo dourado

Agora, terão de ser os resultados desportivos a puxar pelos adeptos. «Em cinco anos temos de estar na I Liga. Anunciei esse objetivo quando me candidatei e mantenho-o», clama Pedro Faria.

«O Varzim é um clube de dimensão ímpar em Portugal. Depois dos três grandes e do Vitória Guimarães não há nenhum emblema capaz de movimentar duas mil pessoas fora de casa. Talvez o Leixões também, um clube com o qual nos identificamos».

O dirigente recorda a enchente em Barcelos, para um jogo da Taça de Portugal, e a invasão a Famalicão no passado fim-de-semana. «Estiveram quase oito mil pessoas no estádio. Comparem essa lotação com as dos jogos da I Liga onde não estiveram os três grandes».


 
«O sonho do novo estádio não vai avançar»

350 atletas em todos os escalões, o velho estádio na marginal da praia, um campo pelado com vista para a antiga praça de touros e mais alguns sintéticos disponíveis no Parque da Cidade. Um clube com infraestruturas capazes de suportar o futebol profissional.

«O sonho do novo estádio não vai avançar, acredito. Temos o nosso recinto, inaugurado em 1930 e ainda muito digno. Está com uma apresentação razoável, velhinho mas bem conservado. Está todo encadeirado, o relvado é ótimo, duas bancadas são cobertas e os balneários foram renovados».
   
Orientado pelo bem conhecido Vitor Paneira, o atual plantel do Varzim é composto pelos seguintes atletas:

Guarda-redes: Pedro Soares, Ricardo e Marinho;
Defesas: Tiago Lopes, Sandro, Moura, Telmo, Abel, Raul, João Paulo e Roberto;
Médios: Pedro Cervantes, Bijou, Nelsinho, Diogo Serra, Pedro Sá, Nélson Agra e Sérgio Organista;
Avançados: Tanela, Vitor Hugo, Diego Mourão, Fidel, Amilton, Rui Coentrão e João Carvalho.
« Última modificação: 31 de Julho de 2016, 15:00 por pompey »



pompey

  • Visitante
em: 31 de Julho de 2016, 16:25
Jogo em Olhanense para a Taça CTT

Olhão - Varzim

0-1 Vence o Varzim com meia hora de jogo.




pompey

  • Visitante
em: 01 de Agosto de 2016, 01:36
aí está o Varzim a entrar com o pé direito nas competições oficiais e a levar de vecido 1-2 o jogo em Olhão.

Excelente :bom:

O Varzim arrancou este domingo a época com uma vitória, ao bater fora o Olhanense, por 2-1, com um bis de Rui Coentrão a valer o apuramento para a segunda eliminatória da Taça da Liga.

No primeiro jogo oficial da temporada para os dois conjuntos da 2.ª Liga, o extremo-esquerdo Rui Coentrão abriu e fechou a contagem, com golos apontados aos 18 e 71 minutos, enquanto o médio Tiago Barros marcou para os algarvios, de canto direto (31).

O Varzim, com quatro reforços no onze inicial - contra três caras novas na equipa inicial do Olhanense -, iniciou melhor o jogo, com um quarto de hora bastante interessante em termos ofensivos.


Aos dois minutos, Rui Costa quase marcava após erro do jovem guardião Leo (ainda no seu primeiro ano de júnior), que se redimiu ao defender o remate do extremo, enquanto Romário, aos nove, viu Redolfi cortar um remate perigoso.

O ascendente do Varzim expressou-se no marcador à passagem do minuto 18, com Rui Coentrão a concluir um contra-ataque bem desenhado, após assistência de Romário.

O Olhanense, até aí relativamente apagado, respondeu bem ao golo, com Sori Mané a falhar a bola a um metro da baliza, aos 19 minutos, antes de Tiago Barros, na marcação de um canto direto, igualar a partida (31 minutos).

O ritmo de jogo desceu na segunda metade e, num período praticamente sem momentos de perigo, o Varzim mostrou-se bastante eficaz, marcando no único remate à baliza, num tiro espetacular de Rui Coentrão de fora da área, aos 71 minutos.

O Olhanense terminou a partida com dez jogadores, após expulsão de Galassi, no terceiro minuto de descontos, por agressão a Romário.

Jogo no Estádio José Arcanjo, em Olhão.

Olhanense - Varzim, 1-2.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:
0-1, Rui Coentrão, 18'
1-1, Tiago Barros, 31'
1-2, Rui Coentrão, 71'

Equipas:

- Olhanense: Léo, Virga, Fábio Marinheiro, Redolfi (Carlos Freitas, 75), Coubronne, Soriano Mané, Tiago Barros, João Oliveira, Galassi, Gonzalez Prado (Doudou Mangni, 72) e Jorman Aguilar (Vieira, 72).

(Suplentes: Nini, Vieira, Pedro Albino, Doudou Mangni, Adélcio Varela, Carlos Freitas e Gerevini).

Treinador: Cristiano Bacci.

- Varzim: Paulo Vítor, Lima, Sandro, Pedro Santos (Jeferson, 52), Delmiro, Leonel Olímpio, Sérgio Organista, Rui Costa (Tiago Alves, 67), Nelsinho (Nelson Agra, 79), Rui Coentrão e Romário.

(Suplentes: Paulo Cunha, Lima Pereira, Tiago Alves, Neta, Villagrán, Nelson Agra e Jeferson).

Treinador: Armando Evangelista.

Árbitro: António Nobre (Leiria).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Virga (66), Lima (76), Delmiro (89) e Leonel Olímpio (90+3). Cartão vermelho direto para Galassi (90+3).

Assistência: Cerca de 300 espetadores.

Autor: Lusa




 


Casas de Apostas: bet pt / Betclic / ESC Online / Nossa Aposta / Casino Portugal

Rede Apostaganha: Apostas / Palpites e Dicas de Apostas / Pronósticos de Apuestas / Betting Tips and Predictions