Autor Tópico: [MLB] 16 a 31 de Julho de 2015  (Lida 1851 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

iaguet

  • Sem Dívidas
  • i
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Ago 2012
  • Localidade:
  • Mensagens:
    388
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    227
em: 24 de Julho de 2015, 21:03
Evento:St. Louis Cardinals - Atlanta Braves 24-07-15 21:15 (Brasil)// 25-07 01:15

O Jogo:
Primeiro jogo da série entre a melhor equipe da MLB na temporada contra uma equipe que vêm sendo uma das piores durante a semana, esses são os Cardinals, com incríveis 60-34 e com certeza um dos francos favoritos ao título, enquanto Atlanta faz uma campanha até que acima do esperado com 45-50, porém anda indo de mal a pior, perdendo 8 das últimas 11 partidas.

Ataques:
O Ataque dos Cardinals é extremamente precisa, precisa porque apesar de não ser excepcional consegue a quantidade de corridas necessárias para conseguir as vitórias, tanto é que já são 21 jogos vencidos com uma corrida de diferença. Isto demonstra que esse lineup não desperdiça grandes chances, o que com certeza acontecerá no jogo de hoje contra um pitcher novato, de apenas 24 anos, qualquer arremesso um pouco menos determinado com certeza não será perdoado por Jason Heyward que volta a Atlanta depois de ser trocado e vêm em ótima temporada com .284 AVG, 9HR e 33 RBI, a volta de Matt Holliday que fazia uma falta enorme tanto defensivamente como ofensivamente já que é o líder em AVG da equipe com .304, por fim, Randal Grichuk vêm em uma semana maravilhosa, com 3 HR, 8 RBI e 6 runs em apenas 6 jogos.
Do outro lado, Braves vêm conseguindo mesclar bem entre jogadores mais experientes como A.J. Pierzynski, Jace Peterson, Nick Markakis e Freddie Freeman, estes dois últimos são os destaques ofensivos, o primeiro apesar de ter perdido a potência de outras temporadas vêm conseguindo muito mais contatos e assim acumula .289 AVG, 42 corridas anotas e 32 HR, enquanto Freeman é o líder de corridas anotadas na equipe com 43 e segundo em RBIs com 42, mesmo que a equipe enfrente um pitcher canhoto contra quem tem grande dificuldade, enfrentará Tim Cooney, outro inexperiente que contra grandes rebatedores com certeza alguma hora irá pecar.

Pitchers:
Os dois arremessadores possuem muitas semelhanças, começando por serem ambos canhotos, depois por serem novatos e terem apenas 24 anos, como também os dois tem menos de 6 jogos na temporada. E aposto justamente nisso, não irei me alongar muito em considerações, porque é difícil fazer uma avaliação sem tantos jogos, mas vou ressaltar alguns pontos importantes.
Tim Cooney em seus starters arremessou no máximo 6 entradas, sempre limitando bem sua quantidade de bolas, conseguiu até um bom número de strikeouts, com média de 8,88 K/9, porém contou muito com a sorte visto que, deixou 80.5% homens em base e cedeu muitos walks, sua grande arma é a quantidade de bolas diferentes que arremessa porém se não estiver com um bom controle irá ter graves problemas, visto que os Braves é uma equipe paciente e com certeza saberá escolher bem as bolas.
Manuel Banuelos, já tem uma longa vida de minor league, começou em 2008 ainda jovem na farm dos Yankees e permaneceu lá até o ano passado, mesmo com essa experiência a mais no baseball profissional também tem problemas com controle igual a Cooney, com uma média maior de homens deixados em base (90,2%), com certeza terá um páreo duro contra os Cardinals na noite.

Bullpens e Defesa:
Os bullpens serão fator decisivo no jogo, já que ambos os pitchers serão limitados a certa quantidade de bolas e de acordo com sua performance podem sair assim que começarem a errar. Atlanta possui um dos piores bullpens da MLB e com certeza essa seqüência ruim está relacionada a isso, os Braves acumulam 4.20 ERA e estes números pioram ainda mais fora de casa, 4.38 ERA, .277 AVG não é uma boa indicação para quem irá pelo menos 3 entradas. Já o dos Cardinals é bem sólido e possuem o menor ERA de toda MLB, 2.88, grande parte devido ao seu closer, Trevor Rosenthal, em temporada fantástica, é no momento com certeza o melhor closer da temporada, porém foram 3 jogos consecutivos sendo utilizado, o que determina que não irá jogar na noite de hoje, assim alimentando a esperança de corridas na nona entrada.
As defesas de ambos os times são extremamente boas, com nomes como Yadier Molina, Jason Heyward, Andrelton Simmons, são grandes nomes e com certeza candidatos a Golden glove, acredito que se algo pode interromper o over dessa linha é uma grande atuação conjunta desses jogadores, interrompendo rebatidas importantes.

Conclusão:
Acredito que os oddmakers se atentaram muito ao fato de ambas as equipes não terem bons retrospectos contra canhotos, porém estes são muito jovens, o que com certeza será aproveitado pelas equipes, com uma linha baixa, uma má atuação em qualquer momento do jogo pode ser fatal, assim considero que o over tenha grande valor na partida de hoje a noite.

Minha pick é:
Over 7,5 corridas @ 1,90 Sportingbet



iaguet

  • Sem Dívidas
  • i
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Ago 2012
  • Localidade:
  • Mensagens:
    388
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    227
em: 24 de Julho de 2015, 23:40
Evento: Toronto Blue Jays @ Seattle Mariners - 24/07 23:10 // 25/07 03:10

O jogo:
Primeiro confronto da série entre Toronto e Oakland, a primeira equipe segue na luta dos playoffs, com apenas 3 jogos atrás do segundo wild-card da AL, precisa que seu desempenho fora de casa melhore e assim tenha chances de chegar aos playoffs. Já os Mariners que estão muito aquém da expectativa, precisam chegar pelo menos perto do .500 e para isso essa série é de extrema importância.

Ataques:
O ataque dos Blue Jays é algo extraordinário, o ataque se mantiver a média de até o momento 5.3 corridas por partida, será a maior desde de 2011, porém hoje enfrentam um de seus maiores desafios, Felix Hernandez. Contra quem em sua única confronto se saíram muito mal, em 7 entradas, foram apenas uma corrida cedida e oito strikeouts. Isso, é adicionado a piora de ataque onde descem de .262 AVG para .250, como também seu SLG que cai de .442 para .406 e assim dessem para 5 a média de corridas. Além disso enfrentarão uma das poucas bolas que não gostam, a sinker de Hernandez será utilizada sabiamente e seus melhores jogadores como Josh Donaldson, Edwin Encarnacion e Russell Martin possuem AVG abaixo de .200, o que com certeza deixará o ataque de sobreaviso.
Os Mariners esperava que seu lineup fosse a grande arma para a temporada, pela colocação da equipe já se pode ver que não foi alcançado todos seus objetivos, porém , na última semana, os grandes nomes do lineup vêm se apresentando extremamente bem, Robinson Cano, Nelson Cruz e Kyle Seager cada um bateu 3 homeruns, Seager ainda conseguiu .303 AVG e Cano parece que voltou a ser o velho Cano, diminuindo a porcentagem de strikeout para 10%K, conseguiu colocar mais a bola de jogo, acredito que essas mudanças serão suficientes para dar o run support necessário a Felix Hernandez que com certeza fará um grande jogo.

Pitchers:
Drew Hutchinson está em uma temporada que é pra se esquecer apesar de suas 9 vitórias e apenas 2 derrotas, com 5.19 ERA, mesmo com boa média de strikeout (20,5%K) e baixa de walks (7%), está sofrendo com as rebatidas, nem tanto com as fortes porque não cede muito homeruns, porém muitas rebatidas simples .285 AVG, em seu única confronto ano passado contra Seattle sofreu muito, em apenas 5.1 entradas foram 6 corridas.  A sorte porém está de seu lado, com um run support de 7,88 é o maior de toda liga, porém não é de esperar essa sorte contra Hernandez.
Com certeza um dos maiores pitchers da atualidade, Felix Hernandez vêm caminhando para mais uma temporada com ERA abaixo de 3, acumula 2.77, grande parte desse sucesso que já dura 10 temporadas, vêm se adaptando cada ano e sempre pronto para lançar qualquer uma de suas 5 bolas, ainda não vejo nenhum rebatedor que tenha confiança contra sua changeup, porém esse ano curva está espetacular e assim espero que consiga vencer o melhor ataque da MLB.

Bullpen e defesa:
O bullpen do Mariners foi muito utilizado na série contra os Tigers, foram dois jogos com extra-innings, assim causando muito desgaste, porém,  King Felix tem média de 7 entradas por jogo, o que com certeza dará uma folga para o bullpen, desse modo, é de se esperar que caso haja uma vantagem, eles consigam mante-la. Blue Jays tem um bullpen mediano, com nomes que já foram starters como Brett Cecil, Marco Estrada que não estão conseguindo bons números, porém, vários possíveis nomes de closers, que apesar de não serem fixos, conseguem bons números como Steve Delabar, Roberto Osuna e Liam Hendriks.
As duas defesas tem números parecidos, com uma leve vantagem para os Blue Jays, ambos não são excelentes, porém não comprometem muito o jogo de ambas as equipes, se esperava mais de alguns jogadores de ambos, Chris Colabello, Jose Bautista e principalmente Robinson Cano já tiveram grandes temporadas e hoje já não são vistos mais como bom jogadores defensivamente.

Conclusão:
É um confronto de opostos, Felix Hernandez um dos melhores pitchers da MLB enfrenta o melhor ataque e agora terá que mostrar sua força mais uma vez, já Hutchison um pitcher que está bem abaixo da média da liga, enfrenta um ataque que desapontou até o momento na temporada. Porém, aposto na forma da última semana, assim a melhora dos Mariners na última semana me dá maior confiança, enquanto Hutchinson não terá a mesma força sem o run support de outros jogos, caso Toronto mantenha a média da última semana.
 
Minha pick é:
SEA Mariners -1,5 runs @ 2,50 Sportingbet



iaguet

  • Sem Dívidas
  • i
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Ago 2012
  • Localidade:
  • Mensagens:
    388
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    227
em: 27 de Julho de 2015, 21:17
Evento: Chicago White Sox x Boston Red Sox - 27/07 20:10 (Brasil)// 28/08 00:10 (Portugal)

O Jogo:
A primeira vista um encontro de duas equipes sem muitas pretensões na temporada 2015, ambas abaixo de .500, é de se esperar que utilizem a tradeline nessa semana para formar equipes mais fortes para o futuro. Para o Red Sox, depois de 8 derrotas em 10 jogos isso é uma verdade absoluta, já para o White Sox, depois de varrer os Indians foram de casa em uma série de 4 jogos estão somente á 5 jogos atrás dos Twins, atual segundo colocado do Wild-Card e o que fez o arremessador Carlos Rondon, questionar: " Why can't we do it? Keep on winning and keep on plugging away. This brand of baseball we've been playing this weekend, we need to keep it going."

Os ataques:
Se Chicago quer mesmo ir para os playoffs o ataque precisa ter o mesmo desempenho da semana passada e esquecer totalmente o resto da temporada, falando um pouco em números, na temporada são .244 AVG, .297 OBP, .362 SLG e a equipe que menos anotou corridas entre todas as equipes da MLB, 336. Já na última semana, foram .276 AVG, .321 OBP, .433 SLG e 33 corridas anotadas em 6 jogos, com grandes atuações de Carlos Sanchez, Melky Cabrera e Alexei Ramirez, deixando um pouco de  lado a Jose Abreu dependência, já que este também jogou bem mas vêm em uma temporada mediana-boa, que vinha acompanhado a equipe desde o início, hoje enfrentam um pitcher que acabou de retornar da Minor League e se conseguirem a confiança necessária e que demonstraram contra os Indians, ele não será capaz de segurar este ataque.
O ataque do Red Sox depois de uma longa jornada sem produzir conseguiu um bom jogo contra Detroit, onde anotou 11 corridas no Sunday Night ontem, claro que o grande destaque da noite foi David Ortiz, com 2 Homeruns, 7 RBI ( o máximo em sua carreira) e a caminho de sua 14 temporada seguida com mais de 20 homeruns. Hoje, este mesmo ataque tem mais uma grande chance de demonstrar essa habilidade, apesar de a equipe estar com uma clara deficiência contra canhotos, hoje enfrentam um velho conhecido contra quem tem bons números até então, com .282 AVG, 3 homeruns em 110 atbats acredito que se a história se mantiver, vai ser mais um grande jogo do lineup do Red Sox.

Pitchers:
John Danks vinha em mais uma temporada ruim em 2015, no acumulado são 16,1%K, .281 AVG, 1.21 HR/9 e ERA 4.66, algo que o vêm acompanhando desde 2011, já são 5 temporadas com ERA bem acima de 4 e para mim um dos casos de maior insistência de uma franquia em uma aposta sua. Porém, seus últimos dois jogos foram muitos bons contra os Cardinals e Royals, sem ceder nenhuma corrida, Danks tem a chance de bater um recorde pessoal de mais de 2 jogos começando como principal sem ceder nenhuma corrida, porém acho muito difícil, hoje enfrenta uma equipe que com certeza aproveitará de seus pontos fracos caso ele os deixe explícitos, mantendo o alto número de flyballs, o ataque dos Red Sox não perdoará e será quase impossível não ceder nenhum homerun, assim vejo como pouco provável uma atuação ilesa de Danks e caso isso aconteça no início do jogo, com certeza irá afetar sua moral e o prejudicar durante todo o resto da partida.
Joe Kelly ainda não se achou em Boston, depois de um bom inicio de carreira nos Cardinals, ano passado foi trocado e desde que chegou no Red Sox, vem desapontando a todos. Essa temporada vêm sendo ainda pior, com ERA de 5.74, não vêm conseguindo controlar as rebatidas, são .270 AVG e uma alta quantidade de homeruns (11 em 15 jogos como starter), depois de passar quase um mês na Minor League, parece que isso pouco o ajudou, na quarta arremessou contra os Astros e sofreu bastante, em 5.1 innings, foram 4 earned runs, com 3 HR e 6 hits, apesar de ter conseguido 6 strikeouts nesse período, o que pode ser uma última esperança, já que o lineup do White Sox sofre bastante com isto.

Bullpen e Defesa:
Já é pouco esperado grandes atuações do bullpen do Red Sox, com certeza entre os 3 piores da temporada na MLB, hoje fica ainda mais propenso a um fiasco, depois de longos jogos contra Detroit, os relievers tiveram 13 entradas em apenas 4 dias, um valor considerável e que com certeza afetará bem seu rendimento no jogo de hoje. Já o bullpen do White Sox é o único setor do time que pode dizer que fez um bom trabalho até agora, porém, sofrerá um pouco caso o ataque do Red Sox faça como ontem e desperte furiosamente depois da sexta entrada.
Como era esperado, a juventude do lineup do Red Sox vêm fazendo um bom trabalho, Xander Bogaerts, Mookie Betts e Brock Holt vêm superando as más atuações dos veteranos Pablo Sandoval, Hanley Ramirez e Mike Napoli, só não sabemos até quando isso será possível. Já a defesa do White Sox é imensamente dificil de se comentar, com certeza, briga ponto a ponto para ser a pior da MLB contra a de Philadelphia e não se pode confiar nada sobre ela.

Conclusão:
Aqui temos um grande problemas com os starters, sem terem grandes números na temporada a confiança neles fica muito difícil, de um lado o ataque do Red Sox mostrou ontem que ainda é muito forte, enquanto o White Sox precisa da vitória se quiser ainda sonhar com pós-temporada esse ano, visto isso, acredito que será um jogo com muitas corridas, com a qualidade de alguns jogadores preponderando de um lado e outros que não tem tanta qualidade, porém confiantes o suficientes para que aproveite as oportunidades e a equipe saia com a vitória.

Minha pick é:
Over 9 runs @ 1,85 Sportingbet



Forum de Apostas

Re: [MLB] 16 a 31 de Julho de 2015
« Responder #17 em: 27 de Julho de 2015, 21:17 »

iaguet

  • Sem Dívidas
  • i
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Ago 2012
  • Localidade:
  • Mensagens:
    388
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    227
em: 28 de Julho de 2015, 00:40
Evento: Seattle Mariners X Arizona Diamondbacks - 27/07 23:10 // 28/07 03:10

O jogo:
Primeiro jogo da série interligas entre duas equipes que vêm em grande atuação no final de semana, os Mariners em um duro confronto contra o ataque mais forte da liga saiu vencedor, inclusive com um grande comeback no jogo de ontem. Já os Diamondbacks, venceu por três jogos em uma série de quatro, na qual saiu sem ceder nenhuma corrida  nos últimos dois jogos, porém não acredito que Arizona terá a mesma sorte, em um jogo que vejo com grandes chances de ser um over.

Ataques:
O ataque de Seattle vêm em grande forma, depois de um começo desapontante, até o momento a equipe possui o quinto pior AVG da MLB com .238 AVG, .301 OBP e uma média de apenas 3.6 corridas por partida, porém desde a volta do All-Star Game, os grandes nomes da equipe que até o momento não estavam fazendo nada, o principal exemplo é Robinson Cano que na primeira metade do ano, possuía .259 AVG, .290 OBP e 6 homeruns, com certeza o pior começo de toda sua carreira. Desde a volta da parada, Cano é outro jogador, possui .350 AVG, .409 OBP, 4 homeruns, além disso diminuiu em 6% seu número de strikeouts. Ele não é o único, Kyle Seager, Austin Jackson são outros bons exemplos da melhora, fora eles, Nelson Cruz, o único que anteriormente vinha em boa performance, está totalmente on fire, nos últimos 6 jogos, teve um AVG de .429, fora isso bateu 4 homeruns, algo fora do comum e que acredito seja suficiente para garantir as corridas necessárias na noite de hoje.
Já o Arizona tem o oposto, vinha em uma temporada ótima com .261 AVG, .323 OBP e uma média de 4.4 corridas por partida, claro que seu principal jogador tem grande parte disso, Paul Goldschimidt, com .345 AVG, .462 OBP, 21 homeruns, é o responsável por trazer 74 jogadores ao homeplate por suas rebatidas, isto é, mais de 17% das corridas do Arizona veio de rebatidas de um único jogador. Porém nos últimos jogos, vêm conseguindo vitórias simples, com poucas corridas, acredito que hoje é a grande chance de reverter essa situação, contra canhotos, possuem média um pouco mais baixas do que contra destros, porém isto pouco faz para o total, já que dos 20 jogos contra starters canhotos, foram 11 jogos com over, o que já demonstra que os oddmakers, sobrevalorizaram essa queda e acredito que hoje aconteceu isso mais uma vez.

Pitchers:
Robbie Ray tem sua segunda chance na MLB, ano passado quando chegou a grandes ligas por Detroit, seus 9 jogos foram muitos ruins, terminando o ano com ERA de 8,16, sendo muito abalado tanto por rebatidas simples (.354 AVG), como por homeruns (1.54 HR/9). Nesse ano, aparentemente vêm consertando seus erros, aumenta a média de suas bolas consideravelmente, de 91.3 mph para 93.2 em sua four-seam, menos nervoso e deixando seu jogo fluir, tem 2.72 ERA, 20,6%K e .229 AVG. Porém, seu último jogo foi muito ruim, contra o Marlins teve 5 corridas cedidas em 4.2 innings, talvez isso abale sua confiança e enfrentando uma equipe que enfrenta muito bem bolas rápidas como a dele, um começo ruim pode quebrar sua seqüência e se perder no jogo.
Mike Montgomery teve um início esplendido, em seu primeiro ano na MLB, foram 7 jogos quase perfeitos, incluindo um one-hitter em um jogo interligas contra San Diego, o ERA de 1,62. Porém, seus números caíram drasticamente, em seus últimos 3 jogos, com ERA 9.33, foram jogos em cedeu 5,3 e 8 corridas respectivamente. Hoje enfrenta um ataque que vem muito mal ofensivamente é sua grande chance de se redimir ou então dará chance para que os adversários retomem a moral e consequentemente aumenta ainda mais sua crise.

Bullpen e defesa:
A temporada ruim dos Mariners não pode encontrar um único culpado, o bullpen da equipe vêm fazendo pouco e complicando muitas vezes as boas atuações de seus starters,apesar de um ERA de 3,80 o que não é tão ruim, os relievers tendem a ceder pelo menos uma corrida por jogo, dependendo da situação de Montgomery já será o suficiente para ultrapassar a linha. Já os relievers dos Diamondbacks apesar de não conseguirem tantos strikeouts, porém mesmo assim possuem um bom ERA de 3,40, muito porque não cedem tantas rebatidas e as acontecem não causam tantos danos.
Aqui também outro contraste entre as equipes, Diamondbacks possuem um dos infields mais forte da liga, principalmente as bolas puxadas por destros caem na mão de Nick Ahmed e Jake Lamb, que possuem poucos erros e são grandes responsáveis por essa seqüência de jogos sem corridas, inclusive com um belíssimo out no homeplate ontem. A defesa dos Mariners também não é ruim, porém possui dois nomes que estragam e pesam muito negativamente, Nelson Cruz e Dustin Ackley são dois DH que fazem um trabalho temporário no outfield, ambos fazem somente defesas fáceis e ainda assim erram várias vezes.

Conclusão:
É uma linha muito baixa para dois arremessadores muito jovens contra equipes que tem ataques que não se pode dizer que são ruins, os Mariners está em ampla ascensão e mesmo que enfrente um canhoto tem qualidade suficiente para vencer essa linha tão baixa, como aconteceu ontem contra Buerhle e mesmo com Price na última sexta. Já o ataque dos Diamondbacks vêm em grande baixa, porém também enfrentam um pitcher em má fase, o que eu vejo como grande oportunidade já que vieram de uma seqüência de grandes nomes como Matt Garza, Jungmann, Jose Fernandez e mesmo assim conseguiram uma média de perto de 3 corridas, o que vejo como potencial para bater a linha de hoje.

Minha pick é:
Over 7 runs @ 1,85 



iaguet

  • Sem Dívidas
  • i
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Ago 2012
  • Localidade:
  • Mensagens:
    388
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    227
em: 28 de Julho de 2015, 21:02
Evento: Toronto Blue Jays X Philadelphia Phillies - 28/07  20:05 // 29/07 00:05 (Portugal)

O Jogo:
A noite de ontem foi muito agitada em Toronto sem mesmo ter jogadores jogando pelo Blue Jays, tudo isso pela troca envolvendo Troy Tulowitzki, cinco vezes All Star e um dos grandes, se não o melhor, shortstop da MLB. É esperado que depois dessa troca, Toronto embale na briga por um vaga nos playoffs junto a New York e o jogo de hoje é mais que necessário que isso aconteça. Já os Phillies, também buscam se mexer perto do fim de tradeline e trocas envolvendo Hamels e Papelbon pode ocorrer a qualquer momento, a equipe possui o pior overall de toda a MLB, porém nos 9 jogos depois do All Star foram 8 vitórias.

Os ataques:
O que já era um ataque fora do comum, com a chegada de Tulo, fica ainda mais impressionante, a simples troca de shortstop pode mexer na ordem do lineup e manter a seqüência de rebatidas cada vez mais viva, visto que na temporada, Tulowitzki tem AVG de .300, com 12 homeruns e 53 RBIs, é claro que jogar em Colorado, um estádio propenso ao over, ajudava em alguma dessas estatísticas mas sua qualidade é inegável a qualquer um que assista a MLB. A equipe que já tem o melhor ataque da competição, melhora ainda mais quando jogo dentro do Rogers Centre, aumentando seu AVG de .261 para .276, OBP de .328 para .348, além de aumentar a média de corridas de 5,3 para 5,6. Caso a equipe consiga repetir algo parecido com essas estasticas já será o bastante para abrir uma boa e larga vantagem contra o fraco Phillies, que com um pitcher novato, terá que contar com muito com seu bullpen, que não é de confiança.
A incrível reviravolta dos Phillies está com os dias contados na minha opinião, depois de seu ataque conseguir uma ótima performance, aumentando seus números consideravelmente na última semana, aumentando em 2 corridas sua média por jogo, além disso conseguindo um número grande de contato (.302 AVG) e chegando em base mais frequentemente (.351 OBP), acredito que não conseguirá manter os números por muito tempo, nessa segunda série fora de casa, onde a equipe tem números bem ruins o ataque já não será o mesmo, enfrentando um canhoto, Ryan Howard um de seus principais nomes não jogam, assim como Maikel Franco, outro grande nome na última série que vê seu AVG cair de .301 contra destros para .221 contra canhotos, somente tirando esses dois nomes a situação de jogo dos Phillies muda e vejo como pouco provável uma noite produtiva de seu ataque.

Pitchers:
Os Blue Jays vão experimentando Doubront aos poucos na rotação, em 4 jogos no ano na MLB, começando apenas 3 variou bem em suas atuações, em seu primeiro jogo foi muito bem conseguindo uma quality start contra o White Sox, cedendo apenas uma corrida em 6.2 entradas e 6 strikeouts, porém na outra semana sofreu junto com a equipe, a defesa não ajudou e contra o forte Royals teve 5 earned runs e 7 corridas no total. Na última quarta voltou a jogar e contra os A's arremessou 94 bolas, o limite que o manager Gibbons colocou a essa volta de Doubront na MLB, mesmo assim foram 4.2 entradas, 2 earned runs. As temporadas de Doubront no Red Sox foram bastante instáveis e a equipe só chamou ele de volta as grandes ligas porque estava sendo impecável na Triple A, hoje tem a grande chance de demonstrar que tem condição de permanecer e acredito que não irá perder essa chance contra o mais fraco ataque da National League.
Adam Morgan com certeza não irá querer lembrar de seu início na MLB, em 5 jogos, já acumula 4.28 ERA, .280 AVG e 1.39 WHIP, marcas bem elevadas. Hoje enfrentará mais um grande teste, por seu um pitcher propenso a flyballs, a equipe dos Blue Jays repleta de sluggers pode ser seu maior pesadelo, com uma fastball com média abaixo de 89 mph é esperado pouquíssimos strikeouts, caso a defesa não esteja em sintonia ou ataque dos Blue Jays inspirado, sua média de HR/9 que já é alta (1.69), atingirá números gigantescos na noite de hoje.

Bullpen e defesa:
Os relievers de Toronto podem ser tomados como os principais culpados pelas últimas derrotas da equipe, com ERA 4,07 está próximo dos últimos colocados na AL, porém, ontem teve um descanso e com a troca chegou mais um nome para acrescentar, não é o melhor reliever de toda MLB, porém tem qualidade suficiente para acrescentar ao bullpen, assim com um contigente melhor e mais descansado acredito que o bullpen possa ter uma atuação melhor na noite. Apesar de tudo, os Phillies possuem um bullpen ok, com ERA 3,58, uma média de 1 strikeout por inning, porém um alto número de walks (BB/9 4,00), terá um grande teste hoje, incrivelmente descansado por ter jogado apenas 5 innings nos últimos 4 dias tem a grande chance de mostrar sua qualidade frente ao mais poderoso ataque da MLB.
Já ouvi comentaristas dizendo que o nível da defesa dos Phillies é comparável a de highschool, não acredito que seja para tanto, porém estão bem longe do nível da MLB,  Chase Utley, Jeff Francoeur, Cody Ascher estão bem longe do que já foram em suas carreiras e se ainda estão como titulares é pelo seu poderio no ataque. Já a do Blue Jays é extremamente mediana, não compromete porém não cria, assim acredito que será suficiente para manter o nível de jogo que seu ataque em conjunto com Doubront produzir.

Conclusão:
Toronto se movimentou nessa tradeline por um único motivo, ainda acredita na vaga da pós-temporada, para isso acontecer não pode mais escorregar em partidas fáceis, principalmente em casa e hoje é uma delas, contra a mais fraca equipe da MLB vejo grande vantagem para os Blue Jays apesar da boa forma depois do All Star Break dos Phillies, o melhor ataque da Liga enfrenta uma equipe em reconstrução, que apesar de vinda de um no-hitter e boa seqüência de vitórias não é forte o suficiente para o nível da MLB.

Minha pick é:
Toronto Blue Jays -1,5 runs @ 1,80 Sportingbet



iaguet

  • Sem Dívidas
  • i
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Ago 2012
  • Localidade:
  • Mensagens:
    388
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    227
em: 28 de Julho de 2015, 23:55
Evento: Milwaukee Brewers @ San Francisco Giants 28/07 23:15 // 29/07 03:15 (Portugal)

O Jogo:
Segundo jogo da série entre Giants e Brewers, no qual ontem San Francisco saiu vencedor por uma diferença de duas corridas em um jogo disputado porem sem muito ação dos ataques. Os Giants vêm estendendo sua seqüência de vitórias em casa e está a uma vitória das 8 que seriam um recorde na temporada. Já os Brewers não tem muito o que orgulhar da última semana, foram 5 derrotas em 7 jogos, anotando poucas corridas a equipe vêm se distanciando e cada vez mais pensando na temporada 2016.

Ataques:
Grande parte da melhora dos Giants e sua chegada ao topo da NL West é devido ao seu ataque, puxado por seu franchise player Buster Posey, nos últimos 13 jogos Posey teve média de .423 AVG, acompanhado de Matt Duffy com .414 e  Brandon Crawford com 3 homeruns nos últimos jogos. No total, a equipe aumentou para 6,2 a média de corridas por jogo e médias de .324 AVG, um aumento de 2 corridas por jogo na media geral da equipe e .060 no AVG. Hoje enfrentam um pitcher que ficou um tempo sem jogar devido a contusão, além disso, historicamente possuem números ótimos contra ele, como Posey que em 9 atbats teve 5 hits, Angel Pagan com 6 hits em 10 vezes que o enfrentou, assim confio que apesar de Peralta jogará um número reduzido de bolas, acredito que será o suficiente para San Francisco abra uma boa vantagem.
Milwaukee está com graves problemas em seu lineup, não apenas pela temporada até o momento que é já muito ruim, com .251 AVG, .301 OBP e 398 corridas anotadas, mas também por Ryan Braun, o único jogador com nível All Star da equipe, pode desfalcar por mais alguns jogos com um problema nas costas. Além disso, com as mudanças no roster da equipe, Craig Counsell está testando novos jogadores e estes (Shane Peterson, Khris Davis e Jean Segura) não estão mostrando um grande trabalho, na última semana a equipe marcou apenas 20 corridas em 7 jogos, uma das piores semanas da temporada dos Brewers.

Pitcher:
Matt Cain já foi um dos grandes nomes da rotação de San Francisco, porém após um ano sem jogar devido a uma cirurgia no cotovelo no ano passado, já foram 4 jogos, com 2 vitórias e 1 derrota, totalizando 4.09 ERA e uma média de strikeouts que não tinha desde 2006. É claro que a amostra ainda é pequena e não podemos avaliar muito, porém Matt Cain hoje tem um reencontro contra uma equipe contra qual sempre jogou bem, além disso, joga em casa onde teve suas melhores atuações na carreira e nessa ano também, em seu único jogou em casa arremessou 6 entradas, cedendo apenas 2 rebatidas e nenhuma corrida cedida. Acredito que Cain, utilizando toda sua experiência saberá aproveitar a má fase dos Brewers e sairá vencedor no AT&T Park.
Wily Peralta surpreendentemente conseguiu uma boa temporada no ano passado, fora 17 vitórias em 32 jogos, com ERA 3,53, parecia que tinha aprendido com os erros de 2013, sua temporada de rookie. Porém, começou o ano bem ruim, em 9 jogos foram 5 derrotas, além de um ERA de 4.00, cedendo muitos homeruns (1.33HR/9) e pouquíssimos strikeouts, no dia 22, enquanto arremessava a quarta entrada de um jogo contra Atlanta sofreu uma contusão e desde então não joga, hoje volta com uma prova de fogo, contra o provável segundo melhor ataque da MLB, acredito que jogará muito pouco um limite entre 80-90 bolas, porém isso já será suficiente para causar um grande estrago caso não esteja com controle acima da média.

Bullpen e defesa:
Milwaukee possui um dos melhores bullpens da MLB, com a terceira melhor média de strikeouts (9,29 K/9) e também 3,23 ERA, um dos 10 melhores da liga. Grande parte devido a agressividade de Will Smith, Michael Blazek e seu closer Francisco Rodriguez. Porém, hoje enfrentarão uma longa jornada, porque certamente Peralta será limitado a jogar poucas entradas, assim iremos ver como ele vai funcionar quando necessita de seus long-relievers, que até então foram pouco utilizados. Já os Giants começou o ano com um grande problema, Sergio Romo, antigo closer, acumulou diversas blown sabes seguidas, porém logo foi muito bem substituído por Santiago Casilla, que faz um trabalho considerado mediano para muitos, porém para mim de qualidade, tirando os dois ainda existem outros ótimos nomes como Javier Lopez, Hunter Strickland e George Kontos que podem garantir a vitória dos Giants tranquilamente caso o jogo chegue em boa condição.
A defesa é mais um dos fatos que diferenciam e distanciam as campanhas de Giants e Brewers, os Giants conseguem evitar corridas, Buster Posey jogando como catcher ou primeira base é um ótimo jogador, além disso Joe Panik, Brandon Crawford formam um middle infield digno de golden glove. Os Brewers trocou seu único jogador de destaque defensivamente, Aramis Ramirez saiu da equipe e deixou o infield infinitamente fraco, deixando que qualquer ground ball se torne um perigo para o torcedor.

Conclusão:
As diferenças entre as equipes são grandes e isso se pode ver pela posição na tabela de ambos. Além disso, os Giants vêm animado com a chance de chegar a liderança e ultrapassar seu arquirival Dodgers, contra o já abatido Brewers que não tem mais nenhuma inspiração para a temporada. Além disso a diferença entre os starters hoje atenuam as chances de San Francisco que na minha opinião tem a chance de acontecer o décimo sexto blowout da equipe, assim acredito em uma diferença de mais de uma corrida.

Minha pick é:
San Francisco Giants -1,5 Runs @ 2,35 SportingBet



iaguet

  • Sem Dívidas
  • i
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Ago 2012
  • Localidade:
  • Mensagens:
    388
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    227
em: 29 de Julho de 2015, 18:25
Evento: Boston Red Sox x Chicago White Sox 29/07 20:10// 30/07 00:10 (Portugal)

O Jogo:
Terceiro e último confronto dá série entre as equipes que levam Sox no nome, caracterizada por jogos em que os ataques produziram bem mais que as defesas, o time de Chicago foi melhor e conseguiu 2 vitórias, agora motivado por reais chances de disputar a vaga de wild card a equipe vêm motivada para varrer Boston dentro de casa, que aparentemente já desistiu da temporada, começando a testar prospects e se movimentando nas trocas, a temporada de 2015 é algo pra ser esquecido na cidade.

Ataques:
Foram 2 jogos de over, em que ambos os ataques produziram como nunca haviam feito durante toda a temporada e acredito que há grandes chances disso acontecer novamente na noite de hoje. A começar por Chicago, que vêm sendo empurrado por Melky Cabrera, que finalmente despertou para o jogo e Jose Abreu, até então único jogador que conseguiu fazer algo na equipe. A equipe teve uma média de 7,5 corridas por jogo nos últimos 6 jogos e este com certeza é o principal motivo para essa seqüência de vitórias que dura exatamente estes 6 jogos. Hoje, precisam continuar o que fizeram recentemente, um começo de jogo agressivo, foi assim nos últimos 4 jogos, onde conseguiram 14 corridas somente no primeiro inning, começando bem, terminam bem e caso se aproveitem da instabilidade de Porcello, conseguirão um bom jogo a partir dali.
Já o ataque do Red Sox também não vêm fazendo feio, como todos sabem, quando jogam em Fenway esse lineup praticamente joga de outro maneira, dentro de casa a equipe tem uma média de 4,6 corridas por jogo, .279 AVG e .335 OBP e justamente vêm produzindo isto nos últimos jogos, porém, sem a ajuda de seus arremessadores as vitórias não vem chegando. Acredito que essa boa fase de David Ortiz, Mike Napoli e Xander Bogaerts seja suficiente para superar os problemas que vinham tendo contra canhotos e assim superar a linha na noite.

Pitchers:
Jose Quintana enfrentou apenas uma vez a cada ano a equipe do Red Sox nas três temporadas que está na MLB. Com a falta de estabilidade do roster de Boston conhece pouco destes jogadores. Depois de jogar seu primeiro shutout não sabemos como irá se comportar no jogo de hoje, porém percebo algumas dificuldades, a equipe do Red Sox vinha com dificuldade contra fastball, porém na última semana veio melhorando e oferece grande risco a bola que joga mais de 50% das vezes, fora isso sua bola de confiança, curveball, é a segunda melhor rebatida pela equipe de Boston, assim a variação terá que ser muito grande para ser efetiva, algo que não penso que irá conseguir no jogo de hoje.
Já Rick Porcello depois de cinco temporadas em Detroit, chegou em Boston e desapontou, acumula um ERA de 5,51, 1.42HR/9, .284 AVG, somente em seu último jogo conseguiu jogar completar 7 entradas arremessando e isso só aconteceu, porque Farrell percebeu sua evolução, já que nos últimos 3 jogos conseguiu se equilibrar e sofreu apenas 5 corridas cedidas. Porém, hoje enfrenta antigos rivais de divisão, ele tinha uma ótima marca até o ano passado onde perdeu os 2 últimos jogos, porém, pouco se pode prever hoje, com um ataque bem motivado, o primeiro inning será o grande termômetro de como será seu jogo.

Bullpen e Defesa:
No primeiro jogo da série ambos os starters tiveram problemas e a distancia entra as equipes era pequena, porém quando chegou a vez dos relievers, os White Sox conseguiram uma performance muito melhor e talvez esse é o motivo de suas vitórias.  O que agrava ainda mais a situação de Boston é o cansaço foram 15.2 entradas arremessadas por seus relievers, caso Porcello não tenha uma boa atuação vejo como grande chances a alternativa de queimar um starter para se fazer um long relief, a do White Sox está em condição melhor, foram 10 entradas, não é um número pequeno também, porém suficiente para que não joguem cansados.
Previa um desastre nessa série sobre a defesa, porém, elas vêm se comportando "adequadamente", foram 4 erros a todos, porém grande parte dessas corridas poderiam ter sido salvas por defesas melhores. Os dois erros do jovem custaram pelo menos 2 corridas, enquanto os erros do Red Sox poderiam ter custado muito mais caro se não fosse Mookie Bets fazendo defesas incríveis.

Conclusão:
Os dois ataques vêm mostrando uma força que não foi comum durante toda temporada, hoje enfrentam dois pitchers que tiveram bons números na carreira, porém, Porcello vêm em péssima forma na temporada enquanto Quintana terá que se virar utilizando menos sua curveball, depois da saída, os bullpens não inspiram grande confiança para manter o jogo defensivamente, assim acredito que os ataques tem mais chances de prevalecer e o over é a melhor opção para o jogo.

Minha pick é:
Over 8,5 runs @ 1,833 SportingBet



iaguet

  • Sem Dívidas
  • i
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Ago 2012
  • Localidade:
  • Mensagens:
    388
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    227
em: 31 de Julho de 2015, 20:05
Evento: Boston Red Sox X Tampa Bay Rays - 31/07 20:10 (Brasil) - 31/07 00:10

O jogo:
Primeiro jogo da série entre rivais de divisão que vivem diferentes situações no campeonato, Boston cada vez mais ansioso com a temporada de 2016 que efetua mudanças sem sentido nos lineups, já para os Rays é necessário uma boa campanha fora de casa em Agosto, algo que não conseguiram até o momento, para assim que cheguem no final de setembro com chances reais de ir para os playoffs.

Ataques:
O ataque dos Red Sox aparentemente acordou na temporada e até o momento consegui acompanhar esta boa fase com minhas picks, pode se ver que a equipe se aproveita da boa fase de seu cleanup man, David Ortiz, vêm enfurecido na última semana, são 13 RBI, rebatendo .429 AVG nos últimos sete jogos, ontem conseguiu mais uma vez sucesso e teve 3 rebatidas válidas contra o White Sox. Outro em boa fase é Xander Boegarts, com 3 hits ontem também, vêm em seu melhor mês da temporada, com .386 AVG, vêm sendo um dos homens que fez falta durante a temporada para o Red Sox, que estava em base, quando os grandes nomes da equipe não conseguiam fazer nada. Essa boa performance, não só desses destaques porém do lineup inteiro fizeram as estatísticas saltarem, de 4.1 corridas por jogo na temporada, nos últimos 7 jogos foi para 5,1, fora isso as três estatísticas clássicas(AVG,OBP e SLG) de batting subiram pelo menos 0,02 na última semana.
Do outro lado, os Rays enfrentam seu arremessador favorito, contra canhotos a equipe vê sua produção aumentar consideravelmente, saltando de 3,6 corridas por jogo para 4,1, espero que assim a equipe consiga manter a boa seqüência da semana passada onde conseguiu colocar mais a bola em jogo, jogando mais sabiamente no ataque, apesar de ter diminuído sua potência, conseguiu resultados melhores. Hoje, seu principal rebatedor reencontra a equipe contra qual tem o melhor sucesso, Evan Longoria, rebateu pelo menos um hit nos últimos 8 jogos, sendo 3 homeruns e 4 doubles, totalizando um AVG de .375.

Pitchers:
Erasmo Ramirez vinha finalmente se encontrado na MLB, com uma boa seqüência de jogos (foram nove com dois ou menos corridas cedidas), aparentemente tinha resolvido seus problemas com homeruns.  Porém enfrentou grandes problemas no sábado, no jogo que alcançou seu recorde de entradas arremessadas (7.1) cedeu 5 corridas para o Baltimore. Hoje, enfrenta um ataque que está totalmente on fire, caso não recupere seu psicológico e dê alguma chance nas suas bolas, com certeza o slugger lineup do Boston, o qual teve problema durante os 3 jogos que já jogou contra a equipe (6.93 ERA),  irá anotar alguns homeruns.
Eduardo Rodriguez é a aposta mais ousada do Boston nesse fim de temporada, com objetivo claro de dar a experiência para o novato e assim coloca-lo na rotação ano que vem, os Red Sox apostam firme no que os especialistas dizem ser o segundo melhor prospect da farm. Porém, essa aposta pode custar caro, apesar de todo seu potencial, o jovem de apenas 22 anos vêm tendo mal resultados na MLB. Foram 11 jogos, em que acumulou um ERA de 4,26, conseguindo uma boa média de strikeouts porém pecando nas flyballs e assim oscilando muito entre os jogos, vejo com grande possibilidade uma atuação ruim, principalmente por ser fora de casa, onde o arremessador não demonstrou nenhuma vez grande confiança.

Bullpen e defesa:
Duas equipes com péssimos bullpens, que causaram muitos danos a campanha de ambos na temporada, nem tanto pela quantidade de corridas cedidas, já que o Red Sox possui um ERA de 3,83 enquanto os Rays 3,73, porém cederam corridas em momentos que a equipe estava em vantagem e que era vital, a manutenção do bom jogo para se conseguir a vitória. Apesar da bullpen dos Rays está descansado, como dissemos a confiança não é o forte da equipe, já o do Red Sox com certeza está exausto, foram diversos long-reliefs na última semana e jogos com extra-inning, que totalizaram 18 entradas nos últimos quatro dias.
As defesas são um empecilho para o over, a dos Rays é a segunda ou a primeira melhor defesa da liga e com certeza o melhor infield defensivamente, Evan Longoria, Asdrubal Cabrera e Rene Rivera são excepcionais jogadores. Já os Red Sox perdem muito com a concussão de Mokkie Betts, o melhor outfielder do time em brilhante defesa conseguiu agarrar a bola, porém a conclusão da jogada foi extremamente infeliz para ele.

Conclusão:
Aparentemente um ótimo dia para um over em Boston, com temperatura agradável na cidade, um vento soprando positivamente  forte para o right field, tendendo a maior homerun na noite, fora isso Boston está em uma seqüência de 5 jogos de over e hoje encontra um Tampa que também tem vêm com fortes tendências há um grande número de corridas, assim acredito que os starters não terão a força suficiente para deixar os rebatedores fora de base.

Minha pick é:
Over 8,5 runs 1,85 @ Sportingbet



Forum de Apostas

Re: [MLB] 16 a 31 de Julho de 2015
« Responder #22 em: 31 de Julho de 2015, 20:05 »

iaguet

  • Sem Dívidas
  • i
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Ago 2012
  • Localidade:
  • Mensagens:
    388
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    227
em: 31 de Julho de 2015, 22:29
Evento: Houston Astros X Arizona Diamondbacks - 31/07 21:10 (Brasil) // 01/08 01:10

O Jogo:
Houston Astros passou por um longo período de seca, onde desenvolveu plenamente seus prospects em rebuilding teams até esse ano, agora confiante na sua ida aos playoffs fez trocas importantes e vai confiante para a série tentando permanecer no topo da AL West que conseguiu devido a vitória contra os Angels. Já o Arizona também vêm muito bem, a seqüência de 5 vitórias iguala ao recorde da temporada e o .500%W está cada vez mais próximo.

Ataques:
O ataque dos Astros ganhou um nome de peso, Carlos Gomez chega a Houston depois de uma negociação fracassada e muito comentada com os Mets. Apesar de estar em uma temporada ruim, com .262 AVG e apenas 8 homeruns, é esperado que a força do veterano agregue valor a esse já slugger lineup da franquia. Nos últimos 7 jogos conseguiu aumentar seu AVG, até então seu grande problema da temporada, com boas atuações de Preston Tucker e Jake Marisnick, nomes que até então não vinham com grandes atuações, apesar de tudo a equipe manteve próxima da média que teve durante toda a temporada de 4,2 corridas por jogo. Hoje, enfrenta um tipo de jogo do qual teve boa performance durante toda a temporada, em 9 jogos interligas, Houston conseguiu 8 vitórias, tendo uma média de 7,2 corridas, algo que acho mais difícil de acontecer, porém possível nessa noite.
Diamondbacks pode alcançar 6 vitórias seguidas nessa noite, para isso, terá que contar mais uma vez com a força de seu ataque. Este vêm produzindo muito, aumentando a média que já era boa durante a temporada  de 4,4 para 4,9 corridas por jogo na temporada, incluindo uma vitória sobre King Felix, com 6 corridas cedidas por um dos melhores arremessadores da liga. Grande parte se deve a Paul Goldschimidt, fortíssimo candidato a silver slugger, com 7-18 e Jake Lamb 7-17.

Pitchers:
Scott Feldman é com certeza o nome atual mais fraco da rotação, com 4-5, 4.54 ERA, vem de sua melhor atuação na temporada contra o Royals, onde cedeu apenas 1 corridas e 4 rebatidas em 7.2 innings. Porém, nada que deixe muito confiante para o jogo de hoje a  noite. A começar porque seu estilo de jogo com poucos strikeouts, porém muito eficiente nas flyballs caiu muito de produção, talvez por seus arremessos estarem mais rápidos ou por sua curveball não está tão boa quanto anteriormente, seu número de homeruns subiu muito, em 12 jogos foram 9, sua média de FB/HR é 15% no momento, uma das mais alta da MLB, contra um motivado Arizona, isto com certeza causará danos a ele.
Rubby De La Rosa é mais um dos pitchers que não consegue se firmar na MLB,  em seu primeiro ano em Arizona, conseguiu voltar a lançar uma boa média de strikeouts, média de 20,1%K, porém, mais grave até que Feldman, está cedendo muito homeruns, foram 22 em 20 jogos, além disso sua média de rebatidas cedidas também está alta (.258 AVG), o que me faz pensar que não conseguirá uma boa noite contra o ataque que mais rebateu homerun na liga e que ultimamente vêm conseguindo muito contato.

Bullpen e defesa:
Dois bullpens de muito boa qualidade, um dos grandes motivos para Houston ainda estar em primeiro em sua conferência com certeza é a qualidade de seus relievers, Josh Fields, Pat Neshek e Will Harris são apenas 3 nomes abaixo de 3 ERA, porém a equipe contra com muitos outros com capacidade para melhorar ainda mais. Os Diamondbacks também não pode reclamar, com 3.39 ERA a equipe achou um equilibro confiante quando seus starters não tem uma boa ação e garantindo algumas vitórias.
Diamondbacks tem uma das defesas mais sólidas da National League, Nick Ahmed e A.J. Pollock são candidatissimos a Golden Glove e se a bola cair em suas posições poucos irão se salvar sem ser eliminados. Já os Astros, devido a juventude da equipe erra muito e dependendo da situação o nervosismo pode falar mais alto, dificultando mais o jogo e abrindo maior caminho para corridas.

Conclusão:
As duas equipes hoje estão extremamente motivadas para a vitória, Houston precisa da vitória para continuar na primeira colocação da conferência e Arizona precisa da vitória para conseguir o recorde de vitórias consecutivas desde 2011. Com  os dois piores arremessadores da rotação, os lineups com certeza conseguirão produzir acima da média, como a média já está acima do necessário para a linha, acredito grande chance de over.

Minha pick é:
Over 8 runs @ 1,80 Sportingbet



Tags:

 


Rede Apostaganha: Apostas e Prognósticos / Palpites e Dicas de Apostas / Pronósticos de Apuestas / Betting Tips and Predictions