Autor Tópico: Volta a França - 2007  (Lida 16365 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

a13652

  • Rico
  • a
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jan 2007
  • Localidade:
  • Mensagens:
    700
    Pts Tipsr:
    63
em: 30 de Junho de 2007, 18:24




Apresentação:
Estamos perante a 94ª edição da prova rainha do ciclismo mundial, a segunda na era pós Lance Armstrong. A prova inicia-se no dia 7 de Julho (sábado) com um prólogo em Londres, passa pelos alpes, posteriormente nos pirinéus e termina dia 29 de Julho com a tradicional chegada nos Champs-Èlysées. Estarão presentes 21 equipas, num total de 181 corredores.
O vencedor do ano passado Óscar Pereiro estará presente para defender o título, enquanto Floyd Landis (vencedor posteriormente desclassificado) não estará presente.
Classificação ano passado:



O Traçado :
Vinte etapas:
- 11 etapas planas
- 7 etapas de montanha ,3 com chegada no alto.
        - 6 de categoria especial
        - 9 de 1ª categoria
        - 8 de 2ª categoria
- 2 C.R. Individuais ( total de 117 km)
- 2 dias de descanso

Etapas Chave:
Começaremos com uma 1ª semana descansada como é habitual na Volta à França, onde os sprinters ditaram as leis e tentarão ganhar etapas. Para os principais favoritos o principal objectivo é evitar as quedas. Este ano o pelotão estará alerta para as enormes fugas, principalmente depois do que aconteceu no ano passado com Óscar Pereiro, pelo que não acredito que dêem grandes veleidades para fugas com muito tempo.


Etapa 7:
 
Uma etapa de média montanha até à subida final, o Col de la Colombiére. Uma ascensão de 16km a uma média de 6.7%. Do cume distam 14.5km para a chegada, mas todos eles feitos em descida vertiginosa, pelo que será difícil para reaproximações dos que não aguentarem a subida. Prevejo que os principais candidatos à vitória passarão sem dificuldades. Uma etapa para uma 1ª selecção, aqueles que estiverem fora de forma, aqui começaram por demonstrar as suas fragilidades.

Etapa 8:

Uma etapa típica de alta montanha com chegada no alto.
Os sob e desce serão constantes a partir do 77km, onde passarão por 3 contagens de primeira categoria, sem grandes hipóteses de descanso. Certamente irão aparecer os primeiros ataques por parte de quem quer ganhar a volta à França será uma etapa que poderá começar a estabelecer as primeiras diferenças entre os principais candidatos.. Prevê-se uma etapa disputadíssima onde os corredores irão dar tudo, pois no dia seguinte é dia de descanso. Particularmente não conheço a última subida, mas os cerca de 18km, apesar da inclinação não ser das piores (5.5%), irão notar-se sobretudo pelo desgaste já acumulado.

Etapa 9:

Após o dia de descanso, volta a alta montanha e as surgem as montanhas de categoria especial. E nada melhor que uma subida mítica, com as passagens pelo Télégraphe e sem descanso a subida do Galibier, já após uma subida inicial de Categoria especial. Duas subidas que pessoalmente aprecio, dado que são cerca de 40km a subir sem descanso. Do Galibier até ao final serão perto de 40km, inicialmente, com descida profunda, mas depois mais em plano, pelo que se as diferenças não forem muitas irá dar para recuperar algum do tempo perdido na subida.

Etapa 13:

O primeiro contra-relógio individual. O percurso é algo acidentado, com muitas subidas e descidas, pelo que os trepadores, poderão defender-se, e perder menos tempo que o habitual para os verdadeiros especialistas.

Etapa 14:

De volta à alta montanha.  Com duas contagens de categoria especial uma a meio e outra a coincidir com a meta – subida de 16km com 8% de inclinação. Uma etapa onde os trepadores irão voltar ao ataque para recuperar o tempo perdido no dia anterior. A subida final é das mais duras da volta à frança e certamente que será uma grande jornada de ciclismo, com os ciclistas a darem o seu máximo pois no dia seguinte será dia de descanso, óptimo para retemperar as forças. 

Etapa 15:

Na mesma onda da etapa anterior, contudo mais montanhas, mas a não coincidir com o final. A última montanha será uma escala de 1ª categoria com cerca de 10km a 7,8%, do cume faltarão 12km feitos em descida, ou seja, com poucas hipóteses de recuperar. Para trás terão ficado 4montanhas, uma delas de categoria especial, o Porte de Báles, que antecede a ultima montanha. Será portanto uma etapa de sobe e desce constante, para marcar novamente diferenças entre os primeiros.

Etapa 16:

Para mim a etapa rainha da volta à frança. Não só pelo difícil traçado, mas também por ser a última etapa de alta montanha, a ultima hipóteses para muitos.
Teremos 2contagens de 1ª categoria e 2contagens de categoria especial, sendo que uma delas coincide com a meta, no flamejado Col D´Ausbique. Uma subida de 17km com 7% de inclinação. Sem dúvida que será mais uma jornada histórica de ciclismo, com ataques constantes.

Etapa 19:

Contra-relógio individual totalmente plano. Será uma jornada de feição para os verdadeiros especialistas, onde a distancia de 55km irá originar uma grande diferença entre os homens do C.R. e os trepadores. Tal como aconteceu na maioria das edições anteriores, prevejo que o vencedor já esteja encontrado, no entanto, servirá para muitos acertos na classificação geral, nomeadamente nos restantes lugares do pódio.

Os Favoritos
A Vinokorov: O homem do Cazaquistão volta a esta prova depois de no ano passado a sua equipa não ter sido convidada, o que gerou muita polémica.  O melhores resultado que conseguiu fui um 3ºlugar em 2003 e no ano passado ganhou a Vuelta, onde teve várias lutas com Valverde. Este ano tem a sua grande oportunidade para Ganhar o Tour, é especialista nos c.r. e dá-se globalmente bem na montanha. Um dos problemas de vinokorov é aquele hábito de numa etapa de montanha perder uma enormidade de minutos e deitar abaixo as suas aspirações. Destaca-se pela positiva a sua enorme capacidade de recuperação, é capaz de num dia passar bastante mal e perder 10m, mas no outro está pronto a atacar e a recuperar o tempo perdido. Além disso conta com o apoio de uma das mais fortes equipas do pelotão, a Astana, onde tem bastantes cooredores capazes de o ajudar na momtanha. À partida é o principal favorito, vermos à chegada...

A Valverde: para mim um dia o tour será de valverde, mas penso que poderá ainda não ser este ano. As lesões e as quedas impediram-no de lutar nas duas edições anteriores, no ano passado ficou em 2º na Vuelta. Este ano desistiu no Dauphiné-Libéré, por problemas gástricos, portanto,  e juntando o seu mau historial no tour não sei quais serão as verdadeiras aspirações de Valverde. Ultimamente tem melhorado no c.r., perdendo pouco tempo para os favoritos( na vuelta perdeu uma média de 20s pra vinokorov ), na alta montanha habitualmente consegue acompanhar os favoritos e destaca-se a sua belíssima ponta final, onde em chegadas com grupos pequenos, pode-lhe render sempre os segundos das bonificações.

A Kloden: o segundo chefe de fila da Astana, conta já com um 3º lugar em 2006 e um 2º lugar em 2004, apresentando pois um currículo que o colocariam como principal candidato, mas na prática sabe-se que Vinokorov é o líder e Kloden terá apenas a sua oportunidade se este falhar. Vem de fazer um 10º lugar na volta à Suiça, e certamente que irá fazer a sua corrida habitual, acompanhando os trepadores até quando lhe for possível e ganhando tempo no C.R. a sua especialidade. Acontece que eu nunca olhei para Kloden como um potencial vencedor, falta-lhe capacidade de ataque na montanha, para se conseguir destacar daqueles que lhe são iguais no c.r.. Irá fazer um bom lugar pela sua regularidade, mas não creio que possa ser vencedor. 

D. Menchov: O homem que em 2005 ganhou a Vuelta após desclassificação de Heras, em 2006 fez 6º no Toure já ganhou a classificação da juventude. Manteve-se na Rabobank, uma equipa muito forte, nomeadamente nas etapas de montanha. Já este ano no criterium Dauphiné-Libéré fez 4º lugar, tendo nas etapas de montanha acompanhado sempre os principais. Bom no c.r., espera-se muito dele este ano na prova e a participação dele no criterium assim o sugerem.

Cadel Evans: Aguardo com expectativa a participação deste corredor. Nos dois anos anteriores fez, 8º e 5º lugar. Já este ano no citerium fez 2º lugar, andando muito bem na montanha, como é seu hábito, mas acima de tudo as principais melhorias deste corredor foram ao nível do c.r., onde em anos transactos perdia imenso tempo. Um aspecto negativo é fraca equipa onde está inserido, pois é maioritariamente composta de elementos para ajudar Robbie Mcewen. Como não vai haver c.r.equipas, será menos um factor a penaliza-lo. Penso que numa eqipa mais forte teria todas as condições para gnhar o Tour, mas mesmo assim continuo a acha-lo um dos mais fortes candidatos, e certamente que aproveitará a montanha irá disferir alguns golpes nos adversários.   

Outros Candidatos:
Armada Italiana: como Basso não estará presente, penso que vão ser iguais a si próprios nos últimos tours, um desastre. O que acaba de ser compreensível se atender-mos que muito deles aprontam a sua condição física máxima para o Giro. Era bom para a corrida que aparece-se algum a fazer algo, mas não acredito.

C. Moreau: Depois de Virenque, Moreau passou a ser a grande esperança dos franceses para o Tour. Sinceramente, e apesar de ter ganho o crítérium, acho que Moreau vai ser igual às outras edições, muitas expectativas e depois acaba por ficar a lutar pelos 10 primeiros. No tour a montanha pesa a sério e Moreau tem sempre vários dias maus.

Oscar Pereiro: No ano passado aproveitou-se de uma fuga de 30m!!! Duvido que este ano tenha a mesma sorte.

Andrey Kashechkin: numa outra equipa iria aponta-lo como um doas principais favoritos, pois tanto no ano passado na Vuelta, como este ano no criterium, ficou em 3ºlugar, e é um óptimo corredor no c.r. e também consegue ultrapassar a montanha sem grande dificuldade, diga-se de passagem que até é bastante mais regular que Vinokorov. Mas, existem muitos galos na Astana e se Vinokorov atacar ele terá de ficar com o grupo perseguidor, tal como aconteceu na vuelta. Digamos que é uma espécie de B. Riis-Ulrich, naquele tour ganho por Riis, Ulrich tava em grande forma mas teve de ceder.
A manter este nível, um dia certamente o tour será de Kashechkin. 

V. Karpets: Uma referência ao companheiro de Valverde, pois vem de ganhar a Volta à Suiça. Nas duas edições anteriores fez 50º e 30º, não me parece que possa fazer algo mais, neste momento, talvez um lugar nos 10 primeiros.

F. Schleck: Um dos corredores do momento, este fez segundo lugar no Giro e à pouco tempo 7º lugar na volta à Suiça, no ano passado ficou no 11º lugar no Tour. Da-se muito bem na montanha e tem melhorado no c.r., no entanto acho que pode chegar ao Tour um pouco cansando e com um pico de forma algo esbatido.

Aqui ficou a minha apresentação e análise, após saírem mais linhas nas casas de apostas vou colocar algumas picks. Não sei quais os hábitos do fórum em termos de apostas no ciclismo, não sei se existem muitos interessados, mas epero que a apresentação sirva, pelo menos, para abrir o apetite. Atenção à primeira semana, as caídas podem deitar muitas apostas abaixo, boas bets!!!
                                                     Fonte de imagens e gráficos: www.letour.com
« Última modificação: 30 de Junho de 2007, 18:29 por Bruno »



virtux

  • Rico
  • v
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Fev 2007
  • Localidade:
  • Mensagens:
    643
    Pts Tipsr:
    32
em: 30 de Junho de 2007, 18:27
grande apresentação  :venia: :venia: muito bom  :bom:



Bruno Coutinho

  • Administrador
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Set 2005
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    226992
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    108
em: 30 de Junho de 2007, 18:29
Brilhante a13652 :venia:



Forum de Apostas

Re: Volta a França - 2007
« Responder #2 em: 30 de Junho de 2007, 18:29 »

a13652

  • Rico
  • a
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jan 2007
  • Localidade:
  • Mensagens:
    700
    Pts Tipsr:
    63
em: 30 de Junho de 2007, 18:38
Obrigado!
O nível de qualidade das apresentações no fórum tem aumentado e todos temos de dar uma ajudinha  :bom:



miguelyn

  • Administrador
  • Estado:
    Online
  • Registo: Nov 2005
  • Localidade: Lamego
  • Mensagens:
    63968
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1590
em: 30 de Junho de 2007, 18:55
:sol: fantástico a13562

Só não concordo com o descartares o Perero. Mas como ainda não analisei nada, por aqui me fico ;)
:roll:



rapior

  • Multimilionário
  • r
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    6590
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1727
em: 30 de Junho de 2007, 19:52
Excelente apresentação  :venia:

Apenas tem uma pequena incorrecção, pois quem ficou em 2º no giro não foi o F. Schlek mas sim o seu irmão Andy.  :bom:

Relativamente aos favoritos penso que não se deve descartar a Discovery com Levi Leipheimer e Alberto Contador. Ainda de referir o Carlos Sastre que com a sua regularidade é sempre um candidato a um lugar do pódio.

Por fim estou confiante que nas etapas de transição o Sérgio Paulinho irá dar-nos algumas alegrias.
"O insucesso é apenas uma oportunidade para começar de novo com mais inteligência."



a13652

  • Rico
  • a
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jan 2007
  • Localidade:
  • Mensagens:
    700
    Pts Tipsr:
    63
em: 30 de Junho de 2007, 20:11
Pensei muito antes de excluir o Sastre, concordo contigo ele é muito regular, mas falta-lhe algo para ganhar grandes voltas, aquele que me deumais trabalho a excluir.
Quanto aos outros mencionados, Perero acho que não tem a mínima hipótese de lutar pela vitória, Leipheimer e Contador, não analisei, porque ficaram de fora na minha pré-selecção. Como devem compreender era complicado analisa-los todos, deixei também de fora o Popovych, o Michael Rogers e o Zubeldia.
Bom, mais o mais importante é o dabate e saber que existe mais pessoal interessado :bom:



MrNuno

  • Bilionário
  • M
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Mar 2006
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    2437
    Pts Tipsr:
    23
em: 01 de Julho de 2007, 00:58
Ainda nao tive tempo de ler...mas desde ja digo que este tipo de apresentações sao excelentes...para tornar cada vez o AG nao só um forum de futebol...mas de muitos desportos!

Força e Parabens! :venia:



Forum de Apostas

Re: Volta a França - 2007
« Responder #7 em: 01 de Julho de 2007, 00:58 »

rapior

  • Multimilionário
  • r
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    6590
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1727
em: 06 de Julho de 2007, 15:29
Volta à França, Prólogo
2007.07.07 @ 14:00

Pick : Vencedor - Fabian Cancellara    Odd: 3.35 @ Betfair


Como bem sendo hábito a Volta a França irá começar com um contra relógio individual de 7.9 km. Este irá decorrer nas ruas de Londres passando pelas zonas mais emblemáticas desta cidade. Analisando o perfil conclui-se que é completamente plano, não oferecendo grandes dificuldades aos ciclistas.



Os principais favoritos são:

Fabian Cancellara (CSC) – Campeão mundial de contra-relógio vem para este tour extremamente motivado, e certamente com o objectivo de vencer este prólogo, o que possibilitará o envergar da camisola amarela, marco histórico na carreira de qualquer ciclista. Ganhou os dois contra relógios na última Volta à Suiça, que terminou no passado dia 25 de Junho, sendo que um deles tratou-se  também de um prólogo com a extensão de 4 km.

Bradley Wiggins (Cofidis) – Venceu de  forma algo surpreendente o Prólogo do Dauphiné Libéré, que juntamente com a Volta à Suiça são as duas principais provas de preparação para a Volta a França. Todavia penso que os aproximadamente mais 4 km deste prólogo o irão prejudicar. Tem a motivação extra de correr em casa.

Thor Hushovd (Credit Agricole) – Dadas as bonificações das primeiras etapas é extremamente importante para os sprinters não perderem muito tempo. De forma algo surpreendente ganhou o prólogo da última Volta a França. Provavelmente será o sprinter com melhor registo. O seu director desportivo afirma que conta que Thor Hushovd esteja forte na terceira semana, pelo que talvez não entre neste Tour tão forte como no ano transacto.

David Millar (Saunier Duval) – Ex campeão mundial de contra relógio apanhado nas malhas do doping. Depois da suspensão nunca voltou a exibir-se ao mesmo nível anterior. Não possui vitórias significativas esta época. Tem como motivação  o facto de correr em casa.

David Zabriskie (CSC) e Michael Rogers (T– Mobile) – excelentes contra relogistas que ficaram no Top 10 do prólogo do ano anterior. Este ano tem outras ambições para a classificação geral final, pelo que penso que não irão correr riscos.

George Hincapie (Discovery) – Segundo classificado no prólogo da edição transacta. No Dauphiné Libéré ficou em quarto lugar no prólogo.

Relativamente aos líderes das equipas penso que não serão verdadeiros candidatos a vencerem este prólogo. Certamente irão fazer bons registos mas sem correrem qualquer risco, o que dado o equilibrio existente será insuficiente para vencer a etapa.

A margem de vitória será muito escassa, na ordem dos 2-3s ou ainda menos. Prever um vencedor é dificil e envolve grande risco, todavia  a minha aposta recai em Fabian Cancellara, essencialmente devido à forma como se apresentou na Volta à Suiça.

Sabendo a ordem de partida dos corredores e havendo liquidez de mercado penso que será possivel fazer alguns greenbooks com alguns destes favoritos.
"O insucesso é apenas uma oportunidade para começar de novo com mais inteligência."



miguelyn

  • Administrador
  • Estado:
    Online
  • Registo: Nov 2005
  • Localidade: Lamego
  • Mensagens:
    63968
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1590
em: 06 de Julho de 2007, 15:49
acho que vou pickar Rasmussen para vencedor do Tour (posibilidade de greenbook). Odd de 70 está muito alta, e já o vi fazer grandes tours.
Gostava de uma opinião posi não acompanhei nada desta época e não sei como lhe tem corrido a vida :?
:roll:



rapior

  • Multimilionário
  • r
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    6590
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1727
em: 06 de Julho de 2007, 18:53
O Rasmussen, que penso que começou no BTT, e tem uma resistência e endurance enorme que lhe permite fazer autênticas "cavalgadas" sozinho em etapas de alta montanha, todavia é péssimo nos contra-relógios.

Provavelmente irá perder cerca de 6 min por contra relógio, o que multiplicando por dará aproximadamente 12 mins.

Penso que o objectivo será voltar a ganhar a camisola da montanha e ajudar o Menchov. Participou na Volta a Itália, onde andou em várias fugas, como que a treinar para o Tour.

Como este ano a montanha aparece antes dos contra relógio, ele puderá chegar em boa posição ao 1º contra-relógio mas acho dificil dar para greenbook.



"O insucesso é apenas uma oportunidade para começar de novo com mais inteligência."



miguelyn

  • Administrador
  • Estado:
    Online
  • Registo: Nov 2005
  • Localidade: Lamego
  • Mensagens:
    63968
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1590
em: 06 de Julho de 2007, 19:07
O Rasmussen, que penso que começou no BTT, e tem uma resistência e endurance enorme que lhe permite fazer autênticas "cavalgadas" sozinho em etapas de alta montanha, todavia é péssimo nos contra-relógios.

Provavelmente irá perder cerca de 6 min por contra relógio, o que multiplicando por dará aproximadamente 12 mins.

Penso que o objectivo será voltar a ganhar a camisola da montanha e ajudar o Menchov. Participou na Volta a Itália, onde andou em várias fugas, como que a treinar para o Tour.

Como este ano a montanha aparece antes dos contra relógio, ele puderá chegar em boa posição ao 1º contra-relógio mas acho dificil dar para greenbook.


:shock: Não achas que há aqui um aparente contra-senso :? Se a montanha vem depois do 1º contra - relógio, é provável que chegados a essa etapa (13ª) a odd de Rasmussen tenha descido. :P Digo eu :|

Isto claro se a montanha correr-lhe como espero que lhe corra e se encontre num TOP5 ou TOP 6 ;)
:roll:



LordDogs

  • Rico
  • L
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Mai 2007
  • Localidade:
  • Mensagens:
    600
    Pts Tipsr:
    32
em: 06 de Julho de 2007, 19:20
Se o Rasmussen quiser mesmo e só a camisola da montanha nas primeiras etapas vai perder tempo para depois poder andar na frente a acumular passagens em primeiro nos prémios de montanha, porque de outra forma podem não o deixar andar na frente a acomular estes prémios...

Porreiro porreira era alguém que perecebesse francês fosse até ás google news em francês ver as declarações do ciclista, isso é que podia ajudar...
« Última modificação: 06 de Julho de 2007, 19:22 por LordDogs »



Bruno Coutinho

  • Administrador
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Set 2005
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    226992
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    108
em: 06 de Julho de 2007, 19:21
Só espero que ao 3º ou 4º dia não ponham na rua os melhores como costume por dooping :|



rapior

  • Multimilionário
  • r
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    6590
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1727
em: 06 de Julho de 2007, 20:32
No ano passado ainda não andava pela Betfair e não tenho ideia de como as odds variam. :(
 
Eu é que mesmo que o Rasmussen chegasse por exemplo no TOP 5 ao 1º contra-relógio, só apostaria nele se tivesse um enorme vantagem sobre os favoritos, e penso que as principais equipas nunca lhe darão essa margem de manobra, especialmente até ao contra-relógio. :bom:





"O insucesso é apenas uma oportunidade para começar de novo com mais inteligência."




 


Casas de Apostas: bet pt / Betclic / ESC Online / Nossa Aposta / Casino Portugal

Rede Apostaganha: Apostas e Prognósticos / Palpites e Dicas de Apostas / Pronósticos de Apuestas / Betting Tips and Predictions / Melhores Cassinos Online Brasil / Mejores Casinos Online de América Latina