Autor Tópico: Volta à Flandres [05 de abril de 2015]  (Lida 542 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

sniperthebest

  • Magnata
  • s
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Fev 2010
  • Localidade:
  • Mensagens:
    18080
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    4632
em: 04 de Abril de 2015, 20:30
A/C
O que têm em comum Lionel Messi, Eddy Merckx, Michael Jordan e Sniperthebest? 3 TITLES IN A ROW!
VENCEDOR...LIGA SPORTINGBET + BET365 + FANTASTICWIN Futebol Dez. 2012



sniperthebest

  • Magnata
  • s
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Fev 2010
  • Localidade:
  • Mensagens:
    18080
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    4632
em: 04 de Abril de 2015, 20:30
5 de abril, 9h
Ciclismo
Volta à Flandres
Volta à Flandres – vencedor final
Pick: Volta à Flandres – vencedor final: Alexander Kristoff Bet365 8.00




   Creio que Kristoff pode perfeitamente vencer esta clássica da Primavera, afinal Alexander Kristoff  vai contar com um lançador de categoria chamado Luca Paolini, habituado a dar vitórias a especialistas em provas de um dia como por exemplo Paolo Bettini.
   Depois para além de um histórico muito prometedor no Tour da Flandres, onde já conseguiu várias presenças no top-5, as suas demonstrações de força nas últimas edições do Milão-San Remo e depois da tripleta de triunfos nos 3 dias de De Panne, tem que se considerar o líder da Katusha como grande favorito para esta clássica, ainda para mais quando Spartacus é carta fora do baralho e haverá muita boa gente que está a pensar no Paris-Roubaix do que propriamente nesta clássica a começar em Bradley Wiggins.
   Um dos maiores rivais de Kristoff poderá ser Peter Sagan, mas Kristoff provou sistematicamente que tem mais velocidade de ponta e maior capacidade de explosão nos 200/300 metros finais do que o crónico vencedor da camisola verde da Volta à França.
   De resto Kristoff já demonstrou muita resistência nas subidas decisivas em pavé e a sua potência e capacidade de adaptação ao terreno com maior altitude fazem delem um grande joker para esta clássica, até porque as suas habilidades na pequena/média montanha tem subido bastante e parece ser capaz claramente de chegar num grupo restrito com os melhores e aí ele é claramente o sprinter a bater pois mesmo num duelo com os melhores sprinters da atualidade não parece haja alguém em melhor forma do que ele na atualidade e este sobe e desce do Tour da Flanders não é para a toda a gente e parece claro que Alexander Kristoff ainda vai dar muito que falar como classicómano.Numa prova mais seletiva do que Milan San Remo ou Giro de Lombardia, Alexander Kristoff  pode sobressair e conseguir o lugar mais alto do pódio.
O que têm em comum Lionel Messi, Eddy Merckx, Michael Jordan e Sniperthebest? 3 TITLES IN A ROW!
VENCEDOR...LIGA SPORTINGBET + BET365 + FANTASTICWIN Futebol Dez. 2012



MarcooRibeiroo

  • Bilionário
  • M
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Mar 2014
  • Localidade: Lousada
  • Mensagens:
    3402
    Pts Tipsr:
    1229
em: 04 de Abril de 2015, 21:18
Volta à Flandres
5/4/2015
9:00

Ian Stannard vs Bradley Wiggins

Neste duelo entre dois companheiros de equipa, acho interessante uma aposta aqui no ciclista Wiggins. Vamos por partes, Stannard é um ciclista trabalhador, as suas chances de se sobressair na Sky são em clássicas de pavé, aonde o ciclista de 27 anos tem maior liberdade, este ano Ian já conta com um resultado excelente em pavé, venceu a clássica Omloop Het Nieuwsblad à frente de nomes como os Niki Terpstra, Tom Boonen ou Sep Vanmarcke. A questão para Stannard é aqui vai ter de trabalhar para Geraint Thomas e mesmo para Wiggins, este que se direcionou esta temporada para as clássicas de piso em paralelo. As chances de Stannard em Flandres obter um grande resultado não são muitas, pois o seu objectivo dentro da equipa Sky é manter Thomas e Wiggins o mais conservados possíveis. Wiggins como disse é um ciclista que se preparou este ano essencialmente para este tipo de corrida, aos 34 anos de idade Wiggins sabe melhor que ninguém que Froome é o líder da equipa nas provas de 3 semanas, a sua aposta foca-se no Paris Roubaix e mesmo aqui em Flandres aonde planeia com certeza seguir com os melhores nos quilómetros decisivos.

Penso que esta aposta em Wiggins perante o seu companheiro de equipa Ian Stannard tem aqui grande valor, dada a posição dos ciclista dentro da Sky e mesmo face a esta corrida que certamente há muito está marcada no calendário do antigo vencedor da Volta à França, sendo assim, caso Wiggins não tenha um dia mau ou uma queda penso que tem tudo aqui para ficar num top 15 ou 20 da etapa, dependendo sempre do modo como se processar a corrida e essencialmente ficar melhor colocado que o seu colega de equipa Stannard que terá como principal preocupação trabalhar para outros em prol da sua prestação individual.

Aposta: Bradley Wiggins a 1.90 @ Bet365
« Última modificação: 04 de Abril de 2015, 21:20 por MarcooRibeiroo »
"A maior liberdade é ser livre de nossa própria mente."



Forum de Apostas

Re: Volta à Flandres [05 de abril de 2015]
« Responder #2 em: 04 de Abril de 2015, 21:18 »

rapior

  • Multimilionário
  • r
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    6590
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1727
em: 04 de Abril de 2015, 23:38
05/04/2015 às  9h30m
Tour de Flandres
H2H: Jens Keukeleire (OGE) vs Dylan Van Baarle (TCG)
Pick: Jens Keukeleire (OGE)      Odd: 1.72 @ Bet365 (5 unidades)


O percurso deste ano é em tudo semelhante ao da edição anterior, sendo apenas de salientar a introdução de dois outros muros na fase inicial da corrida, totalizando assim 19. Com uma extensão de 260 km, a corrida começa a decidir-se apenas nos últimos 50 km, com a primeira passagem pelo Kwaremont (2,2 km, 4% inclinação média com pico máximo de 11.6% inclinação) e Paterberg (0,36 km, 12.9%, 20.3 %). Segue-se uma série de muros com o Koppenberg, Steenbeekdries, Taaienberg e Kruisberg, antes de uma última passagem novamente pelo Kwaremont e Paterberg, onde Cancellara nos últimos anos fez a diferença.
Keukeleire apresenta-se nesta prova como chefe de fila da Orica. Esta será a sua quinta participação, tendo como melhor resultado um 31º lugar. De nacionalidade belga adapta-se bem às provas de pavé, porém tem algumas dificuldades nos muros. Tem vindo a evoluir sendo que esta época foi 9º no E3-Harelbeke e 34º na Gente-Wevelgen. Durante esta semana esteve presente nos Três Dias de Panne, tendo abandonado no último dia, algo usual nos ciclistas que apontam para o Tour de Flandres.

Dylan Van Baarle é um jovem ciclista holandês produto das escolas de formação da antiga Rabobank. Transferiu-se na época passada para a Garmin tendo logo na sua época de estreia nos profissionais conseguido vencer a Volta à Grã-Bretanha. É um bom rolador que se defende bem nos cronos. Esta época tem como melhores resultados um 3º lugar na Dwars door Vlaandaren e um 24º no E3-Harelbeke. Conta na sua equipa com Sebastian Langeveld, sendo que provavelmente vai ter que o proteger. No ano passado foi 89º.

Penso que Baarle vai ter mais dificuldades do que Keukeleire nos muros e para além disso ainda deverá ter que trabalhar para outros colegas, pelo que a minha aposta recai no belga.
"O insucesso é apenas uma oportunidade para começar de novo com mais inteligência."



rapior

  • Multimilionário
  • r
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    6590
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1727
em: 05 de Abril de 2015, 01:35
05/04/2015 às  9h30m
Tour de Flandres
H2H: Sylvian Chavanel (IAM) vs Bjorn Leukemans (WGG)
Pick: Bjorn Leukemans (WGG)   Odd: 1.80 @ Bet365 (Para o portal: 1.909 @ Pinnacle :arrow:5 unidades)


O percurso deste ano é em tudo semelhante ao da edição anterior, sendo apenas de salientar a introdução de dois outros muros na fase inicial da corrida, totalizando assim 19. Com uma extensão de 260 km, a corrida começa a decidir-se apenas nos últimos 50 km, com a primeira passagem pelo Kwaremont (2,2 km, 4% inclinação média com pico máximo de 11.6% inclinação) e Paterberg (0,36 km, 12.9%, 20.3 %). Segue-se uma série de muros com o Koppenberg, Steenbeekdries, Taaienberg e Kruisberg, antes de uma última passagem novamente pelo Kwaremont e Paterberg, onde Cancellara nos últimos anos fez a diferença.
Sylvain Chavanel foi segundo classificado nesta prova em 2010, então ao serviço da Quickstep. Porém desde aí as suas prestações nesta prova tem vindo sempre a piorar, tendo sido 10º, 13º e 19º nas últimas edições. Enquanto estava na Quickstep chegou a apostar bastante nas provas de pavé, porém com a passagem para a IAM deixou de ter uma equipa que o ajudasse neste tipo de provas. Esta época nas clássicas que disputou foi 28º Omloop Het Nieuwsblad, 23º na Milão-San Remo, e 20º na E3-Harebelke e na Gent-Wevelgen. Vai dividir a liderança da equipa com Heirinch Haussler.

Leukemans é um experiente ciclista belga que andou quase sempre por equipas de menor dimensão, mas nas quais pode correr para si mesmo. É um especialista em clássicas de pavé, sendo que esta será a sua 10ª participação, tendo como melhor resultado um 4º lugar em 2010. Desde aí foi 7º, 14º, 18º e 9º na época passada em que foi um dos que lançou ataques antes das duas subidas finais. Nas duas principais clássicas que antecederam esta prova foi 12º na E3-Harebelke e 21º na Gent-Wevelgen.

Leukemans aposta tudo nestas clássicas de pavé apontando seu pico de forma para estas provas. Além disso nas últimas clássicas tem estado mais activo do que Chavanel, pelo que penso que deve sair vitorioso deste duelo.
"O insucesso é apenas uma oportunidade para começar de novo com mais inteligência."



rapior

  • Multimilionário
  • r
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    6590
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1727
em: 05 de Abril de 2015, 02:19
05/04/2015 às  9h30m
Tour de Flandres
Pick: Winner :arrow: Sep Vanmarke (TLJ)   Odd: 6.00 @ Sportingbet (Para o portal: 6.8 @ Betfair :arrow: 3 unidades)


O percurso deste ano é em tudo semelhante ao da edição anterior, sendo apenas de salientar a introdução de dois outros muros na fase inicial da corrida, totalizando assim 19. Com uma extensão de 260 km, a corrida começa a decidir-se apenas nos últimos 50 km, com a primeira passagem pelo Kwaremont (2,2 km, 4% inclinação média com pico máximo de 11.6% inclinação) e Paterberg (0,36 km, 12.9%, 20.3 %). Segue-se uma série de muros com o Koppenberg, Steenbeekdries, Taaienberg e Kruisberg, antes de uma última passagem novamente pelo Kwaremont e Paterberg, onde Cancellara nos últimos anos fez a diferença.
Esta edição fica desde logo marcada pela ausência dos dois principais especialistas de pavé, Tom Bonnen e Fabian Cancellara, pelo que a corrida fica bastante aberta, podendo-se apontar um lote de favoritos constituído por Geraint Thomas, Sep Vanmarcke, Niki Terpstra, Znedek Stybar, Greg Avermaet, Kristoff, Degenkolb, e Peter Sagan.

Geraint Thomas será o líder da Sky e o homem que mais se tem evidenciado nas clássicas de pavé esta época, vencendo de forma inequívoca a E3-Harelbeke e sendo terceiro na Gent-Wevelgen. Todavia estas performances trazem mais responsabilidade e será o homem marcado por todos. De salientar ainda que nas principais clássicas costuma ter algum azar.

Niki Terpstra e Stybar são os principais homens da Quickstep, sendo que penso que Stybar se adapta melhor aos muros. Já venceu esta época a strade-Bianchi e na E3-Harebelke acompanhou Thomas nos muros, mas depois na parte final deixou-o escapar, tendo esperado que Sagan respondesse o que não se verificou. Greg Avermaet foi segundo na época passada com uma ataque em antecipação, conta com uma excelente equipa e tem estado em boa forma, porém caiu de forma aparatosa numa das últimas clássicas o que pode ter alguns reflexos na sua prestação.

Sep Vanmarcke é provavelmente o ciclista, doas aqui presentes, mais regular e consistente nas principais clássicas de pavé, contando já com pódios tanto aqui como no Paris-Roubaix. No ano passado terminou todas as clássicas de pavé no Top 5. Esta época estragou essa performance ao ser 6º na Gent-Wevelgen. Na época passada foi o único a conseguir acompanhar Cancellara no seu ataque no Kwaremont.

Todavia todos estes ciclistas para sairem vencedores desta prova, terão muito provavelmente que eliminar durante a corrida Kristoff, Degenkolb e Sagan, homens que no sprint não darão muitas hipóteses. Kristoff foi segundo na Milão-San Remo e na época passada terminou a somente 8 segundos do grupo que discutiu a vitória. Está num excelente momento de forma, vindo de uma vitória nos 3 Dias de Panne. Degenkolb não tem um grande registo nesta prova, porém na época passada foi segundo no Paris-Roubaix e esta época já venceu o seu primeiro monumento. Além disso parece estar melhor a subir. Apresenta o handicap de não ter uma equipa muito forte para o ajudar. Sagan já foi segundo nesta prova em 2013, apenas batido por Cancellara. Todavia este época não está a ser das mais famosas, sendo que a própria equipa não atravessa o melhor dos momentos. Ainda só conta com uma vitória nesta época e em algumas clássicas teve grandes quebras após lançar ataques que mexeram na corrida, pelo que apesar de na Milão- San Remo ter estado na luta pela vitória, ficam algumas dúvidas sobre a sua condição física.

Com a necessidade de eliminarem homens rápidos penso que ao contrário dos últimos anos, os principais homens deverão mexer na corrida bastante mais cedo do que o habitual, não esperando para a última passagem no Kwaremont. Acredito por isso que a vitória deverá ser discutida pelo cinco  homens que referi inicialmente, sendo que desses a minha aposta recai em Vanmarcke. É um ciclista com uma capacidade incrível sobre os pavés, que apenas falha um pouco em termos tácticos. Porém penso que é um ciclista capaz de responder aos adversários e nas últimas subidas fazer a diferença, um pouco à imagem de Cancellara. Se não o conseguir num grupo com homens como Thomas, Stybar ou Terpstra poderá ainda ter algo a dizer, sendo que para tal deverá ser um pouco mais cerebral e não cometer o erro que por exemplo cometeu no Paris-Roubaix há dois anos, em que grande parte do tempo levou Cancellara na roda.

Prever estas clássicas é quase como acertar nas corridas de cavalos, porém fica pelo menos uma visão do que eu penso que poderá ser esta prova.
"O insucesso é apenas uma oportunidade para começar de novo com mais inteligência."



rapior

  • Multimilionário
  • r
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    6590
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1727
em: 06 de Abril de 2015, 00:02
05/04/2015 às  9h30m
Tour de Flandres
H2H: Jens Keukeleire (OGE) 19º vs 37º Dylan Van Baarle (TCG)
Pick: Jens Keukeleire (OGE)      Odd: 1.72 @ Bet365 (5 unidades)

05/04/2015 às  9h30m
Tour de Flandres
H2H: Sylvian Chavanel (IAM) 45º vs 27º Bjorn Leukemans (WGG)
Pick: Bjorn Leukemans (WGG)   Odd: 1.80 @ Bet365 (Para o portal: 1.909 @ Pinnacle :arrow:5 unidades)

05/04/2015 às  9h30m
Tour de Flandres
Pick: Winner :arrow: 53º-Sep Vanmarke (TLJ)   Odd: 6.00 @ Sportingbet (Para o portal: 6.8 @ Betfair :arrow: 3 unidades)
"O insucesso é apenas uma oportunidade para começar de novo com mais inteligência."



sniperthebest

  • Magnata
  • s
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Fev 2010
  • Localidade:
  • Mensagens:
    18080
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    4632
em: 06 de Abril de 2015, 16:14
5 de abril, 9h
Ciclismo
Volta à Flandres
Volta à Flandres – vencedor final
Pick: Volta à Flandres – vencedor final: Alexander Kristoff Bet365 8.00




   Creio que Kristoff pode perfeitamente vencer esta clássica da Primavera, afinal Alexander Kristoff  vai contar com um lançador de categoria chamado Luca Paolini, habituado a dar vitórias a especialistas em provas de um dia como por exemplo Paolo Bettini.
   Depois para além de um histórico muito prometedor no Tour da Flandres, onde já conseguiu várias presenças no top-5, as suas demonstrações de força nas últimas edições do Milão-San Remo e depois da tripleta de triunfos nos 3 dias de De Panne, tem que se considerar o líder da Katusha como grande favorito para esta clássica, ainda para mais quando Spartacus é carta fora do baralho e haverá muita boa gente que está a pensar no Paris-Roubaix do que propriamente nesta clássica a começar em Bradley Wiggins.
   Um dos maiores rivais de Kristoff poderá ser Peter Sagan, mas Kristoff provou sistematicamente que tem mais velocidade de ponta e maior capacidade de explosão nos 200/300 metros finais do que o crónico vencedor da camisola verde da Volta à França.
   De resto Kristoff já demonstrou muita resistência nas subidas decisivas em pavé e a sua potência e capacidade de adaptação ao terreno com maior altitude fazem delem um grande joker para esta clássica, até porque as suas habilidades na pequena/média montanha tem subido bastante e parece ser capaz claramente de chegar num grupo restrito com os melhores e aí ele é claramente o sprinter a bater pois mesmo num duelo com os melhores sprinters da atualidade não parece haja alguém em melhor forma do que ele na atualidade e este sobe e desce do Tour da Flanders não é para a toda a gente e parece claro que Alexander Kristoff ainda vai dar muito que falar como classicómano.Numa prova mais seletiva do que Milan San Remo ou Giro de Lombardia, Alexander Kristoff  pode sobressair e conseguir o lugar mais alto do pódio.

Pick: Volta à Flandres – vencedor final: Alexander Kristoff Bet365 8.00 1º lugar
 :ganha:
O que têm em comum Lionel Messi, Eddy Merckx, Michael Jordan e Sniperthebest? 3 TITLES IN A ROW!
VENCEDOR...LIGA SPORTINGBET + BET365 + FANTASTICWIN Futebol Dez. 2012



Forum de Apostas

Re: Volta à Flandres [05 de abril de 2015]
« Responder #7 em: 06 de Abril de 2015, 16:14 »

miguelyn

  • Administrador
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Nov 2005
  • Localidade: Lamego
  • Mensagens:
    64014
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1596
em: 06 de Abril de 2015, 18:49
sniper :P :venia:
:roll:




 


Casas de Apostas: bet pt / Betclic / ESC Online / Nossa Aposta / Casino Portugal

Rede Apostaganha: Apostas e Prognósticos / Palpites e Dicas de Apostas / Pronósticos de Apuestas / Betting Tips and Predictions / Melhores Cassinos Online Brasil / Mejores Casinos Online de América Latina