Autor Tópico: Tirreno-Adriático, 12 a 18 de março  (Lida 3751 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Rui Q.

  • Bilionário
  • R
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jan 2010
  • Localidade: Algarve
  • Mensagens:
    3030
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    632
em: 10 de Março de 2014, 23:22



Rui Q.

  • Bilionário
  • R
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jan 2010
  • Localidade: Algarve
  • Mensagens:
    3030
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    632
em: 10 de Março de 2014, 23:37
(Apostas fecham dia 12 às 11h. A prova termina dia 18)
Tirreno-Adriático - Domenico Pozzovivo vs Ivan Basso - Domencico Pozzovivo a 1.57 na Bet365, 1/2 un (5un para portal)

O Tirreno-Adriático é um mini-Giro d'Itália, com montanha, etapas para sprinters, cotnrarrelogio individual e contrarrelógio coletivo.

Por norma a AG2R é uma equipa fraca no contrarrelógio, mas neste Tirreno-Adriático terá Peraud e Gretsch, dois especialistas, ainda que o alemão seja irregular. A eles junta-se Gaudin, também ele muito forte em cronos curtos e Pozzovivo também anda bem no contrarrelógio, pelo que a equipa francesa conseguirá reduzir as perdas face à Cannondale de Basso.

No contrarrelógio individual do último dia Pozzovivo também deverá andar melhor que Basso, mas penso que a principal diferença será na montanha.

Pozzovivo fez uma excelente temporada em 2013, sendo 10º no Giro, 7º na Polónia e 6º na Vuelta. Já Ivan Basso falhou o Giro e depois na Vuelta (onde estava a ir muito bem), foi obrigado a desistir por problemas de saúde causados pelo mau tempo ue se fez sentir no Pirenéus.

Pozzovivo começou a temporada com um 10º lugar no Tour de San Luis e esteve muito bem em Omã sendo 6º. No último domingo foi o único que conseguiu aguentar Alejandro Valverde nas subidas da Roma Maxima mas foi ultrapassado por 3 ciclistas do primeiro grupo nas últimas dezenas de metros. Valverde aguentou-se e venceu com um segundo de vantagem sobre esse primeiro grupo, enquanto Pozzovivo foi 5º.

Já Basso apenas disputou três provas de um dia sem grande destaque para ele. Cada vez é mais difícil chegar ao pico de forma e, com 36 anos, não me parece que Basso consiga apresentar-se em grande forma no Tirreno-Adriático.

Tirreno-Adriático - Domenico Pozzovivo vs Ivan Basso - Domencico Pozzovivo a 1.57 na Bet365, 1/2 un (5un para portal)



napoli

  • Milionário
  • n
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Ago 2008
  • Localidade:
  • Mensagens:
    1126
    Pts Tipsr:
    345
em: 11 de Março de 2014, 20:21
1ª etapa Tirreno Adriático
12-3-2014 as 11h00
Astana vs BMC Racing


Começa amanhã o Tirreno Adrático com um contra-relógio colectivo de 16.9 km. Nesta prova que também tem muita montanha, é importante não perder muito tempo neste contra-relógio inicial pelo que as equipas aparecem aqui com alguns especialistas para ajudar os seus trepadores nesta 1ª etapa.

A Astana é uma das equipas mais fracas em termos de contra-relógio. A equipa do Cazaquistão tem como lider o italiano Scarponi, que não é nenhum especialista neste tipo de etapa. A restante equipa será:  Brajkovič , Andriy Grivko, Jacopo Guarnieiri, Maxim Inglinski, Tanel Kangert, Dmitry Gruzdev e Alexey Lutsenko.
Uma equipa muito fraca em termos de contra-relógio, onde apenas Brajkovic, Grivko e Kangert costumam fazer tempos razoáveis, mas sem ser algo de extraordinário.

Do lado da BMC, também não sendo uma das principais especialistas, há alguns valores a ter em conta, com especial destaque para o suiço Michael Schar que foi campeão nacional suiço na especialidade. Há depois ainda que contar com Dominik Nerz, Ben Hermans e Quinziato, todos que apesar de não serem grandes especialistas tem mais qualidades que os homens da Astana. Todos eles vão estar a fazer um esforço para levar Cadel Evans até a meta e de forma a que o australiano, que também é forte em CR, perca o mínimo tempo para os restantes lideres.

Tendo por base de comparação a primeira prova da época em que houve um C-R e estiveram envolvidos ciclistas de ambas as equipas, pode-se reparar que no Tour de San Luis, Quinziato fez o 6º melhor tempo e Dominik Nerz o 15º enquanto que Kangert fez o 12º numa distância muito semelhante a de amanhã.

A meu ver a BMC é claramente favorita face a esta Astana neste tipo de prova, mesmo a BMC não contado com a sua estrela Taylor Phinney.
A BMC aposta em Evans para vencer a prova, o experiente ciclista começou a época na Austrália em Janeiro ficando em 2º na classificação geral, pelo que está em boa forma com toda a certeza.

Por tudo o que referi, acredito que a BMC fará um melhor tempo que a Astana que não tem nenhum especialista nas suas fileiras.

 :arrow: BMC para vencer a Astana na etapa1 a 1,66 na Bet365  10 unidades



Forum de Apostas

Re: Tirreno-Adriático, 12 a 18 de março
« Responder #2 em: 11 de Março de 2014, 20:21 »

rapior

  • Multimilionário
  • r
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    6590
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1727
em: 11 de Março de 2014, 23:44
12/03/2014 às 13h40m
1ª Etapa: Donoratico – San Vicenzo (TTT)
H2H: Omega Pharma Quickstep (OPQ) vs Orica-GreenEDGE (OGE)
Pick: Orica-GreenEDGE (OGE)      Odd: 2.75 @ Bet365


O Tirreno-Adriático inicia-se novamente com um crono colectivo praticamente plano e com uma extensão de 18.5 km.

A Omega é a actual campeã mundial desta disciplina contando nas suas fileiras também com o campeão mundial da disciplina, o alemão Tony Martin. São sempre uma equipa muito forte nesta disciplina e apresenta-se nesta prova com dois especialistas puros, o já referido Tony Martin e o polaco Kwiatkowski que está numa forma fenomenal e que esta época já venceu o crono da volta ao Algarve, sendo que no ano passado foi Top10 nos dois cronos do Tour. Depois conta com um conjunto de sprinters formado por Cavendish, Trentin, Renshaw e Pettachi que neste tipo de crono dão um bom contributo pois conseguem manter o ritmo nas pequenas passagens que fazem pela cabeça do grupo. Os outros dois homens são Rigoberto Uran, que deverá passar muito pouco pela frente e Wouter Pols que será uma carta fora do baralho.

A Orica aposta sempre bastante neste tipo de especialidade tendo perdido na época o título mundial para a Omega por um segundo, uma espécie de vingança fria por parte da equipa belga, pois no Tour tinha sido a Orica a vencer por um segundo.
Apresentam-se nesta prova com uma série de puros contra-relogistas nomeadamente Luke Durbridge e Michael Hepburn, dois campeões mundiais sub-23, tendo o último vencido já esta época o crono do Tour do Qatar; Cameron Meyer, já por duas vezes campeão nacional e que na época passada venceu o crono da Volta à Suiça; Jens Mouris e Sven Tuft dois experientes ciclistas que dentro da equipa apenas tem com função participar em cronos e trabalhar no comboio que organiza os sprints. Depois contam com Daryl Impey, sprinter que se defende bastante bem neste tipo de crono e dois homens que pouco contributo darão à equipa, o australiano Simon Clarke e Santaromita que deve preocupar-se somente em ir na roda.

Há dois anos ganhou a Orica e no ano passado ganhou a Omega. Penso que a Orica apresenta um lote mais homogéneo que pode anular a supremacia individual de Tony Martin pelo que prevejo um duelo equilibrado, pelo que penso ter valor ir no dog.
"O insucesso é apenas uma oportunidade para começar de novo com mais inteligência."



rapior

  • Multimilionário
  • r
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    6590
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1727
em: 12 de Março de 2014, 01:14
12/03/2014 às 13h40m
1ª Etapa: Donoratico – San Vicenzo (TTT)
H2H: Belkin Pro cycling Team (BEL) vs Giant Shimano (GIA)
Pick: Giant Shimano (GIA)      Odd: 2.00 @ Bet365


O Tirreno-Adriático inicia-se novamente com um crono colectivo praticamente plano e com uma extensão de 18.5 km.

A Belkin apresenta-se com dois homens com ambições à geral, Robert Gesink que esta época foi 6º no Tour Down Under e 5º em Omã e Bauke Mollema que vem de um sexto lugar na Volta à Andalucia. Amos defendem-se melhor na montanha e amanhã vão ter uma sério teste no qual penso que a Belkin vai sentir algumas dificuldades em limitar as perdas para as equipas mais fortes. Apresentam-se sem qualquer especialista nesta disciplina sendo que vão ter que trabalhar com um bloco e esperar que corredores como Leezer, Vanmarke, Tankink, Goos e Tjalling como bons roladores consigam imprimir um ritmo alto e constante.

A Giant Shimano tem um plantel construído sobretudo a pensar nos sprints, sendo que ao longo da época passada claudicou sempre neste tipo de prova. Apresentam-se aqui com Kittel como chefe de fila, sendo que na antevisão desta prova o director desportivo referiu esperar ver algumas melhorias neste tipo de prova. Contam com três homens que estão em boa forma e que são bons contra-relogistas nomeadamente Tom Dumolin, segundo classificado no crono da recente Volta à Andalucia, Simon Geschke, nono no mesmo crono e Tobias Ludvigsson, vencedor do crono na Etoile Besseges e 6º no Tour do Mediterrâneo. Os restantes ciclistas são homens que tem como função formar o comboio para Kittel, pelo que até deveriam conseguir defender-se neste tipo de crono.

No ano passado a Belkin saiu vencedora deste duelo, porém este ano a Giant apresenta-se com uma equipa mais forte e penso que pode mesmo vencer este duelo.
"O insucesso é apenas uma oportunidade para começar de novo com mais inteligência."



rapior

  • Multimilionário
  • r
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    6590
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1727
em: 12 de Março de 2014, 01:15
1ª Etapa: Donoratico – San Vicenzo (TTT)
H2H: Lotto Belisol (LBT) vs AG2R (ALM)
Pick: AG2R (AM)               Odd: 1.66 @ Bet365


O Tirreno-Adriático inicia-se novamente com um crono colectivo praticamente plano e com uma extensão de 18.5 km.

A Lotto apresenta-se nesta prova apostando em Greipel para os sprints e em Jurgen Van den Broek para a geral. Não possuem nenhum especialista ao nível do contra-relógio pelo que terão de trabalhar como um bloco, sendo que tal não os impede de conseguir um bom resultado, como se verificou no Tour em que foram  quintos. Todavia apresentaram-se com uma equipa com todos os elementos no seu melhor estado de forma e deram tudo em prol de Van den Broeck. Em provas menores torna-se difícil conseguiram apresentar um bloco tão sólido, sendo que no ano passado neste mesmo crono com uma equipa muito semelhante a esta não foram além de um 15º lugar.

A AG2R costuma apresentar muitas dificuldades neste tipo de prova, sendo que para melhorar nesse aspecto contratou dois especialistas na luta contra o relógio, o alemão Patrick Gretsch, que depois de duas épocas em que teve como função principal trabalhar no comboio de Giant deve voltar a focalizar-se nos cronos e Damien Gaudin que na época passada por esta altura venceu o prólogo do Paris Nice. Estes dois homens vão estar presentes nesta prova ao qual se junta ainda Jean Christhope Peraud que é também um bom contra-relogista. Estes três homens deverão liderar a equipa nesta etapa. Dos restantes homens alguns deverão ser sacrificados na parte inicial da etapa, sendo que a única preocupação será levar Pozzovivo.

O ano passado a Lotto saiu vencedora deste duelo porém com os reforços contratados para esta época penso que a AG2R deve vencer este duelo.
"O insucesso é apenas uma oportunidade para começar de novo com mais inteligência."



napoli

  • Milionário
  • n
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Ago 2008
  • Localidade:
  • Mensagens:
    1126
    Pts Tipsr:
    345
em: 12 de Março de 2014, 17:25
1ª etapa Tirreno Adriático
12-3-2014 as 11h00
Astana vs BMC Racing


Começa amanhã o Tirreno Adrático com um contra-relógio colectivo de 16.9 km. Nesta prova que também tem muita montanha, é importante não perder muito tempo neste contra-relógio inicial pelo que as equipas aparecem aqui com alguns especialistas para ajudar os seus trepadores nesta 1ª etapa.

A Astana é uma das equipas mais fracas em termos de contra-relógio. A equipa do Cazaquistão tem como lider o italiano Scarponi, que não é nenhum especialista neste tipo de etapa. A restante equipa será:  Brajkovič , Andriy Grivko, Jacopo Guarnieiri, Maxim Inglinski, Tanel Kangert, Dmitry Gruzdev e Alexey Lutsenko.
Uma equipa muito fraca em termos de contra-relógio, onde apenas Brajkovic, Grivko e Kangert costumam fazer tempos razoáveis, mas sem ser algo de extraordinário.

Do lado da BMC, também não sendo uma das principais especialistas, há alguns valores a ter em conta, com especial destaque para o suiço Michael Schar que foi campeão nacional suiço na especialidade. Há depois ainda que contar com Dominik Nerz, Ben Hermans e Quinziato, todos que apesar de não serem grandes especialistas tem mais qualidades que os homens da Astana. Todos eles vão estar a fazer um esforço para levar Cadel Evans até a meta e de forma a que o australiano, que também é forte em CR, perca o mínimo tempo para os restantes lideres.

Tendo por base de comparação a primeira prova da época em que houve um C-R e estiveram envolvidos ciclistas de ambas as equipas, pode-se reparar que no Tour de San Luis, Quinziato fez o 6º melhor tempo e Dominik Nerz o 15º enquanto que Kangert fez o 12º numa distância muito semelhante a de amanhã.

A meu ver a BMC é claramente favorita face a esta Astana neste tipo de prova, mesmo a BMC não contado com a sua estrela Taylor Phinney.
A BMC aposta em Evans para vencer a prova, o experiente ciclista começou a época na Austrália em Janeiro ficando em 2º na classificação geral, pelo que está em boa forma com toda a certeza.

Por tudo o que referi, acredito que a BMC fará um melhor tempo que a Astana que não tem nenhum especialista nas suas fileiras.

 :arrow: BMC para vencer a Astana na etapa1 a 1,66 na Bet365  10 unidades

:ganha: BMC 11º vs Astana 16º :ganha:



rapior

  • Multimilionário
  • r
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    6590
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1727
em: 12 de Março de 2014, 23:38
12/03/2014 às 13h40m
1ª Etapa: Donoratico – San Vicenzo (TTT)
H2H: Omega Pharma Quickstep (OPQ) 1º vs 2º Orica-GreenEDGE (OGE)
Pick: Orica-GreenEDGE (OGE)      Odd: 2.75 @ Bet365

12/03/2014 às 13h40m
1ª Etapa: Donoratico – San Vicenzo (TTT)
H2H: Belkin Pro cycling Team (BEL) 9º vs 17º Giant Shimano (GIA)
Pick: Giant Shimano (GIA)      Odd: 2.00 @ Bet365

1ª Etapa: Donoratico – San Vicenzo (TTT)
H2H: Lotto Belisol (LBT) 7º vs 15º AG2R (ALM)
Pick: AG2R (AM)               Odd: 1.66 @ Bet365

 :tapado:
"O insucesso é apenas uma oportunidade para começar de novo com mais inteligência."



Forum de Apostas

Re: Tirreno-Adriático, 12 a 18 de março
« Responder #7 em: 12 de Março de 2014, 23:38 »

rapior

  • Multimilionário
  • r
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    6590
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1727
em: 13 de Março de 2014, 01:04
13/03/2014 às 11h05m
2ª Etapa: San Vicenzo - Cascina
Pick: Winner :arrow: Mark Cavendish (OPQ)      Odd: 4.50 @ Sportingbet
(Para o portal dutching com  Andre Greipel (LBT)         Odd: 4.94 @ PinnacleSports :arrow: 5 unidades em cada)


A etapa tem uma extensão 166 km sendo que na primeira metade apresenta três contagens de montanha de terceira categoria sendo os últimos 70 km planos pelo que o mais provável é ser discutida num sprint massivo.

Este ano o Tirreno-Adriático levou a melhor sobre o Paris-Nice atraindo não só a maioria dos favoritos à vitória final no Tour com também os principais sprinters da actualidade, nomeadamente Marcel Kittel, Andre Greipel e Mark Cavendish. Apesar da presença de outros homens como Sagan, Demare, Modolo, Bennatti e Ciolek penso que a vitória será de um dos três homens referidos inicialmente.

Marcel Kittel é o mais novo dos três e tem posto em causa a supremacia de Cavendish. O ano passado venceu quatro etapas no Tour e abriu esta época com uma vitória na clássica que antecede o Tour Down Under. Nessa prova acabou por não discutir nenhuma etapa porém serviu de rodagem e na Volta ao Dubai venceu as três etapas, batendo homens como Cavendish, Sagan e Farrar. Conta com uma equipa construída quase exclusivamente a pensar nos sprints sendo capaz de organizar um comboio muito forte.

Andre Greipel é o mais experiente dos três e depois de ter passado algumas épocas na sombra de Cavendish mudou para a Lotto, onde teve liberdade para lutar por grandes vitórias. O ano passado conseguiu uma vitória no Tour, isto depois de há duas épocas ter conseguido três. Dos três é o que passa melhor as dificuldades. Esta época em todas as provas por etapas em que esteve presente conseguiu vitórias, somando já um total de oito vitórias. Apesar de a sua equipa não se dedicar exclusivamente aos sprinters conta com um bloco de ciclistas que estão juntos já há vários anos e que trabalham muito bem em conjunto.

Mark Cavendish desde da fantástica vitória no Milan-San Remo em 2009 era unanimente considerado o melhor sprinter da actualidade e um dos melhores da história, todavia Kittel no último Tour pôs em causa esse reinado.
Ao longo das últimas épocas tem sentido algumas dificuldades pois na Sky não tinha comboio e no ano passado na Ómega o comboio nem sempre funcionava pois não tinham homens com experiência para se colocarem nos últimos quilómetros. Para tal contrataram ainda na época passada Alessandro Pettachi e para esta época Mark Renshaw, que durante várias épocas foi o lançador de Cavendish na HTC. Apesar destas contratações Cavendish chega a esta fase da época com apenas uma vitória, na Volta ao Algarve, sendo que no Dubai falhou todos os sprints. Apesar de apresentar fracos resultados esta época, apresenta-se bastante motivado nesta prova, enverga a camisola de líder e após praticamente um mês após o Tour do Dubai já devem ter corrigido as falhas na formação do comboio para Cavendish.

Kittel é considerado o favorito pelas casas de apostas porém penso que o equilíbrio entre os três é grande pelo que o valor está em Greipel e Cavendish, pelo que vou num dutching entre ambos. Para a liga a minha aposta recai em Cavendish, pois dos três é aquele que neste momento tem algo mais a provar.
"O insucesso é apenas uma oportunidade para começar de novo com mais inteligência."



Bruno Coutinho

  • Administrador
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Set 2005
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    227123
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    108
em: 13 de Março de 2014, 01:15
rapior COMO PONHO NO TITULO ESSA PICK?



tugatipster

  • Rico
  • t
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Fev 2014
  • Localidade:
  • Mensagens:
    594
    Pts Tipsr:
    49
em: 13 de Março de 2014, 12:24
Peter Sagan se estiver bem também vai disputar a vitória na etapa.
@tugatipster

Links úteis
Ciclismo - http://www.procyclingstats.com/
Snooker - http://www.cuetracker.net/
Futebol - http://www.whoscored.com



rapior

  • Multimilionário
  • r
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    6590
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1727
em: 13 de Março de 2014, 13:15
rapior COMO PONHO NO TITULO ESSA PICK?

Penso que podes pôr Winner :arrow: Dutching entre Cavendish & Greipel, na stake pões 10 e na odd pões a que resulta do dutching dividindo o stake por forma e ter o mesmo lucro em ambos.
"O insucesso é apenas uma oportunidade para começar de novo com mais inteligência."



rapior

  • Multimilionário
  • r
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    6590
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1727
em: 13 de Março de 2014, 15:18
13/03/2014 às 11h05m
2ª Etapa: San Vicenzo - Cascina
Pick: Winner :arrow: Mark Cavendish (OPQ)      Odd: 4.50 @ Sportingbet
(Para o portal dutching com  Andre Greipel (LBT)         Odd: 4.94 @ PinnacleSports :arrow: 5 unidades em cada)

1º - Matteo Peluschi (IAM) :shock:
"O insucesso é apenas uma oportunidade para começar de novo com mais inteligência."



Rui Q.

  • Bilionário
  • R
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jan 2010
  • Localidade: Algarve
  • Mensagens:
    3030
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    632
em: 13 de Março de 2014, 23:51
Tirreno-Adriático, 3ª etapa - Sam Bennet vs Sacha Modolo - Sam Bennet a 1.83 na Bet365, 1/2 un (5un para portal)


Etapa parece fácil mas tem um truque. É que os últimos 900m são a uma média de 5% em estrada muito estreita e em parte com piso empedrado. Sprinters puros poderiam aguentar essa inclinação por 300 ou 400 metros mas em 900 já será muito difícil que homens como Kittel, Greipel ou Cavendish batam homens mais completos.

Sacha Modolo é um ciclista que se dá bem em sprints no chamado falso plano. A subir mas não muito. Além disso, começou muito bem a temporada, com uma vitória no Tour de San Luis, duas em Maiorca e uma no Algarve. Sam Bennet também leva uma, na Clássica de Almeria. A boa forma de ambos foi confirmada hoje com Bennet a ser quarto e Modolo oitavo.

Porquê Bennet para esta aposta? É frequente alguns ciclistas começarem em excelente forma e depois irem perdendo protagonismo. Fazem uma preparação de inverno intensa e tiram vantagem nas primeiras corridas mas depois vão sendo ultrapassados pelos seus adversários.  Modolo é um grande sprinters e disso não há dúvida, mas nunca tinha estado tão bem como no começo desta temporada. No entanto, o 8º lugar de hoje poderá ser um indício de que já não está tão forte comparativamente aos seus adversários. Já o 4º lugar de Bennet me parece um excelente indicador, porque vejo o irlândes como um sprinter ainda menos puro que Modolo. Ou seja, penso que Modolo sai beneficiado por pequenas inclinações no fim e Bennet, não só sai beneficiado, como necessita destas para poder bater a concorrência. Acontece que hoje, sem qualquer dificuldade de relevo na parte final, o irlandês esteve muito bem.

Mas o principal indicador que me fez apostar em Bennet foi a sua prestação na Volta ao Reino Unido do ano passado, onde foi segundo numa chegada em colina e venceu uma etapa algo acidentada, mostrando-se como um homem muito perigoso para etapas como a de amanhã.

Tirreno-Adriático, 3ª etapa - Sam Bennet vs Sacha Modolo - Sam Bennet a 1.83 na Bet365, 1/2 un (5un para portal)



tugatipster

  • Rico
  • t
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Fev 2014
  • Localidade:
  • Mensagens:
    594
    Pts Tipsr:
    49
em: 14 de Março de 2014, 11:20
Tendo em conta a análise do tipo de chegada desta etapa pelo Rui Quinta eu diria que Peter Sagan é o grande favorito a vencer a etapa.
@tugatipster

Links úteis
Ciclismo - http://www.procyclingstats.com/
Snooker - http://www.cuetracker.net/
Futebol - http://www.whoscored.com




 


Casas de Apostas: bet pt / Betclic / ESC Online / Nossa Aposta / Casino Portugal

Rede Apostaganha: Apostas e Prognósticos / Palpites e Dicas de Apostas / Pronósticos de Apuestas / Betting Tips and Predictions / Melhores Cassinos Online Brasil / Mejores Casinos Online de América Latina