Autor Tópico: O vício do jogo online, "Porto Canal"  (Lida 940 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

mara

  • Magnata
  • m
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade: Vila Praia de Âncora / Covilhã
  • Mensagens:
    46536
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1633
em: 19 de Novembro de 2012, 13:34
Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros.



Codigo13

  • Milionário
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Fev 2010
  • Localidade: São Paulo
  • Mensagens:
    1754
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    16
em: 20 de Novembro de 2012, 13:05
Me admira o Paulo Rebelo estar em todas. Toda vez que vez alguma coisa sobre o jogo em Portugal, ele aparece. hehhe
10 Campeonatos Brasileiros
3 Copas do Brasil

Maior campeão do Brasil, Verdão Querido!
#verdeécordainveja



Lusogambler

  • Iniciado
  • L
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Nov 2008
  • Localidade:
  • Mensagens:
    15
    Pts Tipsr:
    0
em: 21 de Novembro de 2012, 14:46
Este programa que passou há cerca de 15 dias, levantou bastante contestação em algumas comunidades de jogadores.

Numa perspectiva algo ingénua, os meus pontos de vista são os seguintes:

Enquanto apostador, também acho que houve muito exagero e falhas graves na reportagem, sobretudo ao adoptar o discurso maniqueísta de nos dividir entre os poucos que  ganham milhões e todos os outros que se endividam até aos... lhões.... Faltou referir os que vão ganhando qualquer coisinha e, talvez a maior fatia, aqueles que vão ganhando e perdendo e que no final talvez percam mais do que ganham mas não se endividam por isso.

Agora esta emissão não era dirigida a apostadores em especial nem era sobre o jogo (online ou offline) em geral; destinava-se a um público genérico e, essencialmente, sobre um aspecto muito concreto do jogo: o vício.

E assim, não na perspectiva do jogador mas numa perspectiva social mais ampla, tendo em conta a audiência abrangente e o malefício que o programa focava (o jogo em si não é maléfico, mas o vício da sua prática é) já não me chocam tanto os excessos de linguagem cometidos.

Todas as coisas boas têm aspectos menos bons (jogo versus vicio, vinho versus alcool, rojões à minhota e leitão à bairrada versus doenças cardiovasculares... etc) e se para alertar para algumas consequências nefastas há que carregar nos aspectos negativos, pois então que se carregue!

Num ponto de vista não tão ingénuo como comecei por referir no início deste meu post, posso até entrar em teorias da conspiração e ter visto neste programa o dedo pernicioso da SCML que para se defender interfere o mais que pode e onde a deixam de forma a insuflar todos as consequências maléficas de tudo o que possa pôr em causa a sua posição de monopolista no que ao jogo diz respeito.

De qualquer das formas e seja sob que ângulo for, acho sempre preferível que se exagere na forma como se alerta para os perigos do vicio do jogo do que se cometa o exagero contrário e se alardeiem repetidamente sinais exteriores de riqueza dando, acredito que mais por culpa editorial do que por culpa própria, uma imagem de dinheiro fácil que todos sabemos não corresponder à realidade da esmagadora maioria mas que pode induzir em erro os mais incautos e, isto sim, é a meu ver, muito mais perigoso do que excessos nos alertas para o vício do jogo.




Forum de Apostas

Re: O vício do jogo online, "Porto Canal"
« Responder #2 em: 21 de Novembro de 2012, 14:46 »


 


Casas de Apostas: bet pt / Betclic / ESC Online / Nossa Aposta / Casino Portugal

Rede Apostaganha: Apostas / Palpites e Dicas de Apostas / Pronósticos de Apuestas / Betting Tips and Predictions