Autor Tópico: [EURO 2012] Grupo D  (Lida 3119 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

miguelyn

  • Administrador
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Nov 2005
  • Localidade: Lamego
  • Mensagens:
    64047
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1596
em: 24 de Abril de 2012, 17:39





Apresentação Geral

« Última modificação: 27 de Maio de 2012, 16:13 por miguelyn »
:roll:



miguelyn

  • Administrador
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Nov 2005
  • Localidade: Lamego
  • Mensagens:
    64047
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1596
em: 24 de Abril de 2012, 17:40

EURO 2012

Ucrânia


INTRODUÇÃO
Esta selecção ucraniana é uma selecção sem grandes feitos a nível mundial, nunca conseguiu um troféu e faz este ano a sua estreia num Europeu e logo como país organizador juntamente com a Polónia.
A selecção ucraniana só fez a sua primeira partida oficial após o fim da União Soviética em 1994, isto porque entre 1990 e 1994 esteve proibida pela FIFA de realizar partidas oficiais.

Quanto ao campeonato ucraniano, podemos dizer que é um campeonato sem grande competitividade e nos últimos anos a luta é sempre a dois entre Shakhtar Donetsk e Dynamo Kyiv, sendo que o Shakhtar se caracteriza pelos inúmeros brasileiros que chegam todos os anos, enquanto o Dynamo kyiv tem no seu plantel alguns dos melhores jogadores da selecção Ucraniana tais como o eterno capitão Andriy Shevchenko, o excelente avançado Artem Milevskiy e o talentoso médio Andriy Yarmolenko de apenas 22 anos.

Pouco se sabe o que será capaz de fazer esta selecção ucraniana, que apresenta alguns bons talentos mas cuja defesa deixa muito a desejar, muito lenta e sem grande experiência, para além de que têm sido vítimas de uma "maldição" no que toca aos guarda redes. Os habituais 3 guarda-redes desta selecção estão fora do Euro, dois deles devido a lesões graves e outro devido a um controlo anti-doping positivo, deixando assim a oportunidade a Andrej Piatov de assumir a titularidade. Visto tudo isto, não acredito que passem da fase de grupos apesar de jogarem perante o seu público.
Veremos o que são capazes de fazer nesta sua estreia .


PALMARÉS

0 vezes campeã
0 vezes finalista derrotado
0 vezes semi-finalista
0 presenças em Europeus


TRAJECTO NA QUALIFICAÇÃO
A selecção Ucraniana qualificou-se para o Europeu directamente devido a ser um dos organizadores
Jogos amigáveis realizados :

Ucrânia 0 vs 2 tália
Ucrânia 2 vs 0 Uzbequistão
Ucrânia 1 vs 4 França
Ucrânia 0 vs 1 Suécia
Ucrânia 2 vs 3 Uruguai
Republica Checa 4 vs 0 Ucrânia
Ucrânia 3 vs 0 Bulgária
Estónia 0 vs 2 Ucrânia
Ucrânia 3 vs 3 Alemanha
Israel 2 vs 3 Ucrânia

CONVOCADOS
Esta é a lista prevista dos convocados. Será actualizada quando saírem os convocados oficiais.


- Andriy Pyatov
- Guarda-Redes
- 24 internacionalizações
- 0 golos marcados
- Shakthar Donetsk
- Maksym Koval
- Guarda-redes
- 0 internacionalizações:
- 0 golos marcados:
- Dinamo Kiev
- nome:
- posição:
- internacionalizações:
- golos marcados:
- clube actual:
- Yaroslav Rakitskiy
- Defesa
- 14 internacionalizações:
- 3 golos marcados:
- Shakthar Donetsk

- Oleksandr Kucher
- Defesa
- 28 internacionalizações:
- 1 golo marcado
- Shakthar Donetsk
- Dmytro Chygrynskiy
- Defesa
- 29 internacionalizações:
- 0 golos marcados
- Shakthar Donetsk
- Taras Mykhalyk
- Defesa 
- 25 internacionalizações:
- 0 golos marcados:
- Dinamo Kiev
- Vitaliy Mandzyuk
- Defesa
- 19 internacionalizações:
- 0 golos marcados:
- Dnipro

- Vyacheslav Shevchuk
- Defesa
- 20 internacionalizações:
- 0 golos marcados:
- Shakthar Donetsk
- Artem Fedetskiy
- Defesa
- 16 internacionalizações:
- 0 golos marcados:
- Karpaty
- Anatoliy Tymoshchuk
- Médio
- 114 internacionalizações:
- 4 golos marcados:
- Bayern Munich
- Oleh Husyev
- Médio
- 69 internacionalizações:
- 9 golos marcados:
- Dinamo Kiev

- Ruslan Rotan
- Médio
- 56 internacionalizações:
- 6 golos marcados:
- Dnipro
- Serhiy Nazarenko
- Médio
- 47 internacionalizações:
- 12 golos marcados:
- Tavryra
- Oleksiy Gai
- Médio
- 29 internacionalizações:
- 1 golo marcado
- Shakthar donetsk
- Oleksandr Aliyev
- Médio
- 25 internacionalizações:
- 6 golos marcados:
- Dinamo Kiev
´

- Andriy Yarmolenko
- Médio
- 18 internacionalizações:
- 7 golos marcados:
- Dinamo Kiev
- Yevhen Konoplyanka
- Médio
- 16 internacionalizações:
- 5 golos marcados:
- Dnipro
- Denys Harmash
- Médio
- 4 internacionalizações:
- 0 golos marcados:
- Dinamo Kiev
- Andriy Shevchenko
- Avançado
- 105 internacionalizações:
- 46 golos marcados:
- Dinamo Kiev

- Andriy Voronin
- Avançado
- 70 internacionalizações:
- 7 golos marcados:
- Dinamo Moscovo
- Artem Milevskiy
- Avançado
- 43 internacionalizações:
- 7 golos marcados:
- Dinamo Kiev
- Marko Devic
- Avançado
- 18 internacionalizações:
- 2 golos marcados:
- Metalist
- Roman Bezus
- Avançado
- 1 internacionalizações:
- 0 golos marcados:
- Vorskla


PRINCIPAIS ATLETAS
            

Andriy Yarmolenko Estamos perante uma grande esperança do futebol Ucraniano, este médio-ala de apenas 22 anos é uma das grandes estrelas desta selecção ucraniana, conhecido pela velocidade e pela boa técnica que apresenta, sendo um dos melhores jogadores do Dinamo Kiev. Esta época efectuou 27 jogos, tendo marcado 12 golos e feito 10 assistências, um registo muito bom para um médio/extremo, ficando assim à frente dos seus dois compatriotas de selecção, Shevchenko e Milevsky, que marcaram apenas 6 e 5 golos respectivamente. Espera-se muito deste jovem para levar a Ucránia a um feito nunca alcançado, veremos se aguenta a pressão e mostra todo o seu talento.
       
Anatoliy Tymoschuk Estamos na presença do jogador mais internacional da Ucrânia e mais experiente desta selecção. Anatoliy Tymoschuk tem 33 anos e actua no Bayern Munich, tendo realizado grande parte da sua carreira no Shakthar Donetsk. Caracteriza-se por ser um médio defensivo à antiga, não dando uma bola como perdida e tem um remate bastante forte. A época não tem corrido bem a nível interno a este jogador, fez pouquissimos jogos pelo seu clube esta época mas quando é chamado cumpre sempre com qualidade. Veremos se se apresenta com a condição física desejada para ajudar a sua selecção a fazer um bom Euro e dar uma alegria ao seu país.


SELECCIONADOR
Oleh Volodymyrovych Blokhin é o actual seleccionador da selecção Ucraniana e carrega sobre si o peso de dirigir a estreia da selecção em fases finais de Europeus. Blokhin está no comando da selecção Ucraniana desde 2003, tendo feito uma pausa entre 2007/2008 para treinar uma equipa russa, regressando 3 anos depois ao comando da selecção da Ucrânia. Blokhin tem no seu currículo como ponto alto na história da selecção Ucraniana a passagem ao quartos de final do Mundial 2006 que se realizou na Alemanha. Veremos se agora consegue fazer novamente história e leva a Ucrânia ao topo do futebol Mundial.   

 
PERSPECTIVAS

A Ucrânia ficou inserida do grupo D juntamente com a Suécia, Inglaterra e França. Um grupo bastante dificil em que a Ucrânia parte com outsider, sendo as grandes favoritas à passagem a França e a Inglaterra. A única vantagem que a Ucrânia tem é o facto de jogar em casa perante os seus adeptos e isso poderá ser um factor a favor mas também poderá colocar mais pressão sobre os jogadores ucranianos. Na caminhada para o Euro 2012 a Ucrânia apurou-se directamente por ser o país organizador, no entanto realizou jogos amigáveis, sendo que defrontou dois adversários do seu grupo, a França e a Suécia, tendo perdido os dois em casa por 1-4 e 0-1 respectivamente. Concluindo, não acredito que a Ucrânia se apure para os quartos de final mas no futebol tudo é possível.
       
EQUIPAMENTOS
Principal                      Secundário

     



CALENDÁRIO E LOCAL DAS PROVAS

11 de Junho às 19h45     Ucrânia v Suécia     Olimpiyskyi N. Sports Complex, Kiev
15 de Junho às 19h45     Ucrânia v França     Donbass Arena, Donestk
19 de Junho às 19h45     Inglaterra v Ucrânia     Olimpiyskyi N. Sports Complex, Kiev

VÍDEO



LINKS


Federação de Futebol da Ucránia

Euro 2012 - página oficial

Selecção ucraniana de futebol na wikipedia




Apresentação Elaborada por: fuzileiro365
« Última modificação: 29 de Maio de 2012, 00:20 por miguelyn »
:roll:



miguelyn

  • Administrador
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Nov 2005
  • Localidade: Lamego
  • Mensagens:
    64047
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1596
em: 24 de Abril de 2012, 17:40


EURO 2012

SUÉCIA


INTRODUÇÃO
Ocupando o 17º posto no ranking da FIFA e o 12º no que concerne apenas a equipas europeias, a Suécia é uma selecção com um histórico relativamente assinalável, tendo conquistado uma edição dos Jogos Olímpicos, dois pódios (2º e 3º lugar) num Mundial e ainda as meias-finais do Europeu que organizou. Tudo isto aconteceu desde há 20 anos para trás (1948, 1950, 1958 e 1992, respectivamente). Os nomes mudaram e jogadores como Begmark, Nordqvist, Nordahl ou Patrick Andersson, que fizeram parte das conquistas referidas, já não constam na lista de activos da selecção escandinava. Entraram ilustres conhecidos do futebol mundial como Zlatan Ibrahimovic, Kim Kallstrom, Anders Svensson ou Johan Elmander.  A qualidade da equipa talvez não tenha mudado relativamente ao tempo em que se conquistavam títulos e se faziam excelentes campanhas nas fases finais, a questão é que… a qualidade das outras equipas mudou, e os nórdicos pagam por isso. Depois de uma qualificação falhada para o Mundial 2010 e participações medíocres nas fases finais de Euros e Mundiais, de 98 para cá não passam da fase de grupos ou da primeira ronda a eliminar.
Manifestamente pouco para um povo que voltou a ter a chama do futebol dentro de si, que ama o jogo, eleitos os melhores adeptos do Mundial 2006. Os “veke” (adeptos) merecem muito mais e criaram a ilusão de conseguirem chegar mais longe que outrora neste Euro 2012, depois de uma boa fase de qualificação, onde a Suécia apenas se desleixou nos jogos fora, ante holandeses e húngaros. No entanto, garantiu a passagem à fase final da prova sem ter que recorrer aos playoffs – melhor 2º classificado de todas as fases de grupo e com uma das melhores diferenças de golos de todas as selecções que disputaram esta fase. A saber: 10 jogos, 8 vitórias, 0 empates e 2 derrotas, com 31 golos marcados e 11 sofridos.

PALMARÉS
0 vezes campeã
0 vezes finalista derrotada
1 vez semi-finalista (1992)
2 vezes nos quartos-de-final (1992 e2004)
2 vezes eliminada na fase de grupos (2000 e 2008)
4 presenças (1992, 2000, 2004 e 2008)


TRAJECTO NA QUALIFICAÇÃO
Classificação do Grupo (E) de Qualificação


Resultados da Qualificação


CONVOCADOS

Andreas Issakson
Guarda-Redes
91 internacionalizações
0 golos marcados
Johan Wiland
Guarda-Redes
7 internacionalizações
0  golos marcados
  Mikael Lustig
Lateral Direito
23 internacionalizações
1 golo marcado
Andreas Granqvist
Defesa Central/Lateral Direito
16 internacionalizações
2 golos marcados

Jonas Olsson
Defesa Central
6 internacionalizações
0 golos marcados
Olof Mellberg
Defesa Central/ Lateral Dir.
112 internacionalizações
7 golos marcados
Mikael Antonsson
Defesa Central/Lateral Dir.
4 internacionalizações
0 golos marcados
Martin Olsson
 Lateral Esq. /Médio Esq
8 internacionalizações
4 golos marcados

Behrang Safari
Lateral Esq./ Médio Esq.
23 internacionalizações
0 golos marcados
Rasmus Elm
Médio Centro / Interior Dir./Esq.
22 internacionalizações
1 golos marcados
Anders Svensson
Médio Centro / Nº 10
127 internacionalizações
18 golos marcados
Sebastian Larsson
Interior Direito/ Médio Centro
39 internacionalizações
5 golos marcados

Kim Kallstrom
Médio Centro/ Interior Esq.
90 internacionalizações
16 golos marcados
Pontus Wernbloom
Médio Centro / Nº10
21 internacionalizações
2 golos marcados
Emir Bajrami
Extremo Esquerdo / Direito
15 internacionalizações
2 golos marcados
Samuel Holmén
Extremo Dir./ Interior Dir.
25 internacionalizações
2 golos marcados
Ola Toivonen
Nº10 / Extremo / Avançado
22 internacionalizações
4 golos marcados
Zlatan Ibrahimovic
Ponta de Lança / 2º Av.
75 internacionalizações
29 golos marcados
Johan Elmander
 Ponta  de Lança
 63 internacionalizações
 16 golos marcados
Par Hansson
Guarda-Redes
2 internacionalizações
0 golos marcados
Markus Rosenberg
Ponta-de-Lança
30 internacionalizações
6 golos marcados
Christian Wilhelmsson
Interior Direito/Extremo Direito
72 internacionalizações
8 golos marcados

PRINCIPAIS ATLETAS

        Zlatan Ibrahimovic – Arrisca-se a ser o melhor jogador sueco de todos os tempos, tendo já garantida, pelo menos, a braçadeira de capitão da sua selecção. É um jogador simplesmente notável, com um palmarés colectivo e individual invejável: foi campeão em todos os clubes por onde passou, conquistou o título de futebolista estrangeiro da Serie A por 4 vezes em 7 épocas e ainda foi responsável pela 2ª maior transferência da história do desporto-rei (69 milhões de euros do Inter para o Barcelona).
Quem conquista todo este tipo de glórias, arrisca-se a ser um dos melhores do mundo, como já o é, sendo ainda, provavelmente, o melhor avançado centro do futebol mundial – impulsão, capacidade de choque, técnica, velocidade e frieza, tudo o que se pede a um verdadeiro nº 9.
 
       
  Kim Kallstrom – O pautador do jogo sueco e o coração da equipa. Kim não se cansa de correr maratonas e de controlar cada metro quadrado do centro do terreno. É um jogador influentíssimo na seleção nórdica, como atestam a sua presença nos 17 jogos que leva entre particulares e qualificação desde que começou a caminhada para o Euro 2012 e ainda a presença em todas as fases finais em que a seleção participou desde o Euro 2004.
Pode-se considerar um playmaker, um box-to-box ou um jogador de equipa e é esta versatilidade e a capacidade de se camuflar de maneira quase perfeita que o elevam a figura da nação.

       
SELECCIONADOR
Erik Hamren- Depois de saltitar entre Noruega, Dinamarca e Suécia e comandar equipas como Rosenborg, AaB e AIK, chega à seleção sueca em 2009 depois de esta falhar o acesso ao Mundial 2010.
Depois da prestação da equipa na fase de qualificação, crescem esperanças nas competências deste senhor por parte dos seus compatriotas. Acresce ainda o facto de ter conquistado a Liga da Dinamarca com o AaB e duas ligas norueguesas nos anos em que foi treinador do Rosenborg. Ao todo, no seu país, já conquistou três taças da Suécia. Pode-se mesmo dizer que é uma espécie de "Mourinho da Escandinávia", mas com mais uns anos em cima.


PERSPECTIVAS
A sorte não esteve com a equipa sueca no sorteio dos grupos desta fase final, já que encontra duas ex-campeãs europeias e mundiais e ainda a equipa da casa. O calendário obriga os nórdicos a abrirem as hostilidades com esta última, havendo todo o tipo de motivação que se arrasta para este tipo de jogos. Depois França e Inglaterra que, apesar da queda de forma gradual que ambas têm apresentado nas últimas fases finais, são sempre adversários com jogadores de qualidade e história.
Olhando para cada um dos jogos, prevejo algumas dificuldades de Ibrahimovic, Toivonen e companhia perante a solidez defensiva característica da seleção inglesa e ainda alguma permeabilidade defensiva perante jogadores como Benzema e Ribéry. É que a seleção sueca depara-se com a ausência de um dos pilares da defesa (Majstorovic), com a falta de ritmo do único lateral direito de raiz que previsivelmente será convocado (Lustig, pouco utilizado no Celtic) e com uma identidade de jogo que privilegia o espetáculo – bom para o espectador, mau para a equipa por falhar taticamente.
Acredito que os nórdicos entrem com vontade para fazer história e têm toda a legitimidade para sonhar (quem tem alguém como Zlatan Ibrahimovic nas suas fileiras, pode fazê-lo), no entanto, será difícil cada um dos jogos da fase de grupos. Da mesma maneira que esta equipa pode ser a sensação (acredito que mais por falha alheia [França e Itália] que por mérito próprio), também não seria de espantar o último lugar do grupo.

EQUIPAMENTOS
Principal                      Secundário

     

CALENDÁRIO E LOCAL DAS PROVAS
Ucrânia vs Suécia, às 19:45 no dia 11 de Junho em Kiev
Suécia vs Inglaterra, às 19:45 no dia 15 de Junho em Donetsk
Suécia vs França, às 19:45, no dia 19 de Junho em Kiev


VÍDEO

<iframe width="560" height="315" src="http://www.youtube.com/embed/IwDxwhQQbTI" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

LINKS
Federação  - página oficial (em Inglês)
  Euro 2012 - página oficial








Apresentação Elaborada por: MMachado
« Última modificação: 06 de Junho de 2012, 19:04 por miguelyn »
:roll:



Forum de Apostas

Re: [EURO 2012] Grupo D
« Responder #2 em: 24 de Abril de 2012, 17:40 »

miguelyn

  • Administrador
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Nov 2005
  • Localidade: Lamego
  • Mensagens:
    64047
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1596
em: 24 de Abril de 2012, 17:40

EURO 2012

FRANÇA



INTRODUÇÃO

   A equipa Francesa é uma das selecções nacionais com mais títulos e mais história. Esta equipa começou a sua grande história no início da década de 80 quando Platini estava no seu auge, vencendo desde então inúmeras competições. É a única selecção Europeia que se pode orgulhar de ter vencido o Campeonato Mundial, o Campeonato Europeu, os Jogos Olímpicos e a Taça das Confederações. Os melhores anos desta equipa viriam na década de 90 com vários grandes jogadores a representar esta selecção tais como Thierry Henry, Zinedine Zidane, Didier Deschamps, entre outros. Nos últimos tempos, não têm estado em boa forma e somam participações desastrosas em Europeus e Mundiais.
   É uma equipa que procura voltar ao topo do futebol Europeu e Mundial e o objectivo para este EURO 2012 é apenas o de o vencer. Para tal, contam com um conjunto forte, com jogadores jovens que se estão a evidenciar nas suas equipas e com um treinador que compreende muito bem a paixão que envolve a sua selecção.

PALMARÉS

   A selecção Francesa já participou por 7 vezes em fases finais do campeonato Europeu de Futebol no entanto, só saiu vencedor por duas ocasiões, em 1984 e em 2000. Esta selecção só não se qualificou para a fase final desta competição entre 1964 e 1980 e no ano de 1988. A selecção francesa sempre que chegou à final do campeonato Europeu, venceu sempre.
   Em 1984, a equipa francesa jogava o Europeu perante os seus adeptos e bateu a Espanha na final por 2-0 com golos de Platini e Bellone. Esta final foi jogada na capital Francesa, Paris, no Parque dos Príncipes. Nesse mesmo Europeu, a selecção Dinamarquesa ficou no terceiro posto e Portugal foi o quarto classificado.
   No ano de 2000, na entrada do novo milénio, jogou-se o Europeu de futebol na Holanda e na Bélgica. A França voltou a vencer o Europeu 16 anos depois, batendo na final a Itália. Foi uma final complicada para a selecção Francesa que se viu a perder aos 55 minutos com um golo de Marco Delvecchio. Aos 90 minutos, Sylvain Wiltord, que viria a transferir-se para o Arsenal algumas semanas depois, fez o empate para a França. Durante o prolongamento, quando decorria o minuto 103, David Trézéguet fez o golo de Ouro que permitiu à sua selecção conquistar o campeonato Europeu desse ano. A final foi jogada no Estádio de Kuip, estádio do Feyenoord em Roterdão. Nesse mesmo Europeu, a selecção Portuguesa voltou a ficar na quarta posição e a selecção Holandesa, a jogar em casa, ficou no último lugar do pódio.
   Esta equipa já chegou às meias-finais por duas vezes (não considerando os anos de 1984 e 2000), ficando em quarto lugar em ambas. Em 1960, a jogar em casa, e em pleno Parque dos Príncipes, a França foi eliminada nas meias-finais pela antiga Jugoslávia por 5-4 que viria posteriormente a vencer o Europeu desse ano, derrotando na final a União Soviética por 2-1 com o auxílio do prolongamento. No ano de 1996, ano em que foi a Alemanha a vencer o campeonato Europeu de Futebol, a selecção Francesa foi eliminada nas meias-finais, no estádio de Old Trafford, pela selecção da Republica Checa no recurso às grandes penalidades.


TRAJECTO NA QUALIFICAÇÃO

Fase de Qualificação - Grupo D

Jogos na Fase de Qualificação - Grupo D

   A Selecção Francesa, na fase de qualificação para o EURO 2012, enfrentou um grupo relativamente fácil, sem equipas de grande poderio. Confirmaram o favoritismo ao atingir o primeiro lugar do grupo, apesar de a apenas 1 ponto da Bósnia e Herzegovina. Durante esta fase, a Selecção Francesa venceu 6 jogos, empatou 3 e perdeu apenas um jogo, marcando 15 golos e sofrendo apenas por 4 ocasiões.

CONVOCADOS

Hugo Lloris
 Guarda-Redes
 31 internacionalizações
 15 golos sofridos
 Olympique Lyon
Perfil
Steve Mandanda
Guarda-Redes
12 internacionalizações
2 golos sofridos
Olympique de Marselha
Perfil
Cédric Carrasso
Guarda-Redes
1 internacionalização
0 golos sofridos
Bordéus
Perfil
Gaël Clichy
Defesa
11 internacionalizações
0 golos marcados
Manchester City
Perfil   

Patrice Evra
Defesa
39 internacionalizações
0 golos marcados
Manchester United
Perfil
 
Laurent Koscielny
Defesa
1 internacionalização
0 golos marcados
Arsenal
Perfil
Anthony Réveillère
Defesa
16 internacionalizações
1 golo marcado
Olympique Lyon
Perfil
Adil Rami
Defesa
17 internacionalizações
0 golos marcados
Valência
Perfil

Philippe Mexès
Defesa
23 internacionalizações
1 golo marcado
AC Milan
Perfil
Mathieu Debuchy
Defesa
4 internacionalizações
1 golo marcado
Lille
Perfil
Marvin Martin
Médio
10 internacionalizações
2 golos marcados
Sochaux
Perfil
Alou Diarra
Médio
38 internacionalizações
0 golos marcados
Olympique Marselha
Perfil

Blaise Matuidi
Médio
4 internacionalizações
0 golos marcados
Paris Saint-Germain
Perfil
Yann M'Vila
Médio
18 internacionalizações
1 golo marcado
Rennes
Perfil
Yohan Cabaye
Médio
10 internacionalizações
0 golos marcados
Newcastle United
Perfil
Samir Nasri
Médio
28 internacionalizações
3 golos marcados
Manchester City
Perfil

Florent Malouda
Médio
74 internacionalizações
8 golos marcados
Chelsea FC
Perfil
Jérémy Menez
Avançado
10 internacionalizações
0 golos marcados
Paris Saint-Germain
Perfil
Olivier Giroud
Avançado
4 internacionalizações
1 golo marcado
Montpellier
Perfil
Mathieu Valbuena
Avançado
11 internacionalizações
2 golos marcados
Olympique Marselha
Perfil

Hatem Ben Harfa
Avançado
8 internacionalizações
2 golos marcados
Newcastle United
Perfil
Franck Ribéry
Avançado
57 internacionalizações
7 golos marcados
Bayern Munique
Perfil
Karim Benzema
Avançado
42 internacionalizações
13 golos marcados
Real Madrid
Perfil


PRINCIPAIS ATLETAS

FRANCK RIBÉRY

   Franck Ribéry nasceu a 7 de Abril de 1983 em Boulogne Sur Mer, a norte de França. Aos dois anos foi vítima de um acidente de automóvel, que lhe deixou a face com sequelas. Começou a jogar no clube da cidade onde nasceu e ainda enquanto jogador de formação, jogou no Lille sendo afastado devido a problemas relacionados com o aproveitamento escolar. Em 2001 ingressou no Olympique Alès passando ainda por outras equipas francesas. A sua estreia na Ligue 1 foi ao serviço do Metz em 2004, ano em que foi considerado uma das revelações da época. Em 2005, ingressou no Galatasaray onde conquistou o público em apenas 14 jogos. No Verão seguinte, transferiu-se de forma polémica para o Olympique de Marselha, onde se deu verdadeiramente a conhecer ao mundo do futebol. Foi na época em que jogava no principal clube de Marselha que obteve a sua primeira internacionalização pela selecção Francesa. No final da época 2006/2007 transferiu-se para o Bayern Munique por um valor a rondar os 26 milhões de euros.
   Durante a sua carreira, a nível de clubes venceu uma Taça Intertoto, uma Taça Alemã, uma Supertaça Alemã, duas Bundesligas e uma Supertaça Turca. A nível individual conquistou alguns prémios como o de melhor jogador jovem da Ligue 1 em 2006, jogador Francês do ano em 2007 e 2008, jogador do ano na Bundesliga em 2008 e, também, o prémio de  selecção da UEFA em 2008. Pela sua selecção já disputou 57 jogos, marcando 7 golos. Esteve presente no Mundial de 2006 onde realizou todos os jogos, ajudando a França a chegar até à final. Ribery, antes do Mundial 2006, só jogara pela sua selecção nos jogos de preparação que se realizaram pouco tempo antes do início da competição mas as suas exibições foram tão positivas que o treinador o convocou logo de seguida para o Mundial desse ano. Foi ainda chamado para o Europeu de 2008 e para o Mundial de 2010, provas essas que ditaram fraca sorte para a selecção Francesa. Actualmente ainda se encontra no Bayern Munique e é um indiscutível tanto no seu clube como na sua selecção. Apesar de ter perdido o campeonato Alemão, ainda tem duas finais a disputar, a final da Champions League contra o Chelsea e a final da Taça da Alemanha frente ao Borussia de Dortmund.
   É um jogador fantástico, com uma técnica impressionante, rápido, fortíssimo no um para um e uma constante dor de cabeça para os defesas contrários. É um jogador que caberia em qualquer plantel do mundo. Na fase de qualificação disputou 4 jogos, não marcando nenhum golo. Chega a este Campeonato Europeu desgastado com a época que já vai longa mas motivado pelas boas exibições. Pode e deverá mesmo ser um jogador chave caso a sua selecção queira atingir uma boa classificação neste EURO 2012.


KARIM BENZEMA

   Karim Benzema nasceu em Lyon a 19 de Dezembro de 1987. De origem Argelina, Karim começou a jogar futebol numa pequena equipa local, o Bron Terraillon. Com 9 anos de idade, decorria o ano de 1996, despertou a cobiça do maior clube da cidade, o Olympique Lyon, para onde foi então jogar, percorrendo todos os escalões de formação até chegar à equipa principal na época 2004/2005. Karim Benzema, juntamente com Hatem Bem Arfa, eram os principais prodígios do Lyon da altura, chegando à equipa principal no mesmo ano. Karim fez a sua estreia pela principal equipa do Lyon a 15 de Janeiro de 2005 contra o Metz, entrando aos 77 minutos e fazendo a assistência para o segundo golo. Até à época 2006/2007, Karim Benzema realizou cerca de 22 jogos pelo seu clube, marcando apenas 4 golos. Na época seguinte, começou a ter mais oportunidades e realizou 28 jogos, marcando por 8 ocasiões. No entanto, o melhor de Benzema ainda estaria para vir. Na época de 2007/2008, com a saída de vários jogadores importantes da equipa, Benzema começou a ter mais importância e marcou uns incríveis 31 golos em 52 jogos. Esta foi a época de afirmação deste enorme jogador e também a época onde começou a mostrar a sua veia goleadora. Na temporada seguinte voltou a ser muito importante marcando 23 golos em 48 jogos. As grandes exibições e a incrível média de golos, considerando tratar-se de um jogador jovem, valeram-lhe o interesse de alguns dos principais clubes Europeus.
   A 9 de Julho de 2009, Karim Benzema assinou contrato por 6 épocas com o Real de Madrid, custando cerca de 40 milhões de euros ao clube espanhol. A sua estreia pelo clube madrileno aconteceu apenas 11 dias após a assinatura do contrato, num jogo particular contra o Shamrock Rovers, jogo no qual marcou o único golo do encontro. Durante a primeira época enquanto jogador do Real Madrid, Benzema fez 33 jogos, marcando 9 golos. Embora tenha sido utilizado muitas das vezes como suplente utilizado, a sua primeira época serviu para se ambientar ao seu novo clube. Na época seguinte, e apesar de alguns problemas físicos, Karim realizou cerca de 48 jogos e marcou 26 golos. Durante esta temporada, afirmou-se finalmente como titular indiscutível do Real Madrid, vencendo finalmente a corrida com Higuain para ocupar a frente de ataque juntamente com Cristiano Ronaldo e Di Maria.
   Durante a sua ainda curta carreira, Karim já amealhou vários títulos colectivos como 4 Ligue 1, 3 Super Taças Francesas, 1 Taça de França, 1 Copa Del Rey, 1 Liga BBVA e um Campeonato Europeu sub-21. Individualmente já venceu 1 prémio de jogador do ano na Ligue 1, 1 prémio de melhor marcador da Ligue 1 e um troféu de melhor jogador jovem Europeu.
   Enquanto internacional francês, Karim Benzema estreou-se em 2006. Participou no Europeu de 2006, no entanto, no Mundial de 2010, ficou de fora da lista de 23 jogadores. Karim Benzema leva já 42 jogos pela selecção francesa, marcando 13 golos. Durante a fase de qualificação participou em 7 jogos e marcou 3 golos.
   Embora faça alguns golos, Karim Benzema, não é um ponta-de-lança puro. É um jogador bastante móvel, com bastante técnica, de remate fácil e certeiro e que não necessita de muito espaço para criar desequilíbrios. Já provou que é um grande jogador e a sua selecção precisa de um Benzema inspirado para puder singrar neste Europeu. Chega ao EURO 2012 motivado pela belíssima época realizada, vencendo a Liga BBVA.


SELECCIONADOR

LAURENT BLANC

   Laurent Blanc nasceu a 19 de Novembro de 1965 e é o actual seleccionador da Selecção Francesa. Como jogador, teve um trajecto interessante, sendo considerado um dos melhores defesas centrais franceses de sempre. Começou no Montpellier e passou por vários clubes Europeus como o Nápoles, Nimes, Saint-Étienne, Auxerre, Barcelona, Olympique de Marseille, Inter de Milão e Manchester United.
   Jogou pela sua selecção durante 11 anos, fazendo um total de 97 partidas e marcando 16 golos. Esteve presente no Mundial de 1998 e no Europeu de 2000, competições vencidas pela França.
   Como treinador é ainda pouco experimentado, no entanto já demonstrou que tem qualidade para dirigir a equipa francesa. Assumiu o comando técnico do Bordéus em 2007, vencendo uma Ligue 1 e fazendo uma boa campanha na Champions League do ano seguinte. Em 2010, depois do fracasso do Mundial 2010 por parte da selecção do seu país, foi convidado a assumir o cargo de treinador principal. Este EURO 2012 será a primeira grande competição em que Laurent Blanc treinará uma selecção nacional.

PERSPECTIVAS

   A França integrará o grupo D da fase de grupos neste EURO 2012.


   
   A França irá encontrar equipas com bastante qualidade nesta fase de grupos. A Inglaterra, mesmo sem Rooney, é sempre uma selecção candidata e irá causar problemas a esta França. Por outro lado, a Ucrânia jogará em casa perante os seus adeptos e quererá causar uma surpresa passando esta fase de grupos. A Suécia é, também, uma selecção com alguma qualidade, encabeçada por Zlatan Ibrahimović, e quererá com certeza passar à fase seguinte, apesar das dificuldades óbvias.
   Considero que o grupo D será um dos mais equilibrados da fase de grupos da prova mas, falando a propósito da selecção francesa, penso que se irão qualificar. Possuem jogadores de qualidade tais como M'Vila, Benzema, Ribery, Nasri, Rami, Evra ou Remy e com certeza que quererão devolver ao seu país alguma glória que tem faltado nas ultimas grandes competições de selecções nacionais. Quanto às fases seguintes no EURO 2012, vai depender muito das formações que aparecerão no caminho desta equipa mas acredito que se podem bater com selecções como a Alemanha, a Espanha ou a Holanda.
       
EQUIPAMENTOS
Principal                      Secundário

     


CALENDÁRIO E LOCAL DAS PROVAS


   
   A Selecção Francesa entrará em campo pela primeira vez, neste Europeu de 2012, no dia 11 de Junho.
   Durante a fase e grupos, a França jogará por 3 vezes em Donetsk, no estádio Donbass Arena, duas vezes contra a Inglaterra e uma contra a Suécia. Os outros 3 jogos serão em Kiev, no Olympic Stadium.

VÍDEO



LINKS

Euro 2012 - página oficial
Página Oficial da França - UEFA.COM
Federation Française Football
Selecção Francesa - Wikipédia





Apresentação elaborada por: AndreELKun
« Última modificação: 31 de Maio de 2012, 00:45 por miguelyn »
:roll:



miguelyn

  • Administrador
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Nov 2005
  • Localidade: Lamego
  • Mensagens:
    64047
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1596
em: 24 de Abril de 2012, 17:41


EURO 2012

INGLATERRA


INTRODUÇÃO
Inglaterra, nação europeia que tem neste momento, na minha opinião, a melhor estrutura de futebol a nível Mundial.
Esta é uma seleção que desde sempre esteve presente em todas as competições de futebol, seja com equipas inglesas em competições europeias, seja como “English Team”.

A Inglaterra fundou a sua seleção em 1863 e tem registo de jogos de seleção desde 30 de Novembro de 1872, num jogo em que defrontou a Escócia naquele que é considerado o primeiro jogo entre seleções da história do futebol. É uma marca de grande orgulho para os ingleses e se há algo com que os ingleses gostam de se orgulhar é com o seu futebol.

Os “Three Lions”, encontram-se actualmente em 7º lugar no ranking de seleções da FIFA, ficando atrás do Brasil (6º), Portugal (5º), Holanda (4º), Uruguai (3º), Alemanha (2º) e Espanha (1º).

Em competições como o “Euro”, os melhores desempenhos que registam são o 3º lugar em 1968 e as meias finais de 1996.
Curiosamente para o Euro2008 que foi organizado em conjunto pela Aústria e Suíça, e que foi o último realizado até à data, a selecção de Inglaterra inesperadamente e para surpresa de muita gente, não se qualificou .

Eis a sua classificação no Grupo E do Euro2008:



Ficaram a um ponto de se qualificarem para a próxima fase, coisa que não acontecia desde 1984.
Já para os campeonatos Mundiais de seleções, a Inglaterra conta com uma faixa de campeões mundiais, datada de 1966, onde derrotaram na final da competição a, então denominada Alemanha Ocidental, por 4-2, com o jogo a ser decidido já no prolongamento.
Mais recentemente, em 1990 chegaram às meias-finais do Mundial de Itália, tendo sido derrotados pela Argentina na conversão de grandes penalidades por 4-3.

Aqui ficam 2 quadros com o desempenho de Inglaterra:



Esta selecção da Inglaterra sempre teve jogadores de topo a nivel mundial, desde Bobby Charlton a Wayne Rooney.
Bobby Charlton ainda hoje, é o jogador que mais golos marcou pela Inglaterra, com 49 golos em 106 jogos!

Aqui ficam os melhores marcadores liderados por Bobby Charlton:



Um dos episódios mais recentes desta seleção, foi o pedido de demissão do técnico Fabio Capello, a 8 de Fevereiro de 2012, apenas a 4 meses do Euro2012.
Entre alguns aspectos, um dos que motivou a saída do treinador dos “Three Lions”, foi a decisão da federação inglesa em retirar a braçadeira de capitão a John Terry, na sequência do processo judicial em que foi acusado de racismo.
Capello não gostou da decisão da federação e afirmou-o publicamente a uma estação televisiva italiana, demonstrando o seu descontentamento com a situação. Ao fazer as declarações sobre o seu desagrado, acabou por se reunir com a federação e rescindiu contrato com os mesmos, deixando a seleção Inglesa até ao momento com o técnico interino Stuart Pearce.

Fábio Capello terminava o seu mandato depois de ter entrado em Dezembro de 2007 e ter deixado a seleção inglesa apurada para o próximo campeonato europeu.
Os boatos eram que Harry Redknapp, técnico do Tottenham, viesse a comandar a selecção Inglesa, mas à poucos dias foi escolhido o novo selecionador da Inglaterra, Roy Hodgson.

Acrescenta-se ainda que a Inglaterra é a única seleção campeã mundial neste Euro2012, mas que nunca ganhou um campeonato europeu. Itália (1968), Alemanha (1972, 1980 e 1996), França (1984 e 2000) e Espanha (2008) já venceram o campeonato europeu e mundial, ficando a faltar a Inglaterra que terá de fazer melhor que nas últimas edições de campeonatos de selecções para conseguir esse feito!


PALMARÉS

Nunca foram campeões europeus;
Nunca chegaram a uma final europeia;
Foram uma vez semi-finalistas em 1996;
Já participaram em 7 campeonatos europeus sem contar com o actual.

TRAJECTO NA QUALIFICAÇÃO

Ficam os resultados da qualificação da Inglaterra para este Euro2012:



CONVOCADOS

- John Ruddy
- Guarda-Redes
- 0 internacionalizações
- Sem golos marcados
- Clube actual: Norwich City
- Robert Green
- Guarda-Redes
- 11 internacionalizações
- Sem golos marcados
- Clube actual: West Ham
- Joe Hart
- Guarda-Redes
- 17 internacionalizações
- Sem golos marcados
- Clube actual: Manchester City
- Leighton Baines
- Defesa
- 3 internacionalizações
- Sem golos marcados
- Clube actual: Everton

- Gary Cahill
- Defesa
- 8 internacionalizações
- 2 golos marcados
- Clube actual: Chelsea
- Ashley Cole
- Defesa
- 93 internacionalizações
- Sem golos marcados
- Clube actual: Chelsea
- Phil Jones
- Defesa
- 14 internacionalizações
- Sem golos marcados
- Clube actual: Manchester United
- Joleon Lescott
- Defesa
- 14 internacionalizações
- Sem golos marcados
- Clube actual: Manchester City

- John Terry
- Defesa
- 72 internacionalizações
- 6 golos marcados
- Clube actual: Chelsea
- Glen Johnson
- Defesa
- 35 internacionalizações
- 1 golo marcado
- Clube actual: Liverpool
- Gareth Barry
- Médio
- 48 internacionalizações
- 3 golos marcados
- Clube actual: Manchester City
- Stewart Downing
- Médio
- 33 internacionalizações
- Sem golos marcados
- Clube actual: Liverpool

- Steven Gerrard
- Médio
- 86 internacionalizações
- 19 golos marcados
- Clube actual: Liverpool
- Alex Oxlade-Chamberlain
- Médio
- 9 internacionalizações
- 4 golos marcados
- Clube actual: Arsenal
- James Milner
- Médio
- 24 internacionalizações
- Sem golos marcados
- Clube actual: Manchester City
- Scott Parker
- Médio
- 11 internacionalizações
- Sem golos marcados
- Clube actual: Tottenham Hotspurs

- Ashley Young
- Médio
- 19 internacionalizações
- 6 golos marcados
- Clube actual: Manchester United
- Frank Lampard
- Médio
- 90 internacionalização
- 23 golos marcados
- Clube actual: Chelsea
- Wayne Rooney
- Avançado
- 73 internacionalizações
- 28 golos marcados
- Clube actual: Manchester United
- Jermain Defoe
- Avançado
- 46 internacionalizações
- 15 golos marcados
- Clube actual: Tottenham Hotspurs


- Theo Walcott
- Avançado
- 23 internacionalizações
- 3 golos marcados
- Clube actual: Arsenal
- Daniel Welbeck
- Avançado
- 12 internacionalização
- 4 golos marcados
- Clube actual: Manchester United
- Andy Carrol
- Avançado
- 7 internacionalizações
- 3 golos marcados
- Clube actual: Liverpool

- Roy Hodgson
- TREINADOR
- Desde maio como técnico principal



PRINCIPAIS ATLETAS

- Wayne Rooney
- 24 Outubro de 1985
- Avançado
- 73 internacionalizações
- 28 golos marcados
- Clube actual: Manchester United

     

Wayne Rooney é uma das imagens de marca da selecção inglesa.
É um jogador extremamente rápido, muito forte fisicamente e com um temperamento um pouco “especial”, digamos que “ferve em pouca água”.
Depois da saída de Cristiano Ronaldo do Manchester United para o Real Madrid, Rooney tornou-se na principal referência da equipa Londrina e da sua seleção.
Marcando sempre imensos golos e sendo temido por qualquer defesa que tenha de o marcar, será com certeza  um dos jogadores em destaque neste Euro2012.

Em 2003 tornou-se o jogador mais novo a jogar pela seleção inglesa, recorde que viria depois a ser quebrado por Theo Walcott, sendo também o mais novo a marcar um golo pela selecção na sua história.
Tem vindo a ser condecorado com o título de melhor jogador internacional inglês ao longo dos anos e é uma peça importantíssima nesta seleção.
“Wazza”, de alcunha, começou a jogar futebol aos 9 anos de idade no Everton fazendo o seu primeiro jogo profissional pelos mesmos em 2002.

Neste momento joga pelo Manchester United e é um jogador excepcional. Com apenas 27 anos de idade, já conta com mais de 180 golos na sua carreira e pelo andar da carruagem fará outros tantos.
Galardoado com incontáveis prémios e medalhas, Rooney é, atrás de Messi e Ronaldo, o jogador mais bem pago actualmente.

Devido a uma agressão na fase de qualificação, Rooney não poderá jogar os 2 primeiros jogos oficiais pela Inglaterra neste campeonato europeu, no entanto, será certamente a referência atacante de Inglaterra.


 
- Scott Parker
- 13 Outubro de 1980
- Médio
- 11 internacionalizações
- Sem golos marcados
- Clube actual: Tottenham Hotspurs

     

Médio de grande qualidade técnica e táctica, dá uma grande consistência ao meio campo de Inglaterra.

Parker começou a sua carreira na equipa do Charlton Athletic e com apenas 16 anos fez o seu primeiro jogo profissional a 23 de Agosto de 1997. Desde então tem sido sempre a subir. Em 2004 é comprado pelo Chelsea e sagra-se o “melhor jogador jovem da época” de Inglaterra.
Entretanto, teve uma altura menos boa a nível do seu desempenho e sai para o Newcastle. Em Newcastle sofre uma lesão grave o que o faz desistir do Mundial 2006 tendo ficado, segundo alguns dizem, com uma “depressão” devido ao sucedido.
Recuperou em tempo devido e na época seguinte consegue ganhar a taça intertoto e com a saída da estrela Alan Shearer, torna-se capitão de equipa.

Desde então passa pelo West Ham até Agosto de 2011, altura em que se transferiu para onde está neste momento, o Tottenham Hotspurs.
Este ano foi considerado o melhor jogador do ano pelos adeptos ingleses, ficando à frente de Joe Hart e Ashley Young.

Sempre foi jogador de selecção enquanto jogava em escalões abaixo de sénior, mas enquanto sénior nunca foi muito utilizado e não chegou sequer a fazer parte do plantel do Mundial 2010.

Aparece agora nos últimos jogos feitos pela Inglaterra, na fase de qualificação para o Euro2012 e irá ser uma grande arma no meio-campo inglês.


 
- Steven Gerrard
- 30 Maio de 1980
- Médio
- 86 internacionalizações
- 19 golos marcados
- Clube actual: Liverpool

     

Capitão da Seleção Inglesa, nasce em 1980, e quase que se pode dizer que Steven Gerrard nasceu, foi criado, e viveu dentro do clube onde joga neste momento, o Liverpool.
É um exemplo do que significa um ícone, um talismã, dentro duma equipa e para a massa associativa. Toda a sua vida futebolística foi passada no Liverpool, e profissionalmente desde 1998, tudo o que aprendeu foi dentro do Liverpool.

Vivia numa família de adeptos fervorosos que tinham como religião, o Liverpool. Desde pequenino que jogou nas camadas juvenis do clube, e nunca traiu esta paixão e religião que lhe foi incutida na sua adolescência.
Chegou mesmo a ser convidado por Sir Alex Ferguson para treinar no Manchester United, logo o maior rival do Liverpool, mas Gerrard não aceitou o convite para continuar a dar cartas onde era a sua verdadeira paixão.

Em honra de um dos seus maiores ídolos, os adeptos e o clube homenagearam a paixão e dedicação de Gerrard em 2010, com uma estátua de cera da sua pessoa, que se encontra no museu mundialmente conhecido, o Museu Madame Tussauds, situado em Londres.

Médio/trinco de raiz, Gerrard já teve na opinião da maioria dos críticos, o seu auge na carreira. No entanto, ainda hoje, com 31 anos, continua a ser um belíssimo jogador e considerado por muitos um dos melhores médios do mundo, apesar de já não apresentar o mesmo desempenho que teve à anos atrás.

Capitão de equipa à uma década, atingiu muitos títulos pelo Liverpool e desde 2000 que joga pela selecção inglesa de futebol. Desde que foi convocado pela primeira vez que até hoje não saiu mais da selecção, tendo um impressionante número de 87 internacionalizações e 19 golos marcados.

É conhecido, de entre muitas qualidades, pelo seu potente remate à baliza "do meio da rua" como se diz na gíria, ou seja a vários metros da grande área adversária, tendo já marcado grandes golos desta forma.

Em 2004/2005 ajudou o Liverpool a renascer das cinzas, vencendo a Liga dos Campeões contra o Milan. Estavam a perder por 3-0 e Gerrard fez o 1º golo da reviravolta e levou a equipa ao empate, para que nos penaltis vencessem o troféu, sendo Gerrard considerado pela UEFA o "Homem do Jogo".

Entre tantos e outros dados da carreira e vida deste grande jogador, podemos contar com uma grande participação na seleção inglesa neste campeonato europeu de futebol.


SELECCIONADOR

 
- Roy Hodgson
- 9 Agosto 1947
- Novo treinador de Inglaterra

     

Treinador do West Bromwich Albion até ao mês passado, Roy Hodgson foi chamado pela federação inglesa de futebol, para, caso aceitasse, treinar a seleção do seu país.

Roy aceitou com todo o gosto, faltando na altura 2 jornadas para o fim do campeonato, que foram cumpridas pelo WBA e então a partir daí, assinou pelos "Three Lions" por 4 temporadas.

Com um currículo muito extenso, já passou por vários clubes em diferentes países, Suécia, Suíça, Itália, Dinamarca, Emirados Árabes Unidos, Noruega e Finlândia, tendo até treinado as seleções da Suíça, Emirados Árabes Unidos e Finlândia.

É um treinador com muita experiência e terá a responsabilidade enorme de levar Inglaterra até ao mais longe possível.


PERSPECTIVAS

Esta equipa de Inglaterra, tal como demonstrado nos quadros acima, nunca atingiu grandes resultados nos campeonatos europeus, à excepção de uma ou outra edição.
Não têm jogadores míticos como já tiveram, Beckham, Alan Shearer, Michael Owen, entre tantos outros, mas ainda têm excelentes jogadores como Rooney, Gerrard e Parker e que, caso actuem de forma coesa e joguem em equipa, poderão conseguir um bom resultado neste campeonato europeu.

Ao decepcionarem no último campeonato europeu, ao não se qualificarem, têm neste campeonato a oportunidade de mostrar que são uma equipa a temer e que podem até chegar às fases finais do Euro2012.

Com um novo treinador à frente da equipa, muitos jogadores irão querer demonstrar o quanto são bons e que têm valor para jogarem na seleção Inglesa.
O meio-campo terá de ter o estofo e a capacidade de liderar a equipa e contará com a ajuda dos experientes Steven Gerrard, Frank Lampard e Scott Parker para juntos comandarem a equipa até à fase final.
Rooney será o artilheiro de serviço titularíssimo, mas enquanto não poder jogar devido à suspensão, haverá oportunidades valiosas para os restantes artilheiros da equipa poderem demonstrar o seu valor.

No geral e depois de ter visto alguns jogos da qualificação, a equipa treinada por Roy Hodgson terá uma missão muito difícil contra Ucrânia, Suécia e França. Todas elas são seleções com grandes jogadores de nível mundial e irão com certeza tornar a missão de Inglaterra extremamente difícil.

Na minha opinião, têm capacidades para chegar pelo menos aos quartos de finais. Numa situação normal eu até diria às meias-finais, no entanto existem algumas questões, como a mudança de equipa devido à alteração de treinador, e um novo estilo de jogo que será implementado por Hodgson, que trarão obstáculos por certo muito difíceis para esta equipa.
       
EQUIPAMENTOS

Jogadores

Principal                      Secundário

     




Guarda-Redes

Principal                      Secundário

     



CALENDÁRIO E LOCAL DAS PROVAS


VÍDEO



Vídeo com resumo do jogo contra a Suiça, com alguns comentários acerca da fase de qualificação.

LINKS








Apresentação elaborada por Fábio Antunes
« Última modificação: 26 de Maio de 2012, 17:15 por miguelyn »
:roll:



mara

  • Magnata
  • m
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade: Vila Praia de Âncora / Covilhã
  • Mensagens:
    46536
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1633
em: 31 de Maio de 2012, 22:27
França    11/06    Inglaterra    17:00

Os dados estão lançados e agora será um limar de arestas e pouco mais, para muitos poderá ainda ser muito cedo lançar apostas, pois ainda pode haver baixas e concordo, mas eu não mudo e vou lançar já…

As odds para este jogo no HA-0 foram lançadas Inglaterra @ 2,25 e França @ 1.73 e neste momento já estão invertidas e se os limites ainda são baixos, não me admiro que passe a França -0,25…

E a explicação é fácil, se já se sabia que Ronney não jogava, ficar a uma semana sem Barry e Lampard a coisa já pesa e muito e podemos dizer que são três pilares do núcleo da seleção e titularíssimos, vamos ver ate que ponto não será muita mossa…

E chegando a este jogo vejo claramente com bons olhos a França como favorita, não querendo entrar em estatísticas passadas mas sim na atualidade eu vejo já uma França renovada e uma Inglaterra ainda á procura disso e mais importante é que se tem um dos melhores campeonatos em muito se deve aos estrangeiros que lá jogam o inverso de França…

Theo Walcott na minha opinião é o único desequilibrador  e que pode dar velocidade á Inglaterra, de resto vai ser á base da força e pontapé para a frente e comparado com a França a maior magia estão do lado dos Blues, Valbuena, Ben Arfa, Ribery…

Só vejo um sector neste momento e para este jogo onde Inglaterra leva vantagem, é na baliza “Joe Hart” todos os outros e mesmo no banco só vejo França…

Sendo 1º jogo vai ser muito tático, o não perder é que é importante e se de uma lado esta a força do outro a magia e mais mágicos, as odds também me levam a ir já na França tendo o empate salvaguardado pois o DNB será a minha aposta, a França vai em 20 jogos sem perder e pelo meio já jogou com esta Inglaterra, Alemanha e Brasil por exemplo e ganhou todos esses jogos…

Eu acredito muito nesta França que possa pelo menos ir ás ½ finais, mão de obra tem mais que suficiente, a eterna Inglaterra tem como hábito chegar mais cansada que as outras seleções, muitas provas, muitos jogos, se é mito ou realidade logo se vê…

Roy Hodgson se entrou com o pé direito na sua estreia no particular com a Noruega e sendo um treinador experiente, sempre se nota de uma equipa para seleção e nisso Capello que bateu com a porta estava muito acima…

Como tal e com muitos handicaps contra a Inglaterra, neste momento não tenho duvida quanto á minha aposta salvaguardando um possível empate…

Ficam os convocados ao dia de hoje:

Inglaterra:

Guarda-redes: Joe Hart (Manchester City), Rob Green (West Ham), Jack Butland (Birmingham)

Defesas: Glen Johnson (Liverpool), Phil Jones (Manchester United), John Terry (Chelsea), Joleon Lescott (Manchester City), Gary Cahill (Chelsea), Ashley Cole (Chelsea), Leighton Baines (Everton)

Médios: Theo Walcott (Arsenal), Stewart Downing (Liverpool), Alex Oxlade-Chamberlain (Arsenal), Steven Gerrard (Liverpool), Phil Jagielka (Everton), Jordan Henderson (Liverpool), Scott Parker (Tottenham), Ashley Young (Manchester United), James Milner (Manchester City)

Avançados:
Wayne Rooney (Manchester United), Danny Welbeck (Manchester United), Andy Carroll (Liverpool), Jermain Defoe (Tottenham)

França:


Guarda-redes: Cédric Carrasso (Bordeaux), Hugo Lloris (Lyon), Steve Mandanda (Marseille)

Defesas: Gaël Clichy (Manchester City/ENG), Mathieu Debuchy (Lille), Patrice Evra (Manchester United/ENG), Laurent Koscielny (Arsenal/ENG), Philippe Mexès (AC Milan/ITA), Adil Rami (Valencia/ESP), Anthony Réveillère (Lyon)

Médios: Yohan Cabaye (Newcastle/ENG), Alou Diarra (Marseille), Florent Malouda (Chelsea/ENG), Marvin Martin (Sochaux), Blaise Matuidi (Paris-SG), Yann Mvila (Rennes), Samir Nasri (Manchester City/ENG)

Avançados: Hatem Ben Arfa (Newcastle/ENG), Karim Benzema (Real Madrid/ESP), Olivier Giroud (Montpellier), Jérémy Ménez (Paris-SG), Franck Ribéry (Bayern Munich/GER), Mathieu Valbuena (Marseille)

França DNB @ 1.72 fantasicwin 5/10
Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros.



Marco.Costa

  • Magnata
  • M
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Abr 2009
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    21270
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    221
em: 04 de Junho de 2012, 19:25
TÓPICO BLOQUEADO




 


Casas de Apostas: bet pt / Betclic / ESC Online / Nossa Aposta / Casino Portugal

Rede Apostaganha: Apostas e Prognósticos / Palpites e Dicas de Apostas / Pronósticos de Apuestas / Betting Tips and Predictions / Melhores Cassinos Online Brasil / Mejores Casinos Online de América Latina