Autor Tópico: [Copa do Mundo de Rugby 2011] Final - 23/10  (Lida 594 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

sniperthebest

  • Magnata
  • s
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Fev 2010
  • Localidade:
  • Mensagens:
    18226
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    4703
em: 23 de Outubro de 2011, 01:32
Rugby – Mundial de Selecções
23 de Outubro, 9h
Nova Zelândia vs França
Pick: AH: Nova Zelândia – 16,5 Bet-At-Home 1,80





                A equipa da Nova Zelândia está muito perto de acabar com o trauma que a persegue nos Mundiais da modalidade. É sem dúvida a mais conhecida e temível selecção de Rugby Union ano após ano – é a principal dominadora do torneio das 3 nações, nas últimas décadas – torneio que junta tão “somente” aos all-blacks, Austrália e África do Sul – costuma vencer as equipas do torneio das seis nações em amigáveis e esmagar os adversários na fase de grupos dos Mundiais mas quer seja pela excelência da defesa de nações como a França ou Austrália, por excesso de confiança ou inabilidade táctica dos seus técnicos – a Nova Zelândia só conquistou um título mundial na primeira edição da prova em 1987.
               Mas este ano tudo parece diferente enquanto favoritos conde se inclui a França surpreenderam pela negativa, a Nova Zelândia mostrou sempre muito concretizadora, não abdicando do seu estilo de jogo que já é imagem de marca – jogo à mão sempre que possível mesmo a partir da defesa, rotação rápida e dinâmica de flancos e muita, muita velocidade dos pontas – um rugby de ataque que é muito plástico e agradável para o telespectador mas ao qual este ano a Nova Zelândia tem juntado “cabeça”, sabedoria táctica e matreirice e não deixa de ser um sinal de fortaleza mental o facto de terem ficado sem a sua principal referência – Dan Carter – grande médio de abertura e também sem Colin Slade – mas os all-blacks jogando em casa não têm dado hipótese: venceu todos os jogos na fase de grupos, incluindo a vitória por 41/10 frente a Tonga, vitórias por mais de 60 pontos sobre Rússia e Canadá e triunfo sobre os franceses por 37/17 embora neste encontro os gauleses tenham feito poupanças por razões estratégicas.
               Nos quartos de final uma equipa neo-zelandesa personalizada massacrou a área dos 22 metros dos argentinos mas com cabeça e sem exasperar na procura do ensaio foi convertendo os diversos penalties oferecidos pela Argentina para vencer com tranquilidade – nas semi-finais imperou a lei do mais forte, a Austrália nunca conseguiu fazer frente ao ímpeto atacante e a Nova Zelândia ganhou com tranquilidade.
               As referências da equipa neo-zelandesa são os pontas com o destaque para o explosivo R.Kahui, os centres Smith e Nonu e é preciso dizê-lo que o médio de abertura – 3 opção para a posição – Aaron Cruden tem estado a bom nível e assim como o seu parceiro posicional P.Weepu – o XV será o mesmo que derrotou os australianos.


               Os franceses mais uma vez correm por fora, nunca foram uma equipa espectacular mas quando se trata das decisões do Mundial estão lá sempre – não é por acaso que venceu 3 vezes o torneio das seis nações nos últimos anos e que chegou sempre às mais-finais nas últimas 5 edições e 1999 – foi vice-campeã do mundo.
               A equipa francesa esteve longe de convencer na fase de grupos e a sua performance foi tão fraca que foi brindada pela imprensa do seu país com epítetos como “vergonhosa”, “humilhante” ou ridícula –especialmente após a surpreendente derrota Tonga por 19714 – mas antes os gauleses tinham perdido com os All-Blacks, embora apresentando um XV menor a pensar no emparelhamento dos quartos de final e meias-finais – mas já se sabe que o técnico é tudo menos convencional foi o mesmo que chamou de covardes aos seus jogadores na edição deste ano, no torneio das 6 Nações.
               E depois nos jogos a doer foi o que se viu derrotou o País de Gales por 9-8, à custa de penalidades e em que só o País de Gales procurou  e lutou pelo ensaio – mas os gauleses resistiram estoicamente ao constantes assaltos dos galeses para lá da linha dos 22 metros e nas meias-finais, as duas melhores equipas da edição deste ano do torneio das 6 nações, destacou-se o arrasador arranque dos gauleses pois ainda antes do final da primeira parte já venciam por 16-0 e quando a Inglaterra já foi tarde pois a França foi gerindo o resultado com a vitalidade e virilidade defensiva que é seu apanágio e assim os francesas passaram de besta a bestiais na República francesa, no espaço de uma semana – afinal não é só em Portugal.
              É claro que se a equipa gaulesa jogou bem atrás com equipas como o País de Gales ou a pálida Inglaterra, perante os neo-zelandeses vão apostar tudo no erro dos all-blacks como têm feitos nos jogos do mata-mata – os gauleses têm avançados muito fortes e duros e é por aí que querem começar a emperrar o maior virtuosismo e qualidade técnica dos neo-zelandeses, afinal a mesma receita de outros mundiais.

              Creio que a Nova Zelândia vai vencer e vai repor um pouco de justiça história pois é sem dúvida a mais empolgante e eficaz selecção de rugby desde à uns anos valentes e em casa perante um apoio entusiasta de 60 mil adeptos tem todo para repetir o êxito de 1997. Acresce que a equipa deu mostras de grande qualidade ofensiva na fase de grupos, onde mostrou não só ter várias opções nas pontas como evidenciou que mesmo sem Dan Cárter a equipa continua a ter muita qualidade e imaginação na organização do jogo à mão e a França terá que ter em atenção homens como Smith e Nonu que estão em grande forma e a qualidade de organização e conclusão ofensiva da França não se equipara à dos all-blacks.
              Mas o upgrade dos all-blacks está em termos tácticos contra a Argentina foram convertendo penalties consecutivos sem ânsias exageradas pelos ensaios e contra a Austrália nem deram tempo aos australianos de respirar e de impor o seu jogo – à França resta tentar bloquear as linhas de passe e cortar as variações de jogo dinâmicas da Nova Zelândia e também por isso deve entrar retraída e bastante agressiva para amedrontar os neozelandeses – mas se os australianos não conseguiram bloquear os neozelandeses não estou a ver uma equipa gaulesa com muito menos soluções para sair a jogar e com muito menos categoria nos flancos a fazer a diferença na final – aliás os jornais da Nova Zelândia zombam das esperanças de vitória dos franceses.

O que têm em comum Lionel Messi, Eddy Merckx, Michael Jordan e Sniperthebest? 3 TITLES IN A ROW!
VENCEDOR...LIGA SPORTINGBET + BET365 + FANTASTICWIN Futebol Dez. 2012



Parasol

  • Magnata
  • P
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Fev 2006
  • Localidade: Levi's Stadium
  • Mensagens:
    29223
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1258
em: 23 de Outubro de 2011, 06:45
grande pick! boa sorte!
It’s not how big you are, it’s how big you play.



sniperthebest

  • Magnata
  • s
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Fev 2010
  • Localidade:
  • Mensagens:
    18226
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    4703
em: 23 de Outubro de 2011, 08:55
O que têm em comum Lionel Messi, Eddy Merckx, Michael Jordan e Sniperthebest? 3 TITLES IN A ROW!
VENCEDOR...LIGA SPORTINGBET + BET365 + FANTASTICWIN Futebol Dez. 2012



Forum de Apostas

Re: [Copa do Mundo de Rugby 2011] Final - 23/10
« Responder #2 em: 23 de Outubro de 2011, 08:55 »

Dunadan

  • Magnata
  • D
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Set 2005
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    218230
  • Nacionalidade: 00
  • Pts Tipsr:
    359
em: 23 de Outubro de 2011, 11:52
Pontapés de penalidade também ganham campeonatos!!! :venia:



Rotsen10

  • Magnata
  • R
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Mai 2009
  • Localidade: Porto
  • Mensagens:
    23305
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1311
em: 23 de Outubro de 2011, 15:51
Quase que tinhamos a Europa a surpreender depois da Inglaterra à uns anos.




 


Casas de Apostas: bet pt / Betclic / ESC Online / Nossa Aposta / Casino Portugal

Rede Apostaganha: Apostas e Prognósticos / Palpites e Dicas de Apostas / Pronósticos de Apuestas / Betting Tips and Predictions / Melhores Cassinos Online Brasil / Mejores Casinos Online de América Latina