Autor Tópico: Os jovens são uns inúteis, não prestam para nada e a Escola não sabe educar....  (Lida 467 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Dunadan

  • Magnata
  • D
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Set 2005
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    218230
  • Nacionalidade: 00
  • Pts Tipsr:
    359
Tirado dos comentários de um blogue:


"Esta construção provocadora e desonesta, conhecida nesta versão integral, ou noutras variações, circula pela Net (e na cabeça de indigentes mentais que promovem a sua circulação) há anos.

Outras narrativas sobre a ignorância, diferentes na forma mas semelhantes na intenção e no conteúdo, são tão velhas como a Escola (mesmo a informal desde os tempos da Grécia Clássica).

Deixo-vos umas pérolas para os desonestos sem cérebro se entreterem a descobrir «que aluno do 9.º ano as escreveu» e para os honestos e com cérebro reflectirem.

Porque o percurso desde o analfabetismo total das sociedades até ao alfabetismo quase total (ainda que carregado de problemas, como a vida, e com retrocessos, tem sido a constante da história da Escola, «malgré tout les imbéciles».

GRÉCIA:
«A juventude ama o luxo, é mal-educada, zomba da autoridade e não tem nenhuma espécie de respeito pelos velhos. As crianças de hoje são tiranas. Não se levantam quando um velho entra numa sala, respondem a seus pais e são simplesmente más». (Sócrates, 470-399 a.C.)

«Não tenho nenhuma esperança no futuro do nosso país se a juventude de hoje toma o mando amanhã, porque esta juventude é insuportável, sem moderação, simplesmente terrível». (Hesíodo, 720 a.C.)

«O nosso mundo atingiu um estado crítico. Os filhos não escutam os seus pais. O fim do mundo não pode estar longe». (Sacerdote egípcio, 2000 a.C.)

«Esta juventude está podre desde o fundo do coração. Os jovens são maus e preguiçosos. Não serão nunca a juventude de outrora. Os de hoje não são capazes de manter a nossa cultura.» (Frase descoberta nas ruínas de uma olaria babilónica datada de 1000 a.C.)

ROMA:
Onde é que isto vai parar? «Outrora, um desonesto era algo incrível. E agora, um tipo verdadeiramente íntegro é visto como um prodígio. Quanto aos jovens, é melhor nem falar. Onde já vai o tempo em que era visto como um sacrilégio um jovem não se levantar perante um idoso? Em resumo, devoção, correcção, rectidão, palavra de honra, respeito, valor, civismo, património cultural, etc. Tudo isso desapareceu. (...) Já não há em Roma mais lugar para um bravo Romano.» (Juvenal, séc. II d.C.)

PORTUGAL:
«A maioria dos estudantes […] desfalece perante o mais rudimentar trabalho analítico; raciocina errado, se raciocina; não sabe classificar; deduz mal, induz pior» (Decreto de 1894).
«Em Portugal, o aluno sai da escola primária um verdadeiro ignorante» (Albano Ramalho, inspector primário, 1909).
«Verifica-se nas respostas de muitos examinandos uma ignorância absoluta de certas matérias e lêem-se em muitas delas os disparates mais fantásticos» (Alves de Moura, 1939).
«O nível mental da maioria dos alunos do ensino liceal é muito baixo» (Fernando Pinho de Almeida, 1955)."


Todavia, fazendo fé nas declarações acima reproduzidas, parece que apesar de todos os problemas que a Escola por um lado, e a Sociedade por outro, têm enfrentado ao longo dos séculos, os jovens lá têm amadurecido e tornado-se cidadãos responsáveis, pelo menos alguns deles... :twisted:


E já agora:

"Partindo do pressuposto de que essas citações estão correctas e não foram inventadas nem "maquilhadas" para corresponder aos seus objectivos (o que muitas vezes sucedem nos mails em cadeia - pois é, também isso que você cita circula em mails e eu também o recebi há uns anos):

GRÉCIA:
Sócrates 490 a.C. - Embora os frutos da Filosofia continuassem a despontar durante mais 2 gerações (Platão e Aristóteles), em breve nasceria um período da Grécia (o período helenístico, iniciado por Alexandre Magno) em que esta estaria bem mais ligada à guerra e à criação/manutenção de império(s) do que com a filosofia.

Hesíodo 790 a.C. - Os três séculos seguintes seriam de grandes tensões sociais na Grécia, em que as aristocracias gregas estariam em constantes lutas para derrubar tiranos.

Ah! E por que carga de água estão um "sacerdote egípcio de 2.000 a.C" e um pedaço de olaria babilónica de 1.000 a.C. classificados em Grécia? Isso está errado, quer geograficamente quer historicamente. Ah... e 2.000 a.C. foi sensivelmente o período em que caiu o Reino Antigo, tendo ocorrido o Primeiro Período Intermédio, um período de fome e instabilidade até que surgisse o Reino Médio. E 1.000 a.C. também não foi um período de grande prosperidade para a Babilónia.

ROMA
Juvenal, Séc. II d.C. - A apenas 2 séculos do colapso do Império

PORTUGAL
Citações de 1984 e 1909 - A escassos anos de uma Revolução que destruiria a instituição secular que era a Monarquia

Citações de 1939 e 1955 - Estado Novo. É impressão minha, ou estará V.Exa a justificar o Estado Novo? Sim, porque se você justifica o eduquês com o Estado Novo, então dá para se fazer o oposto! LOL!"



gomes270

  • Rico
  • g
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jul 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    503
    Pts Tipsr:
    4
Ó Dunadan o que tu foste encontrar... esses comentários deram-me uns bons momentos de gargalhadas! Se esses ditos "pensadores" tivessem um papel activo na vida desses jovens e lhes ensinassem algo útil em vez de andarem a filosofar acho que tinha sido muito mais proveitoso. Claro que acho muito bem que racionalizem os factos, mas depois já que identificam que algo está mal têm partir para a luta e tentar mudar as coisas. Dessas pessoas que só sabem dizer criticar negativamente está o mundo cheio, agora as que fazem alguma coisa por mudar, essas sim... são raras.

Já que há aqui muitos que gostam de filosofar deixo aqui uma questão:

Será que as crianças quando nascem já são "más" e inúteis como vi escrito ai em cima?

Pensem nisto e identifiquem o problema.



Dunadan

  • Magnata
  • D
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Set 2005
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    218230
  • Nacionalidade: 00
  • Pts Tipsr:
    359
Acho que o problema não está nas crianças, mas sim nos adolescentes e jovens... :twisted:

Também é verdade que há 30 ou 40 anos havia mais exigência no sistema de ensino, coisa que entretanto deixou de haver, devido a interesses "exógenos"... ;)



Forum de Apostas


gomes270

  • Rico
  • g
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jul 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    503
    Pts Tipsr:
    4
Acho que o problema não está nas crianças, mas sim nos adolescentes e jovens... :twisted:

Também é verdade que há 30 ou 40 anos havia mais exigência no sistema de ensino, coisa que entretanto deixou de haver, devido a interesses "exógenos"... ;)

Claro, mas antes de serem adolescentes são crianças e é ai que começam a ter noção do mundo que os rodeia e a sua formação como pessoas, normalmente eles olham sempre para as atitudes dos mais velhos e imitam-nas, por isso é que se diz que a melhor maneira de educar é através do exemplo.

Onde eu queria chegar é que os culpados principais eram os adultos dessa épocas, tal como agora o são.



Dunadan

  • Magnata
  • D
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Set 2005
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    218230
  • Nacionalidade: 00
  • Pts Tipsr:
    359
Aí concordo contigo. ;)


Um velhote até escreveu isto no blogue Portugal Contemporâneo:


"23 Agosto 2011
pagar para educar

Até aos anos cinquenta, a responsabilidade pela educação das crias era dos pais. Depois, com a democratização do ensino básico, essa responsabilidade passou, em grande parte, para a escola. E agora desembocou na polícia e nos tribunais.

Desconfio, porém, que o ciclo deve estar a fechar-se. É só esperar até ver a reação dos pais às multas de centenas de euros que a polícia lhes está a passar pelo mau comportamento das bestinhas. Vai chover bordoada e não vai ser pouca. Volta tudo ao antigamente, só que o Estado passa a cobrar às famílias pelo direito de educarem os filhos.

Publicada por Joaquim"


No meu tempo fazias asneira e apanhavas e não era pouco. Agora não há punição para os pequenos disparates e a coisa só pode piorar...




 


Casas de Apostas: bet pt / Betclic / ESC Online / Nossa Aposta / Casino Portugal

Rede Apostaganha: Apostas e Prognósticos / Palpites e Dicas de Apostas / Pronósticos de Apuestas / Betting Tips and Predictions / Melhores Cassinos Online Brasil / Mejores Casinos Online de América Latina