Autor Tópico: [Estoril Open 2010 - Jogadores ATP]  (Lida 1849 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

BrunoAlex

  • Magnata
  • B
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Abr 2007
  • Localidade: Coimbra
  • Mensagens:
    50551
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    2500
em: 30 de Abril de 2010, 19:29



Roger Federer número 1 da hierarquia ATP desloca-se a Portugal pela segunda vez para competir no Estoril Open. É o único torneio abaixo dos 500 pontos que tem actualmente o prazer de receber o campeoníssimo.  O seu registo na terra batida é de 119 vitórias e 21 derrotas. É o actual campeão de Roland Garros e já venceu os Masters de Madrid, Monte Carlo e Hamburgo. Isto tudo numa superfície onde podemos dizer que o suiço é menos dotado.

Esta temporada fez meias-finais em Doha, venceu o Open da Austrália, cedeu na 3ª ronda de Indian Wells, 4ª ronda de Miami e segunda de Roma. Esteve muito tempo sem rotação entre torneios e está a ter didiculdades para manter 1 ritmo de jogo que lhe permita ganhar facilmente.

A eliminação prematura em Roma vai obrigá-lo a ganhar o Estoril Open. Precisa de rotação e na semana seguinte vai defender mais 1000 pontos do Masters de Madrid. Uma vitória em terras lusas será um tónico para umas próximas semanas que se advinham muito duras para o número um.


Nikolay Davydenko é o número 6 da hierarquia ATP. Esta temporada venceu o torneio de Doha, chegou aos 1/4s de final do Open da Austrália, fez meias-finais em Roterdão, segunda ronda no Dubai e terceira em Indian Wells.

Recentemente tem estado afastado dos courts devido a um pulso partido. A sua participação no torneio português foi uma incógnita até há última hora. No entanto parece que os jogadores de top gostam de cá vir ganhar rotação.

Davydenko tem um registo em terra batida de 153-72 e tem 9 títulos. Já foi campeão no Estoril e o ano passado foi eliminado nas meias-finais frente a James Blake. Será o grande opositor de Federer na luta pelo título. Veremos a sua real performance neste momento.


Albert Montanes, vencedor do Estoril Open 2009 vem este ano defender o titulo contra tudo e todos. A grande questão é, será que conseguirá fazer um bom torneio como na edição anterior? Pois é, Montanes este ano não anda ao mesmo nível que o ano passado, tem 29 anos, mais um ano em cima das pernas e as fracas exibições fazem com que o favoritismo não esteja do lado dele.

Jogador assíduo deste torneio, em 2001 alcançou os quartos de final, 2003 e 2005 foi apenas até a 2ªronda, no ano de 2007 perdeu na 1ªronda e em 2009 vencendo Ryan Sweeting, Simon Greul, Gilles Simon, Paul Capdeville e James Blake acaba por vencer o torneio passando grandes dificuldades nos jogos. Com o mérito todo do lado do espanhol, este será um torneio onde Montanes terá que se aplicar e muito para conseguir lutar pelo titulo.

Apesar de esta época já ter conseguido fazer a meia final do ATP de Auckland e de Buenos Aires, Montanes não tem estado bem e partirá para o Estoril com duas derrotas consecutivas contra jogadores bastante acessíveis e assim sendo, uma grande surpresas estas eliminações na 1ªronda em Barcelona e Roma. Com alguma expectativa criada em torno de Montanes, vamos esperar para ver o que é que este ano é capaz de fazer apesar de não estar nos seus bons momentos de forma.


Ivan Ljubicic, tenista croata que conta com 12 anos como profissional no ténis tem 31 anos e encontra-se no top 20 mundial. É notável como Ljubicic consegue estar entre os melhores do mundo com esta idade - não é para qualquer jogador. Após 10 anos 10 anos, Ljubicic volta a Portugal para participar em mais um Estoril Open.

Em 2000 perdeu na 1ªronda frente a Nicolas Lapentti. Nesta época o croata tem estado num grande momento de forma. Venceu o torneio de Indian Wells derrotando Novak Djokovic, Rafael Nadal e Andy Roddick, também já venceu esta época Jo-Wilfried Tsonga e na transacção de pisos rápidos para terra batida não se sentiu falta de adaptação por parte deste jogador. Ljubicic tem praticado um bom ténis esta época, pensava-se que este jogador já estaria na fase terminal/descendente da sua carreira contudo esta época veio a mostrar que isso não é verdade.

Após 10 anos sem por cá os pés, espera-se uma grande entrada do croata. No bom momento de forma que está as expectativas são mais que muitas com este jogador e chegar longe neste torneio é certamente o grande objectivo do veterano.


Guillermo Garcia‐Lopez, espanhol com 26 anos parte para este torneio sem qualquer conquista esta época até ao momento. Garcia-Lopez já é bem conhecido neste torneio. Com a sua primeira participação em 2005, o espanhol conseguiu chegar a meia final onde foi derrotado por Gaston Gaudio vencedor do Estoril Open desse ano.

No ano a seguir e em 2007, Garcia-Lopez chegou aos quartos de final e em 2009 teve a sua pior prestação ao perder logo na 1ªronda para Maximo Gonzalez. O espanhol é um jogador que adapta-se bem a qualquer piso conseguindo ter bons resultados tanto na terra batida como em pisos rápidos. É um jogador que se estiver bem fisicamente consegue fazer um bom torneio.

Já deu provas disso nas épocas passadas e este ano tem jogadores bastante acessíveis para chegar longe, tudo dependerá dele e depois de um ano menos bem conseguido (2009 neste torneio) penso que fará de tudo para poder ir longe cá em Portugal.


Pablo Cuevas, tenista uruguaio de 24 anos que tem vindo a fazer uma má época. Não acredito muito neste jogador para este torneio, é um jogador que apesar de ser de terra batida as vezes tem resultados surpreendentes neste piso. Não é um jogador muito regular e assim sendo tanto se pode esperar boas como más prestações nos torneios.

Estreou-se neste torneio na época passada e não podia ter uma estreia tão fraca como a que teve. Perdeu logo na 1ªronda para Juan Monaco por 6-2 6-4. Este ano espera-se que faça melhor figura, contudo, na época passada na altura em que se realizou o Estoril Open, Cuevas encontrava-se num bom momento de forma e com grande adaptação na terra batida coisa que este ano não se vê tanto isso e apesar de ser um jogador que joga mais neste tipo de pisos esta época tem-se desviado um pouco e andou também nos pisos rápidos, por isso, Cuevas deve ter mudado um pouco os seus objectivos para este ano e não apenas praticar ténis no pó de tijolo e é por isso que bons resultados não têm saído.


Florian Mayer, alemão de 26 anos que está a fazer uma grande grande época. Já disputou três finais, as que venceu foi em pisos rápidos e depois de uma mudança de torneio para o primeiro a ser disputado em terra batida e vindo de uma lesão no braço, Mayer conseguiu chegar a final desse torneio acabando por perder.

O Estoril Open será o primeiro torneio ATP em terra batida em que o alemão irá participar esta época, virá do Challenger de Roma onde chegou à final e depois de uma paragem de uma semana vem para Portugal para disputar o torneio. Com uma semana a preparar-se para este torneio e com uma época que tem vindo a fazer só se pode esperar que Mayer entre em força e que consiga chegar longe. Florian Mayer tem boas recordações deste torneio. No seu ano de estreia, em 2004, chegou a meia final onde saiu derrotado frente a Juan Ignacio Chela, vencedor do torneio nesse mesmo ano. Em 2008 já não se pode dizer o mesmo e perdeu na 1ªronda perante Teimuraz Gabashvili por 7-5 7-5.

Este ano, existem algumas expectativas com o alemão e no bom momento de forma que está e a confiança que tem neste momento poderá fazer uma boa prestação no Estoril.


Eduardo Schwank, tenista argentino com 24 anos que irá se estrear no Estoril Open. É um jogador novo, com talento e que se encontra num bom momento de forma. Com um titulo conquistado na terra batida até ao momento, outra final disputada na qual saiu derrotado e por duas vezes que conseguiu chegar aos quartos de final de um torneio ATP, Schwank vem para Portugal com expectativas de chegar longe na sua estreia.

É um jogador que luta até ao fim, tem um bom serviço e joga muito bem na terra batida. Não é um jogador fácil de se bater e jogadores como Fabio Fognini e Lleyton Hewitt podem dizer melhor que ninguém o que é levar com uma derrota em cima de um jogador que apesar de não apostar a 100% no circuito ATP tem talento para aguentar-se bem nesse circuito e sem um top50 firme, coisa que não o é porque aventura-se também por torneios menos prestigiados.

É um jogador aguardado com expectativas no Estoril Open e a contar com o seu historial desta época pode fazer a diferença.


Marc Gicquel, veterano francês de 33 anos partirá para este torneio sem grandes objectivos. Esta época entrou com grande azar e à terceira semana do circuito sofreu uma lesão na perna o que o afastou por mais de dois meses dos courts.

Jogador assíduo deste torneio, teve como primeiro contacto com o Estoril em 2008. Fez uma boa prestação nesse ano ao chegar aos quartos de final. No ano passado, não teve tanta sorte e na 2ªronda encontrou um dos principais cabeças de série James Blake e perdeu para o norte americano por 7-6 6-2. Em 2010 como já disse, Gicquel será mais um jogador no quadro principal em busca de pontos para não sair do top100 do ranking.

Tem jogadores à sua altura, contudo os anos vão passando e o desgaste físico será cada vez maior por isso não penso que consiga tirar um coelho da cartola nesta altura.


Alejandro Falla, tenista colombiano de 26 anos é mais uma presença neste torneio. Com uma final já disputada esta época num Challenger, Falla irá para este torneio com pelo menos uma certeza - fazer melhor que fez em 2007 no Estoril onde defrontou Juan Martin Del Potro e perdeu por 1-6 6-2 6-4.

Este ano, certamente quererá fazer melhor e depois de um bom inicio de época na terra batida, Falla estará bem mais ambicioso. Detém de um estilo de jogo que o favorece mais na terra batida, devolvendo muito bem as bolas e joga muito no fundo do court. Com algumas expectativas neste jogador caso tenha objectivos bem estipulados.


Arnaud Clement, mais um veterano francês a marcar presença no Estoril Open. Jogador de 33 anos que não consigo perceber muito bem como é que Clement veio parar a Portugal. Pelas minhas contas, é a sua primeira prestação em Estoril e muito sinceramente não vejo grandes feitos deste francês cá em Portugal.

Com uma época bastante fraca a nível da terra batida e sendo um jogador muito deslocado (ao lado) deste tipo de piso, não consigo perceber muito bem como veio cá parar. Apesar da sua idade, Clement ainda tem uma boa resistência física mas o seu estilo de jogo nao se adequa a terra batida e terá certamente dificuldades no Estoril.


Oscar Hernandez, jogador espanhol de 32 anos e que só por ser espanhol já se justifica o porque de ser uma presença neste torneio. A primeira participação de Hernandez foi no ano passado e fez uma boa prestação ao chegar aos quartos de final. Relembrando um pouco o seu percurso, Hernandez eliminou na 1ªRonda Rui Machado por 7-5 1-6 7-5, na 2ªRonda David Ferrer por 6-2 6-4 e nos quartos de final saiu derrotado frente a Paul Capdeville por 4-6 6-1 6-4.

Não foi o jogador que mais surpresas deu a este torneio na edição anterior mas uma vitória bastante sólida frente a Ferrer foi sem duvida o momento alto dos quartos de final. Neste torneio, o espanhol vem com expectativas bem altas e outro bom resultado nesta edição será o seu grande objectivo.

Fazer igual ou melhor será obrigatório para este jogador. Esta época tem andado um bocado perdido na terra batida e uma boa prestação neste torneio poderá ser um virar de página do veterano espanhol.


Juan Ignacio Chela, tenista argentino com os seus 30 anos que está num bom momento de forma. Esta época andou perdido pelo hard-court contudo, quando se iniciaram os torneios da terra batida, Chela alcançou o seu primeiro titulo da época no ATP de Houston.

É verdade que não o quadro esteve muito a seu favor e não encontrou jogadores com grande reputação mas lá conseguiu vencer lá pelo meio Lleyton Hewitt. Chela participou no Estoril Open no ano de 2000, em 2004 onde sagrou-se vencedor do torneio ao derrotar na final Marat Safin por 6-7 6-3 6-3 e em 2005 onde perdeu logo na 1ªronda e foi uma das desilusões do torneio. Após 5 anos ausente do Estoril Open, Chela já com os seus 30 anos volta a terra batida portuguesa onde prevê-se que esteja a jogar no alto nível do ténis.

 Com um quadro de jogadores ao mesmo nível do argentino, penso que poderá fazer um bom torneio mas fazer o mesmo que fez à 5 anos atrás penso que seja bem mais difícil.


Santiago Giraldo nascido na Colômbia e jovem jogador de 22 anos que estreia-se no Estoril Open. O colombiano encontra-se num bom momento de forma. Começou menos bem no inicio da época, mas agora encontrou o seu ritmo de jogo e tem feito muito bons torneios pelos diversos pisos.

Atingiu a meia final no Challenger de Sunrise (hard-court), a seguir mais uma meia final em Bogota onde jogava em casa e em Pereira acabou mesmo por vencer o torneio onde também jogava em casa. Giraldo com a sua primeira participação cá em Portugal quererá ter uma boa prestação e sendo um jogador jovem com grande potencial, se fizer um bom torneio certamente voltará a Portugal.

Creio que o nível de jogo deste jogador tem vindo a aumentar substancialmente e tem boas probabilidades de passar a 1ªronda.


Nicolas Massu, veterano chileno de 30 anos que parte para o Estoril Open como sendo mais um "trintão" a participar no evento. Massu é um jogador bastante experiente principalmente na terra batida. O torneio está cheio de bons jogadores e experientes por isso Massu não terá um torneio muito fácil pela frente.

No ano de 2004, o chileno ficou-se pela primeira ronda onde jogou contra Richard Gasquet, em 2005 novamente na 1ªronda voltou a perder mas desta vez frente a Albert Costa e depois em 2006 teve progressos e chegou a 2ªronda. Após 3 anos sem participar Massu, já mais velho penso que não terá muito mais expectativas que os anos anteriores.

Será mais um torneio para o preparar para o Roland Garros.


Paolo Lorenzi, tenista italiano com os seus 28 anos fará mais um torneio em terra batida após ter desperdiçado um torneio frente a Santiago Giraldo - jogador que também vai estar presente em Portugal. Lorenzi é apenas mais dos muitos jogadores que não deve sonhar muito alto neste torneio, terá jogadores com muita qualidade a sua frente e esta passagem por Portugal numa altura em que está numa boa forma penso que não trará muito efeito neste jogador.

Será a sua estreia em Portugal e apesar de tudo quererá fazer uma boa figura.


Xavier Malisse, belga com 29 anos que já vem com muitas participações no Estoril Open, já é um jogador conhecido da casa. Em 2001, 2002 e 2004 caiu na 1ªronda e após 6 anos será que conseguirá fazer melhor? A idade já não o ajudará muito e existem jogadores neste torneio com fome de bons resultados e não sendo Malisse propriamente um jogador de terra batida e a fraca época que tem vindo a fazer não o ajudará muito a bater o seu recorde pessoal de passar a primeira ronda do Estoril Open. Vontade não lhe deve faltar mas se calhar na altura em que devia chegar mais longe não o fez e os anos passam e a resistência física vão baixando.

Fica apenas uma pergunta, será que Malisse após estes anos todos conseguirá fazer melhor que a 1ªronda? Só quando chegar a altura é que sabemos a resposta.


Marcel Granollers, espanhol de 24 anos que tem feito uma época com altos e baixos onde Challengers são sem duvida os torneios onde detém melhores resultados. Espanhol no ténis é sinónimo de terra batida e este é apenas mais um a contar com os muitos espanhóis em que a terra batida é sem dúvida alguma a sua praia. Não fosse este um torneio da sua praia, certamente não estávamos a ver cá em Portugal.

Granollers é um jogador que compete mais nos Challengers e quando passa para um torneio de grau de dificuldade mais elevado, neste caso, torneios ATP é um jogador que treme muito. É um jogador um pouco inconstante e basta apanhar alguém com mais experiência e tem muitas dificuldades em dar a volta ao resultado.

Contrariando tudo isto, Granollers irá estrear-se neste torneio e boa figura quererá fazer por isso uma estreia com uma vitória é sem duvida um dos objectivos deste ainda jovem jogador.
« Última modificação: 30 de Abril de 2010, 20:13 por BrunoAlex »
QUERES CONHECER O PROJECTO MAIS REVOLUCIONADOR ALGUMA VEZ CONHECIDO NO MUNDO DAS APOSTAS?

:cool: www.betarena.com :cool:




 


Casas de Apostas: bet pt / Betclic / ESC Online / Nossa Aposta / Casino Portugal

Rede Apostaganha: Apostas e Prognósticos / Palpites e Dicas de Apostas / Pronósticos de Apuestas / Betting Tips and Predictions / Melhores Cassinos Online Brasil / Mejores Casinos Online de América Latina