Autor Tópico: Ciclismo - Tour Down Under (19 a 24/01)  (Lida 3896 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Rui Q.

  • Bilionário
  • R
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jan 2010
  • Localidade: Algarve
  • Mensagens:
    3030
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    632
em: 13 de Janeiro de 2010, 00:14
Boas a todos. Crio este tópico para apresentar aqui o Tour Down Under, a primeira prova Pro Tour do ano e para, quando possível, começar a sugerir apostas. Este é o meu primeiro tópico do género, por isso gostava que desse as vossas sugestões ;)

Tour Down Under

Etapas
1ª Etapa - 19/01
Clare - Tanunda 141 km  (Partida: 00h30; Chegada: 04h04)

É verdade que nesta altura do ano ainda são poucos os ciclistas em forma e o perfil deste etapa dá a ideia de que existem algumas oscilações que poderão provocar diferenças. Este é um erro bastante frequente ao olhar para perfis: não olhar para a escala. Olhando para ela vê-se que a etapa é praticamente plana e é quase certa uma chegada ao sprint. Será uma etapa difícil de apostar, já que, antes dela, os ciclistas apenas correm a Cancer Council Helpline Classic, a acontecer dia 17 na Austrália. Esperarei então por esse circuito para depois poder sugerir apostas.

2ª Etapa - 20/01
Gawler - Hahndorf 133 km (Partida: 00h30; Chegada: 03h53)

Tal como a etapa anterior, olhando para a escala do gráfico, compreende-se facilmente que é outra etapa plana e as apostas para ela dependerão bastante do que acontecer no dia anterior.

3ª Etapa - 21/01
Unley - Stirling 133 km (Partida: 00h30; Chegada: 04h09)

Esta etapa não é difícil e tudo leva a crer que o pelotão chegará grande aos últimos quilómetros. No entanto, sendo os últimos quilómetros a subir, provocarão um desfecho diferente aos dias anteriores, favorecendo sprinters mais leves e ciclistas que, ainda que não sejam sprinters, têm uma boa ponta final e resistem melhor às pequenas inclinações que os puro sprinters. Assim aconteceu no ano passado, na segunda etapa, que terminou neste mesmo sítio. Como em todas as etapas até aqui (e como nas que ainda faltam), apenas deixarei nomes de possíveis vencedores quando a prova estiver mais perto do seu começo.

4ª Etapa
Norwood - Goolwa 150 km (Partida: 00h30; Chegada: 04h37)

Etapa tão plana que até chateia. Digo o mesmo que para a 2ª etapa e quem conhece o Tour Down Under sabe que não se trata de preguiça de escrever mas sim da constatação de um facto: as etapas do TDU são quase todas iguais...

5ª Etapa
Snapper Point - Willunga 150 km (Partida: 00h30; Chegada: 04h12)

... e só não são todas porque existe o Willunga Hill. O Willunga Hill é uma rampa bastante inclinada que, por norma, não impede a chegada ao sprint mas desgastas alguns ciclistas e afasta da discussão alguns dos corredores mais pesados que nos outros dias marcam presença na frente.

6ª Etapa
Adelaide City Council Street Circuit 90 km (Partida: 03h00; Chegada: 04h45)

O circuito final é totalmente plano e dele se espera uma chegada para os puros sprinters em que ganha o mais potente de todos os presentes.

Os horários são os de Portugal Continental, a hora indicada como de chegada é uma previsão da organização e, para verem os perfis num tamanho maior, basta clicarem neles.


Equipas
[/center]
Astana: Allan Davis, Oscar Pereiro, Valery Dmitriyev, Andriy Grivko, Josep Jufre, Jesús Hernández, Gorazd Stangelj

A Astana vai para a Austrália com uma equipa essencialmente constituída por trepadores, que não permitem sonhar com grandes prestações nesta prova. No entanto, conta com Allan Davis, que já foi segundo por duas vezes na geral e venceu no ano passado. Por um lado, Davis poderá ter perdido a motivação de querer ganhar a prova mais importante do seu país pela primeira vez, mas por outro, quererá mostrar que vale importantes vitória depois de quase ter sido posto de fora da sua antiga equipa, a Quick Step, que pretendia baixar o orçamento e por isso abdicou do pequeno australiano. Além do mais, ele é um dos sprinters que melhor ultrapassa subidas como o Willunga Hill.


Radio Sachk: Lance Armstrong, Daryl Impey, Jason McCartney, Yaroslav Popovych, Sébastien Rosseler, Tomas Vaitkus e Gert Steegmans.

Vaitkus e Steegmans são os únicos que se adaptam a este tipo de percursos, mas Vaitkus vem de uma época muito apagada e Steegmans terá dificuldades em passar as pequenas inclinações. Para a classificação geral tem poucas hipóteses, mas é um ciclista a ter em conta para algumas etapas se estiver motivado, um problema com que, por vezes, se debate. Além disso, a sua última prova foi há seis meses.

BMC: Cadel Evans, George Hincapie, Karsteen Kroon, Danilo Wyss, Martin Kohler, Mauro Santambrogio e Thomas Frei.

A BMC apostou forte em reforçar a sua equipa para este ano e devem chegar à Austrália motivados. No entanto, só George Hincapie e Santambrogio poderão dar mais nas vistas. O primeiro, porque, embora não seja um sprinter, é rápido, passa bem as colinas e, quando está motivado, consegue aparecer na frente nos sprints. O segundo porque é mais rápido ainda que Hincapie e passa igualmente bem as colinas do tipo que vai encontrar na Austrália, contudo é muito irregular e só depois da primeira etapa se verá como está e o que se poderá esperar nos primeiros dias.

Omega Pharma-Lotto: Mickael Delage, Olivier Kaisen, Jonas Ljungblad, Mathew Lloyd, Jurgen Roelandts, Gerben Lowik e Jurgen Van Goolen.

A antiga Silence-Lotto não traz ninguém que mereça grande atenção a não ser Roelandts, um jovem sprinters que, depois de boas indicações nos últimos dois anos, pode explodir a qualquer momento.


Team Columbia: Andre Greipel, Michael Rogers, Bert Grabsch, Bernhard Eisel, Marcel Sieberg, Matthew Goss, Hayden Roulston.

Greipel venceu cinco etapas nos últimos dois anos e em 2008 venceu a geral, mas a Columbia não se resume a ele para esta prova. Eisel, Sieberg e Goss são três ciclistas rápidos e, ainda que a sua principal missão seja ajudar Greipel, poderão também eles ter uma palavra a dizer.

Team Sky: Christopher Sutton, Davide Vigano, Benjamin Swift, Mathew Hayman, Russel Downing, Christopher Froome e Greg Henderson.

É uma das novas equipas para 2010 e tem ambiciosos objectivos a médio e longo prazo. para esta prova. Sutton é sprinter, tem a motivação de estar numa nova equipa, de correr no seu país e de, em Outubro, ter sido segundo na Jayco Herald Sun Tour, segunda mais importante prova australiana, onde venceu três etapas. Em Setembro também tinha sido segundo na Volta ao Reino Unido e certamente quererá subir para o lugar mais alto do pódio. Ben Swift é outro ciclista rápido e muito jovem (22 anos), pelo que é impossível saber como evoluiu nos últimos meses. De qualquer forma, em 2009 conseguiu bons resultados em importantes provas e agora está com a motivação de correr pela Sky, o projecto ciclista mais ambicioso alguma vez existente no Reino Unido. E não podemos passar sem referir Greg Henderson, que deverá ter dificuldades a ultrapassar as colinas mas é um dos principais candidatos para as chegadas ao sprint, tendo assim conseguido quatro vitórias em 2009, uma delas na Volta à Catalunha e outra na Volta a Espanha. Ser neo-zelandês, será factor de motivação.


Ag2r-La Mondiale: Martin Elmiger, Cyril Dessel, Blel kadri, Yuriy Krivtsov, Rene Mandri, Anthony Ravard e Ludovic Turpin.

A equipa é muito fraca, sendo apenas de realçar a presença de Martin Elmiger, vencedor da prova em 2007. No ano passado Elmiger foi quarto, mas não tem capacidade para vencer a prova nem etapas, sendo apenas boa opção para apostas h2h (nalguns casos, evidentemente). E tenham muita atenção numa coisa: ele ganhou em 2007, antes da prova ser Pro Tour, o que significa que não tinha o nível competitivo que tem hoje.


Team Katusha: Robbie McEwen, Alexander Pliuschin, Eduard Vorganov, Joan Horrach, Denis Galimzyanov, Stijn Vandenbergh, Sergey Klimov.

Robbie McEwen é australiano e sprinter mas não é uma boa aposta. Começou o mês com um corte no joelho, o que o impediu de correr os campeonatos nacionais e não estará no Tour Down Under nas melhores condições. Além do mais, já tem 37 anos e cada vez rende menos. Não é contudo de descartar que algumas casas de apostas o coloquem em h2h e nos forneçam boas opções de votar contra ele.


Team Saxo Bank: Stuart O'Grady, Jens Voigt, Kasper Klostergaard, Baden Cooke, Frank Hoj, Juan Jose Haedo e Anders Lund.

Esta equipa apresenta-se aqui com três casos complicados de avaliar: O'Grady, Cooke e Haedo. O'Grady e Cooke correm no seu país, um ponto a favor de ambos. No entanto, O'Grady já conta com 36 anos e não é nada fácil saber o que decaiu desde o final do ano passado, tendo além disso tido uma segunda metade bastante discreta. De qualquer forma, em 2008 foi 10º nesta prova, no ano passado foi segundo e a sua regularidade e facilidade a ultrapassar as colinas fazem de si um ciclista a ter em conta para a classificação geral. Quanto a Cooke, é realmente rápido e foi segundo numa etapa de 2009, mas dificilmente conseguirá bater gente como Greipel ou Davis. Haedo é imprevisível no sentido em que é efectivamente rápido (mais do que Cooke), mas é bastante irregular e nunca se sabe como aparecerá numa prova.

Team Milram: Robert Förster, Markus Fothen, Dominik Roels, Thomas Rohregger, Wim Stroetinga, Luke Robers e Björn Schröder.

Equipa fraca mas com a pressão de encontrar patrocinador para 2011. Embora ainda agora a época esteja a começar, certamente quererão salvaguardar o seu futuro o mais cedo possível. Stroetinga não é dos mais rápidos em prova e não é opção para a geral devido à sua dificuldade em ultrapassar as inclinações (por pequenas que sejam), mas poderá ser boa aposta para algumas h2h se tivermos em conta que as suas prestações alteram bastante conforme as altimetrias da etapa,.

Française des Jeux: Mickael Cherel, Thibaut Pinot, Yauheni Hutarovich, Anthony Roux, Wesley Sulzberger, Pierre Cazaux e Arthur Vichot.

Atenção apenas para Sulzberger, australiano de apenas 23 anos que no ano passado foi quinto.

Caisse d'Epargne: Alejandro Valverde, Luis Leon Sanchez, José Rojas, Ivan Gutierrez, Jose Vicente Garcia Acosta, Mathieu Drujon e Mathieu Perget.

Valverde é um símbolo do ciclismo mundial mas não para este tipo de provas e Luis Leon Sanchez já venceu esta prova mas não espero muito dele para agora. Porquê? Porque venceu a prova em 2005 e entretanto muita coisa mudou: a prova tem sprinters mais fortes e com equipas mais fortes que não querem ser surpreendidas (como em 2005) por uma fuga e Sánchez tem um estatuto dentro da sua equipa que lhe permite resguardar-se para provas com mais montanha. Rojas certamente quererá chegar à vitória, depois de dois terceiros lugares consecutivos. Além do mais, é dos sprinters que melhor passa as colinas.


Euskaltel: Romain Sicard, Jonathan Castroviejo, Gorka Izaguirre, Miguel Mínguez, Mikel Nieve, Daniel Sesma e Iban Velasco.

Uma das equipas mais fracas em prova. Muito dificilmente darão nas vistas pela classificação.


Rabobank: Graeme Brown, Stef Clement, Rick Flens, Tom Leezer, Koos Moerenhot, Jos Van Emden e Peter Weening.

As atenções vão para Tom Leezer, jovem que no ano passado ficou nos dez primeiros em três etapas e Graeme Brown. Brown é australiano e um grande sprinter, que tem como maior e única desvantagem a dificuldade em ultrapassar colinas. Em 2008 foi líder e ficou nos dez primeiros em quatro etapas, mas o Willunga Hill retirou-lhe as hipóteses de vencer. No ano passado venceu uma etapa, foi segundo em duas e terceiro noutra... mas perdeu demasiado tempo na etapa do Willunga Hill. De qualquer forma, muita atenção nela para as vitórias em etapas.


Liquigas: Tiziano Dall'Antonia, Kristjan Koren, Jacopo Guarnieri, Maciej Paterski, Mauro Finetto, Peter Sagan e Fabio Sabatini.

Fabio Sabatini poderá aparecer na frente em alguns sprints, mas não se espera grande coisa desta equipa.


Garmin Transition:Jack Bobridge, Julian Dean, Cameron Meyer, Christian Meier, Trent Lowe, Robbie Hunter e Mathew Wilson.

É uma equipa a ter em conta. Wilson foi sétimo em 2008 mas os maiores "perigos" vêm de Robert Hunter, que ainda é um dos melhores sprinters mundiais apesar de estar há muitos anos na alta roda (desde 1998). Além disso, é novo na equipa e os seus melhores anos costumam ser aqueles em que muda de equipa. E muito importante: nos últimos anos tem tido boas prestações no começo da época.


Footon-Servetto-Fuji: José Alberto Benitez, Manuel Cardoso, Aitor Pérez, David Gutierrez, Michele Merlo, Martin Pedersen e David Vitoria.

José Benítez é sprinter mas não deve ser confundido com o Javier Benítez que correu no Benfica em 2007 e 2008. Este foi 6º em 2008 mas deste então os resultados de destaque têm sido poucos. Manuel Cardoso, o campeão português, tem mais de trinta vitórias nos últimos três anos, é jovem e sprinter, mas é uma aposta arriscada. Embora tenha vitórias na Volta a Portugal e em provas em Espanha e França, nunca correu uma prova deste nível e com adversários tão poderosos.

 
Quick Step: Kevin Van Impe, Mauro Facci, Thomas Kvist, Nikolas Maes, Addy Engels, Jurgen Van De Walle e Andreas Stauff.

Para o Tour Down Under apresentam uma equipa da qual não se espera grande coisa.

UniSa-Australia: Michael Matthews, Rohan Dennis, Simon Clarke, Timothy Roe, Jonathan Cantwell, Peter McDonald e Travis Meyer.

É a equipa suportada pela Federação Australiana e apresenta como principal arma Simon Clarke, oitavo aos 19 anos (2006) e décimo aos vinte. No entanto, depois disso, com a prova a subir de estatuto, o melhor que conseguiu foi o 23º lugar do ano passado e, embora seja jovem, dificilmente lutará por postos cimeiros nas vistas neste TDU. Travis Meyer é o campeão australiano, recentemente sagrado, mas não se espera grande coisa dele. Há que ter em conta que o nível aqui será muito mais alto.


Apostas
:arrow: Prince30 - Classificação geral

Lista em contínua actualização...
« Última modificação: 26 de Janeiro de 2010, 20:14 por Blanc »



Almighty

  • HighRoller
  • A
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Fev 2008
  • Localidade:
  • Mensagens:
    9544
    Pts Tipsr:
    413
em: 13 de Janeiro de 2010, 00:19
Excelente introdução  :bom: :bom:



CDITAPIRA

  • HighRoller
  • C
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Abr 2008
  • Localidade: Itapira - SP
  • Mensagens:
    11260
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    2130
em: 13 de Janeiro de 2010, 00:20
fantástica a apresentação

 :venia: :venia:



Forum de Apostas

Re: Ciclismo - Tour Down Under (19 a 24/01)
« Responder #2 em: 13 de Janeiro de 2010, 00:20 »

diogo_duarte

  • Multimilionário
  • d
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2008
  • Localidade:
  • Mensagens:
    4055
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    659
em: 13 de Janeiro de 2010, 09:37
Prince30  :venia:



miguelyn

  • Administrador
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Nov 2005
  • Localidade: Lamego
  • Mensagens:
    64087
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1598
em: 13 de Janeiro de 2010, 12:05
Belo :venia:
:roll:



fintas

  • HighRoller
  • f
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Out 2007
  • Localidade: Paços de Ferreira
  • Mensagens:
    8841
    Pts Tipsr:
    274
em: 13 de Janeiro de 2010, 12:10
Nesta prova sempre que estiver disponivel vou colocar uma moedinha no meu amigo e vizinho Manuel Cardoso  :venia: acredito que ele possa fazer uma gracinha  :twisted:

Boa Apresentação Prince30 :bom:



Bruno Coutinho

  • Administrador
  • Estado:
    Online
  • Registo: Set 2005
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    227167
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    108
em: 13 de Janeiro de 2010, 15:51
WOOWWO que entrada Prince30! :venia: :venia: :venia: :venia: :venia: :venia:



ZeNuno

  • Magnata
  • Z
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2009
  • Localidade: Braga
  • Mensagens:
    27070
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    325
em: 13 de Janeiro de 2010, 15:52
Muito bem  :venia: :venia: :venia: :venia: :venia:



Forum de Apostas

Re: Ciclismo - Tour Down Under (19 a 24/01)
« Responder #7 em: 13 de Janeiro de 2010, 15:52 »

Rodrigo Cesar

  • Administrador
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Ago 2008
  • Localidade: São Paulo - Brasil
  • Mensagens:
    39294
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    5233
em: 13 de Janeiro de 2010, 15:55
Prince  :venia: :venia: :venia: :venia: :venia: :venia: :venia: :venia: :venia:
The wisdom of the fool won't set you free

http://www.apostaganhabr.com/



Rui Q.

  • Bilionário
  • R
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jan 2010
  • Localidade: Algarve
  • Mensagens:
    3030
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    632
em: 13 de Janeiro de 2010, 20:46
Obrigado a todos pela opinião. Espero agora pelas odds  :P



Rui Q.

  • Bilionário
  • R
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jan 2010
  • Localidade: Algarve
  • Mensagens:
    3030
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    632
em: 17 de Janeiro de 2010, 15:41
Eu tinha dito que a clássica desta madrugada seria importante para tirar (ou não) alguma informação sobre a forma dos corredores, embora um dia não cheguem para ter a perfeita percepção do real momento de forma.

Para verem as classificações, carreguem aqui.

Vamos então analisar os candidatos à vitória:

Vencedor do Tour Down Under

Como eu já tinha dito no primeiro post, acho que a vitória vai ser para um sprinter, pois há sprinters com equipas muito fortes e que anularão todas as tentativas de fuga. No entanto, terá que ser um sprinter que ultrapasse o Willunga Hill na quinta etapa e não perca segundos na terceira, pois qualquer segundo nesta prova, poderá decidir o vencedor. E essas duas etapas, retiram da lista de favoritos alguns ciclistas.

Favoritos
Para mim há 13 sprinters sobre os quais há que falar para esta prova: Allan Davis, Gert Steegmans, Andre Greipel, Christopher Sutton, Greg Henderson, Robbie McEwen, Stuart O'Grady, Juan José Haedo, Baden Cooke, José Rojas, Graeme Brown, Robbie Hunter e Manuel Cardoso.

Juan José Haedo, Baden Cooke, Robbie Hunter e Manuel Cardoso não têm capacidade para andar todos os dias nos quatro ou cinco primeiros lugares, o que é fundamental para ganhar a prova, da mesma forma que não vejo essa capacidade no Stuart O'Grady e no veterano Robbie McEwen, pelo que a lista passa a ter "apenas" sete ciclistas.

Daqueles que ficam, retiro Sutton, Henderson e Brown porque vejo os três a perderem tempo nas duas etapas que anteriormente referi, principalmente na quinta, ficando a lista reduzida a quatro nome, sobre os quais vou falar mais detalhadamente: Allan Davis, Gert Steegmans, Andre Greipel e José Rojas.

Allan Davis foi segundo em 2005 e 2008 e venceu em 2009. Team a vantagem de ser australiano e estar adaptado ao fuso horário, a motivação de correr no seu país e de querer ser o segundo ciclista a vencer pela segunda vez a prova mais importante do seu país. É muito rápido, está em forma (7º hoje) e será dos spritners que melhor ultrapassará as dificuldades. Deixo aqui declarações dele e links:
Citação de: http://www.cyclingnews.com/races/tour-down-under-upt/preview
"I've had some good quality base training over the [Australian] summer; I'm pretty much in the same condition as I was last year and what I have been over all the years [I've ridden the Tour Down Under]," Davis explained.
"I've had six [stage] victories, I've been second overall twice and had the [overall] win last year; it's somewhere where I've always started off the season well," he added.

Citação de: http://www.cyclingnews.com/features/full-circle-davis-deliverance-arrives-down-under
"I'm feeling pretty similar to last year, although at the moment I'm just lacking the race legs - I did the nationals to put me in good shape for Tour Down Under," Davis explains. "Realistically the first goal is to pull off a stage win and maybe a top five overall would be great.
"It'd be hard to repeat last year but the first objective is a stage win and if I do that then I'll just take it day by day and if I'm around the mark I'll definitely have another crack, that's for sure," he says.


Andre Greipel é para mim o mais rápido de todos os aqui presentes e um dos cinco ou seis mais rápidos do mundo. Em 2008 venceu quatro das seis etapas e a classificação geral e no ano passado venceu a primeira e desistiu à terceira devido a queda. Quanto a ultrapassar as pequenas subidas, não terá dificuldades, motivação nunca lhe falta, está em boa forma (3º hoje, começando a sprintar muito longe da frente) e para evitar problemas com o fuso horário, está na Austrália desde dia 2. Ah!, e é aquele que tem a melhor equipa para o apoiar. Declarações dele:

Citação de: http://www.highroadsports.com/news/495-Greipel-Focuses-on-Good-Times-Down-Under
Columbia-HTC's Andre Greipel, the overall winner of the 2008 Tour Down Under, will be aiming for a repeat performance in 2010.  After winning the Tour Down Under outright one year, then crashing badly in the same event in 2009, the Columbia-HTC sprinter recalled,  "Last year I had some bad luck, although I did win the first stage. However, I don't expect to have that bad luck again. When I race, I'll definitely be thinking about 2008 more than 2009. Every race is different, but I hope I can win at least one stage."  Greipel's accident on the third stage of the Tour Down Under last January caused an old shoulder injury to flare up and he was out of racing for nearly four months. 

Greipel's off-season training has consisted of "the same program as the last two years, both of which went very well for me." In 2008, he won 15 races, and in 2009, despite his long spell out of racing, he won twenty.  "The Tour Down Under in 2008 was the first time I could have real ambitions for myself, so it's a race I remember with a lot of affection. You could say Australia made me."

Greipel traveled to Australia on January 2nd and after looking over the 2010 World Championships circuit in Melbourne, he and his Columbia-HTC teammates will head for Adelaide.  "Adapting to the time difference is crucial, but so is good training beforehand.  Marcel [Sieberg] and I will be down for breakfast in the hotel at 6:00 a.m and out training at 6:30 in the morning to avoid the heat. I've found that's the best way to do it, and long-term it really pays off."

Quanto ao Gert Steegmans, embora seja muito rápido, não corria desde Junho do ano passado e hoje foi apenas 18º, pelo que não se sabe o seu actual nível de forma. Além disso, Armstrong (seu colega e líder) diz que o objectivo de Steegmans são as clássicas do início do ano e esta prova será um "bom teste para ele [Steegmans]". Não deposito grandes esperanças nele.

José Rojas é mais difícil de analisar nesta fase do ano, pois tem apenas 24 anos (!) e por isso está em franca evolução. De qualquer forma, foi terceiro nos dois últimos anos, 8º hoje (por isso está em boa forma), e não terá qualquer problema em passar as colinas que terá pela frente. O grande problema dele é que, embora muito regular, não tem a velocidade necessária para ganhar etapas e é impossível ganhar esta prova sem ganhar pelo menos duas etapas, assim mostram os últimos dois anos, aqueles em que a prova teve o nível que este ano terá.

Por tudo o anteriormente dito, aconselho para vencedor:
 :arrow:Andre Greipel a 3.25 @ PaddyPower (é a que tem melhor odd. segue-se 3.00 @ 888)



E aconselho ainda outra:
 :arrow:José Rojas a 19.00 @ 888
Embora não acredite que ele ganhe, esta casa dá 1/4 da odd para apostas ao pódio, algo que ele conseguiu nos dois últimos anos. Agora, com mais um ano de experiência e de evolução, acredito que, depois de Greipel e Davis, é o mais forte para esta competição e tem tudo para ficar, pelo menos, nos cinco primeiros.


Proximamente apresentarei mais sugestões, caso surjam h2h em que eu veja boas apostas. De qualquer forma, se alguém achar uma aposta boa e quiser uma opinião, está à vontade para perguntar.



Rui Q.

  • Bilionário
  • R
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jan 2010
  • Localidade: Algarve
  • Mensagens:
    3030
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    632
em: 18 de Janeiro de 2010, 18:25
Analisei as apostas para a 1º etapa e nenhuma me agrada. Deixo apenas mais esta:

Lance Armstrong over 16.5 – 1.83 @ SkyBet

O Armstrong é um ciclista com um palmarés incrível e uma das suas principais características é o profissionalismo e rigor com que prepara os objectivos. Enquanto outros ciclistas tentam durante todo o ano ter as melhores prestações possíveis e para isso desgastam energias, ele foca-se nos seus objectivos e as outras provas servem como preparação.
A Volta a França continua a ser o seu grande objectivo e, à semelhança do que aconteceu no ano passado e nos últimos anos antes do seu abandono, é de esperar que, até lá, aproveite as voltas com subidas e contra-relógios para melhorar esses aspectos e as outras para, simplesmente, ganhar quilómetros nas pernas.
Basicamente, o Tour Down Under insere-se no segundo grupo de provas, pois ele não tem perfil para lutar pelos primeiros lugares e não se vai andar a desgastar constantemente para ser 12º ou 13º, algo que seria irrelevante no seu palmarés. De qualquer das formas, não é de excluir a possibilidade de ele atacar na quinta etapa para ver como está… mas como eu já disse anteriormente, não acredito que as equipas dos sprinters facilitem.



emef11

  • Magnata
  • e
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jul 2007
  • Localidade: Alhos Vedros - Moita
  • Mensagens:
    17686
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    246
em: 18 de Janeiro de 2010, 20:33
Analisei as apostas para a 1º etapa e nenhuma me agrada. Deixo apenas mais esta:

Lance Armstrong over 16.5 – 1.83 @ SkyBet

Prince30,

Queria-te pedir o seguinte favor: Coloca sempre a data e a hora para me facilitares a monitorização, ok?
Obrigado

A aposta é em como o Armstrong fica depois do 16º lugar, certo?
« Última modificação: 18 de Janeiro de 2010, 20:34 por José Pedro »



rapior

  • Multimilionário
  • r
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    6590
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1727
em: 18 de Janeiro de 2010, 20:35
1ª Etapa - 19/01/2010
H2H: Gert Steegmans vs Robert Hunter
Pick: Gert Steegmans                     Odd: 1.8 @ Bwin


Gert Steegmans depois de vários anos a trabalhar para Tom Bonnen decidiu na época passada abandonar a Quickstep para poder lutar por vitórias. Ingressou na Katusha porém em Junho recusou-se a assinar o novo compromisso anti-doping da equipa não tendo competido mais durante a época. Mereceu a confiança de Lance Armstrong que o contratou e que deposita bastantes esperanças em si. No critério que antecedeu esta prova não esteve muito bem ao ser apenas 18º, porém com Lance Armstrong a referir que a sua equipa precisa de pelo menos uma vitória nesta prova para dar retorno ao patrocinador creio que hoje estará melhor e lutará por um lugar no Top 10.

Robert Hunter conta já com 32 anos e ingressou esta época na Garmin, com o objectivo principal de ajudar Farrar nos sprinters. Não esteve também em grande destaque no critério ao não conseguir melhor do que  21º. Tem ainda a desvantagem de contar nesta prova com uma equipa mais fraca do que Steegmans para a a ajuda no sprint.
"O insucesso é apenas uma oportunidade para começar de novo com mais inteligência."



fintas

  • HighRoller
  • f
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Out 2007
  • Localidade: Paços de Ferreira
  • Mensagens:
    8841
    Pts Tipsr:
    274
em: 18 de Janeiro de 2010, 21:38
Tal como prometido aqui fica a minha moedinha no meu amigo

1ª Etapa - 19/01/10 Vencedor  :arrow: Manuel Cardoso @ 76.00 PaddyPower

Anda Manel faz-me feliz :mrgreen:




 


Casas de Apostas: bet pt / Betclic / ESC Online / Nossa Aposta / Casino Portugal

Rede Apostaganha: Apostas e Prognósticos / Palpites e Dicas de Apostas / Pronósticos de Apuestas / Betting Tips and Predictions / Melhores Cassinos Online Brasil / Mejores Casinos Online de América Latina