Autor Tópico: O Mestre Jose Maria Pedroto  (Lida 247 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

mara

  • Magnata
  • m
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade: Vila Praia de Âncora / Covilhã
  • Mensagens:
    46537
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1633
em: 07 de Janeiro de 2010, 07:29
Mestre Pedroto perdura no tempo

Faz hoje, sexta-feira, 25 anos que faleceu o homem que ajudou a mudar o futebol português.

Faz hoje, sexta-feira, 25 anos que José Maria Pedroto faleceu. Mas o espírito e a lenda do Mestre perduram no tempo. Há uma marca que a história jamais apagará, uma marca profunda e indelével no crescimento e na afirmação do F. C. Porto e do futebol português.


Para a história ficam os títulos como treinador - dois campeonatos nacionais e cinco Taças de Portugal. Mas o legado de Pedroto ultrapassa o currículo desportivo. É visto como um dos melhores técnicos portugueses de sempre, um homem de personalidade vincada, avançado no tempo, movido por uma astúcia e uma inteligência brilhantes. Era um condutor de homens, dotando as equipas de um misto de bom futebol e de uma vontade férrea de vencer. "Sem excelentes artistas não haverá excelentes orquestras", defendia.

Também era um homem de batalhas. Lutou contra o poder centralizado na capital e ajudou a construir o F. C. Porto como protagonista incontornável do futebol português, graças a uma parceria indestrutível com Pinto da Costa, na década de 70 do século passado. Ambos incutiram uma filosofia em que não bastava ter jogadores de qualidade, era preciso mais do que isso. "Os campeonatos não se ganham apenas com bons jogadores. A organização do clube é tão importante, ou mais, como o da equipa de futebol", sublinhava.

Dizia-se que foi ele que acabou com o mito da ponte, a barreira psicológica que levava os jogadores portistas a tremer quando atravessavam o rio Douro, em direcção a Lisboa. Foi sob o comando do Mestre que os dragões quebraram o jejum de 19 anos sem garantir o título de campeão nacional. Até 1977/ /78, um feito que seria repetido na época seguinte. Mas quando chegou às Antas, em 1976, a convite de Pinto da Costa, na altura chefe do departamento de futebol, o clube teve de convocar uma assembleia geral para aprovar o nome de Pedroto, que, em 1969, tinha trocado os dragões pelo Vitória de Setúbal, por divergências com o presidente Afonso de Magalhães.

Pela mão de Pedroto e o cunho de Pinto da Costa, nasce um F. C. Porto mais organizado e capaz de combater os grandes de Lisboa, à custa de um discurso afiado. É aí que nasce a célebre expressão pedrotiana - "roubos de igreja" -, sobre o facto de os poderes da arbitragem estarem enraizados em Lisboa e favorecerem Sporting e Benfica.

Pedroto nasceu a 21 de Outubro de 1928, em Lamego. Foi jogador do Leixões e do Belenenses, clube que trocou pelo F. C. Porto, nos anos 50, à custa de 500 contos (2500 euros na moeda actual), na altura a transferência mais cara do futebol português. Nas Antas, ganhou dois títulos (55/56 e 57/58).

Em 1959, iniciou uma brilhante carreira de treinador, com passagens por Académica, Leixões, Varzim e Boavista, onde conquistou duas Taças de Portugal. Também orientou a selecção nacional. Em 1980, saiu das Antas em solidariedade com Pinto da Costa, contra o presidente Américo de Sá, e treinou o Vitória de Guimarães. Regressou ao F. C. Porto em 1982 e levou a equipa à final da Taças das Taças (1983/84), mas a doença afastou-o do banco no grande jogo de Basileia. Nessa derrota nasceram as grandes conquistas que se seguiram...

Este sim, muito á frente no tempo, um icone do futebol Mundial  :venia: :venia: :venia:
Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros.



Jeirinhas

  • HighRoller
  • J
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Dez 2006
  • Localidade: Lagos
  • Mensagens:
    8789
  • Nacionalidade: 00
  • Pts Tipsr:
    12
em: 07 de Janeiro de 2010, 09:36
Uma  :venia: a esse senhor  :bom:
As virgens ofendidas já não são assim tão virgens, já só andam ofendidas ..



BrunoAlex

  • Magnata
  • B
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Abr 2007
  • Localidade: Coimbra
  • Mensagens:
    50551
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    2500
em: 07 de Janeiro de 2010, 09:54
O melhor treinador de "todo o sempre" :parabens: :parabens: :parabens: :parabens: :parabens: :parabens:
QUERES CONHECER O PROJECTO MAIS REVOLUCIONADOR ALGUMA VEZ CONHECIDO NO MUNDO DAS APOSTAS?

:cool: www.betarena.com :cool:



Forum de Apostas

Re: O Mestre Jose Maria Pedroto
« Responder #2 em: 07 de Janeiro de 2010, 09:54 »

XavierCosta

  • HighRoller
  • X
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jan 2006
  • Localidade: Tomar
  • Mensagens:
    10401
    Pts Tipsr:
    152
em: 07 de Janeiro de 2010, 14:50
José Maria Pedroto, um verdadeiro MESTRE na arte da bola!  :venia: :venia:
I am the master of my faith...I am the captain of my soul



ZeNuno

  • Magnata
  • Z
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2009
  • Localidade: Braga
  • Mensagens:
    27070
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    325
em: 07 de Janeiro de 2010, 15:51
Obrigado por tudo o que fez pelo clube e por Portugal  :venia: :venia: :venia: :venia: :venia:



foyar

  • Multimilionário
  • f
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Fev 2006
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    7645
    Pts Tipsr:
    15
em: 07 de Janeiro de 2010, 16:02
Sempre que penso em grandes treinadores passados que mudaram o futebol português vêm sempre dois nomes: Pedroto e Guttmann.

E os dois, levaram o futebol português para outro nível tanto táctico/estratégico como na parte do psicológico, mais na parte psicológica, porque passar uma barreira de um clube que não tinha uma cultura vencedora na altura, hoje em dia são que são muito por causa desses pilares de construção.

Não o conheci, quando ele morreu ainda eu não era nascido, mas do que leio dá para perceber que era uma pessoa à frente de todas as outras da altura.

Li que foi o primeiro a implementar o losango em Portugal, que deu frutos ao Boavista que ganhou uma taça de Portugal ao Benfica.
"os grandes homens falam de ideias, os homens médios falam de coisas, os homens pequenos falam de outros homens"



NunoLopes

  • HighRoller
  • N
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Dez 2007
  • Localidade:
  • Mensagens:
    10342
    Pts Tipsr:
    794
em: 07 de Janeiro de 2010, 16:10
um grande treinador, um gigante homem, que sempre lutou por grandes causas. :venia: Zé do Boné  :venia:



miguelyn

  • Administrador
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Nov 2005
  • Localidade: Lamego
  • Mensagens:
    62996
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1526
em: 07 de Janeiro de 2010, 18:14
Por acaso, não sei se haverá comemorações aqui por Lamego.

Mas o FC Porto, fá-lo
Citação de: site FCP
FC PORTO HOMENAGEIA PEDROTO NOS 25 ANOS DA SUA MORTE

O FC Porto homenageia esta quinta-feira, 7 de Janeiro, José Maria Pedroto, por ocasião dos 25 anos da morte do mítico treinador dos Dragões.

O evento tem início às 18h00, na Igreja das Antas, onde será rezada missa em memória do treinador cuja capacidade de inovação ajudou a revolucionar o panorama do futebol português.

Uma hora depois, já no Estádio do Dragão, decorrerá a cerimónia de homenagem a Pedroto, que precede um jantar no camarote presidencial e a realização de um concerto de música clássica.

Na Tribuna VIP, o violinista inglês Daniel Rowland, que já actuou nas mais prestigiadas salas do Mundo, como o Carnegie Hall, em Nova Iorque, ou o Royal Albert Hall, em Londres, interpretará Antonio Vivaldi e Astor Piazzolla, fazendo-se acompanhar por um ensemble de cordas com cravo.

Sem duvida, um pilar absolutamente essencial, para aquilo que hoje é este clube :venia:
:roll:



Forum de Apostas

Re: O Mestre Jose Maria Pedroto
« Responder #7 em: 07 de Janeiro de 2010, 18:14 »

Dunadan

  • Magnata
  • D
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Set 2005
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    218230
  • Nacionalidade: 00
  • Pts Tipsr:
    359
em: 17 de Janeiro de 2010, 06:53
Sempre que penso em grandes treinadores passados que mudaram o futebol português vêm sempre dois nomes: Pedroto e Guttmann.

E os dois, levaram o futebol português para outro nível tanto táctico/estratégico como na parte do psicológico, mais na parte psicológica, porque passar uma barreira de um clube que não tinha uma cultura vencedora na altura, hoje em dia são que são muito por causa desses pilares de construção.

Não o conheci, quando ele morreu ainda eu não era nascido, mas do que leio dá para perceber que era uma pessoa à frente de todas as outras da altura.

Li que foi o primeiro a implementar o losango em Portugal, que deu frutos ao Boavista que ganhou uma taça de Portugal ao Benfica.


Para além do Cândido de Oliveira, o pioneiro do futebol português, falta-te o Otto Glória, o József Szabó e o Fernando Riera, até mesmo o Dorival Knippel, Yustrich para os amigos, o eterno Homem de Ferro para os Andrades, por ter quebrado o longo jejum em 55/56.

Já num plano "inferior", tens o Jimmy Hagan, o John Mortimore e até mesmo o Eriksson ou o Artur Jorge ou o Helenio Herrera, o Scopelli, o Trapattoni ou o Jozef Vengloš, mas estes quatro tiveram pouco impacto a nível nacional, em relação aos restantes quatro, aos quais temos de acrescentar o José Mourinho.

O Béla Guttmann para além de "revolucionário" no seu tempo, também apanhou uma equipa de sonho, o Mourinho criou algo parecido (também teve a sorte do seu lado), o Szabo também apanhou uma geração de ouro, o Otto Glória teve o seu momento na equipa de todos nós ao lado do Manuel da Luz Afonso e o Riera passou pelos três grandes em épocas diferentes.


Agora em termos de impacto mais notável, para além do Mourinho, sem dúvidas que um fundou a equipa que fartou-se perder finais a nível europeu depois de devidamente amaldiçoada e o outro esteve à beira de ser campeão pelo Vitória de Setúbal e tinha lá uma equipa fantástica. E foi o arquitecto do FC Porto campeão europeu, ajudando a lançar as bases do grande domínio azul e branco que se verifica actualmente.


Lembro-me de alguém dizer que os ingleses eram estúpidos a jogar futebol com o seu típico kick and rush e como ele tirava partido dessa estupidez, roubando-lhes a posse de bola sempre que possível. Um visionário que salvo erro, sabia muito bem que aos avançados portugueses para além do jogo de cabeça em 1976, também lhes faltavam os 30 metros e 30 e tal anos depois, essa lacuna nunca mais foi preenchida e provavelmente nunca o será...


E foi salvo erro o primeiro treinador a beber tinto com um tal de José Estebes para o tal canal, juntamente com o Pinto da Costa, foram os primeiras figuras do futebol português a terem aparições televisivas fora dos "espaços habituais", também nisso foi inovador. ;)


Infelizmente morreu cedo demais para deixar uma marca (ainda) mais indelével no nosso futebol :venia:



Joao_

  • Multimilionário
  • J
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Fev 2009
  • Localidade:
  • Mensagens:
    6183
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1764
em: 18 de Janeiro de 2010, 19:17
Sempre que penso em grandes treinadores passados que mudaram o futebol português vêm sempre dois nomes: Pedroto e Guttmann.

E os dois, levaram o futebol português para outro nível tanto táctico/estratégico como na parte do psicológico, mais na parte psicológica, porque passar uma barreira de um clube que não tinha uma cultura vencedora na altura, hoje em dia são que são muito por causa desses pilares de construção.

Não o conheci, quando ele morreu ainda eu não era nascido, mas do que leio dá para perceber que era uma pessoa à frente de todas as outras da altura.

Li que foi o primeiro a implementar o losango em Portugal, que deu frutos ao Boavista que ganhou uma taça de Portugal ao Benfica.


Para além do Cândido de Oliveira, o pioneiro do futebol português, falta-te o Otto Glória, o József Szabó e o Fernando Riera, até mesmo o Dorival Knippel, Yustrich para os amigos, o eterno Homem de Ferro para os Andrades, por ter quebrado o longo jejum em 55/56.

Já num plano "inferior", tens o Jimmy Hagan, o John Mortimore e até mesmo o Eriksson ou o Artur Jorge ou o Helenio Herrera, o Scopelli, o Trapattoni ou o Jozef Vengloš, mas estes quatro tiveram pouco impacto a nível nacional, em relação aos restantes quatro, aos quais temos de acrescentar o José Mourinho.

O Béla Guttmann para além de "revolucionário" no seu tempo, também apanhou uma equipa de sonho, o Mourinho criou algo parecido (também teve a sorte do seu lado), o Szabo também apanhou uma geração de ouro, o Otto Glória teve o seu momento na equipa de todos nós ao lado do Manuel da Luz Afonso e o Riera passou pelos três grandes em épocas diferentes.


Agora em termos de impacto mais notável, para além do Mourinho, sem dúvidas que um fundou a equipa que fartou-se perder finais a nível europeu depois de devidamente amaldiçoada e o outro esteve à beira de ser campeão pelo Vitória de Setúbal e tinha lá uma equipa fantástica. E foi o arquitecto do FC Porto campeão europeu, ajudando a lançar as bases do grande domínio azul e branco que se verifica actualmente.


Lembro-me de alguém dizer que os ingleses eram estúpidos a jogar futebol com o seu típico kick and rush e como ele tirava partido dessa estupidez, roubando-lhes a posse de bola sempre que possível. Um visionário que salvo erro, sabia muito bem que aos avançados portugueses para além do jogo de cabeça em 1976, também lhes faltavam os 30 metros e 30 e tal anos depois, essa lacuna nunca mais foi preenchida e provavelmente nunca o será...


E foi salvo erro o primeiro treinador a beber tinto com um tal de José Estebes para o tal canal, juntamente com o Pinto da Costa, foram os primeiras figuras do futebol português a terem aparições televisivas fora dos "espaços habituais", também nisso foi inovador. ;)


Infelizmente morreu cedo demais para deixar uma marca (ainda) mais indelével no nosso futebol :venia:

sabes tanto  :venia:
Antigo nick: devilboypt



Tags:

 


Rede Apostaganha: Apostas e Prognósticos / Palpites e Dicas de Apostas / Pronósticos de Apuestas / Betting Tips and Predictions