Autor Tópico: Tratam-se bem: Políticos portugueses recebem o maior aumento da última década!  (Lida 570 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Dunadan

  • Magnata
  • D
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Set 2005
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    218230
  • Nacionalidade: 00
  • Pts Tipsr:
    359
Políticos portugueses recebem o maior aumento da última década
http://www.ionline.pt/content/3716-politicos-portugueses-recebem-o-maior-aumento-da-ultima-decada
por Ana Suspiro, Publicado em 09 de Maio de 2009

É mais meio milhão de euros para os altos cargos públicos. Na banca e empresas as remunerações vão baixar

Apesar da crise, o executivo de José Sócrates decidiu actualizar 2,9% os salários da função pública e assim aumentar as remunerações dos titulares de cargos políticos - que receberão este ano, no total, mais cerca de meio milhão de euros.

A medida beneficia a classe política, já que se aplica aos titulares de cargos públicos, confirmou ao i o Ministério das Finanças. "Ao Presidente da República e membros do governo aplica-se o aumento decidido após o processo negocial. Este aumento já se encontra em vigor desde Janeiro."

Os 500 mil euros incluem apenas o acréscimo nas remunerações base do Presidente da República, presidente da Assembleia da República, primeiro-ministro, ministros (16), secretários de Estado (36) e deputados (230). De fora ficam os aumentos de outros altos cargos públicos, como o presidente do Tribunal de Contas, reitores, procuradores ou mesmo juízes desembargadores.

Estas actualizações são as maiores da última década e acontecem num ano em que algumas empresas e bancos estão a congelar aumentos e a reduzir os prémios dos gestores. Aliás, no sector privado, a palavra de ordem é contenção - ou mesmo esmagamento salarial, como lhe chamam os economistas

Corte nas empresas Esta semana, o próprio governo legislou no sentido de limitar as actualizações na remuneração dos administradores de empresas maioritariamente detidas por privados, onde o Estado está representado (ver texto ao lado). Aplicando a actualização de 2,9% ao salário-base do Presidente da República, a partir do qual são definidas as remunerações dos outros titulares de cargos públicos, o aumento bruto é superior a 200 euros por mês.

O presidente da Assembleia da República, Jaime Gama, e o primeiro-ministro, José Sócrates, estão a receber mais 172 e 161 euros por mês, respectivamente. O salário fixado para os ministros corresponde a 65% do vencimento de Cavaco Silva, o que corresponde a uma subida de 140 euros brutos por mês.

Estas contas têm por base o salário de 7415 euros mensais de Cavaco Silva (em 2008), como consta de um documento que serviu para calcular as remunerações dos responsáveis das juntas de freguesia, a que o i teve acesso. A presidência da República não disponibilizou essa informação, pedida pelo i, e remeteu para a legislação aplicável. Ao contrário dos salários dos gestores públicos e de empresas cotadas, que são publicados, é difícil encontrar a remuneração actualizada dos titulares de cargos públicos.

A lei que determina o salário-base do Presidente da República é de 1984 e fixa o valor em 400 mil escudos (cerca de 2 mil euros). O rendimento destes titulares pode ser consultado no Tribunal Constitucional, mas hoje só estariam disponíveis as declarações relativas de 2007.

Aumento real supera 3% Tal como os cerca de 700 mil funcionários públicos, os políticos que têm cargos públicos vão beneficiar de um maior aumento real de vencimento - que deverá ser superior a 3%, tendo em conta a previsão de inflação negativa para este ano.

Na última década houve actualizações salariais superiores à de 2009 em termos nominais, mas a inflação verificada nesses anos acabou quase sempre por anular o impacto dos aumentos.

A actualização de 2,9% na remuneração dos deputados é uma das várias razões invocadas para o orçamento suplementar da Assembleia da República, publicado esta semana. O orçamento inicial previa uma subida de 4,3% da verba para vencimentos dos deputados, mas tinha por base um aumento de 2,7%. Os deputados têm direito a metade do vencimento auferido por Cavaco Silva, pelo que o crescimento é da ordem dos 100 euros.

Para além das actualizações do vencimento base, há ainda subida em complementos remuneratórios - como o subsídio de refeição, e despesas de transporte em viatura própria, por exemplo. Os titulares de cargos públicos têm ainda direito a um abono mensal para despesas, cujo limite pode chegar a 40% do salário no caso do Presidente, primeiro-ministro e ministros, ou de 25% no caso dos deputados.

Pensões altas congeladas A situação nos salários é distinta do que sucede na actualização das pensões. Por causa do novo modelo de sustentabilidade da Segurança Social, os aumentos dos pensionistas são mais limitados ou mesmo inexistentes para as reformas mais elevadas, como explica ao i Nobre dos Santos, secretário coordenador da Frente Sindical da Administração Pública. Em 2009, só as pensões mais baixas aumentam no máximo 2,9%; as mais elevadas não são actualizadas.

Os aumentos de 2,9% também se aplicam às remunerações dos cargos mais bem pagos da administração pública, que incluem magistrados, médicos, professores catedráticos e chefias das forças de segurança.



Carlos_Lucas

  • Administrador
  • C
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Out 2006
  • Localidade: Faralhão
  • Mensagens:
    58806
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1395
Políticos portugueses recebem o maior aumento da última década
http://www.ionline.pt/content/3716-politicos-portugueses-recebem-o-maior-aumento-da-ultima-decada
por Ana Suspiro, Publicado em 09 de Maio de 2009

É mais meio milhão de euros para os altos cargos públicos. Na banca e empresas as remunerações vão baixar

Apesar da crise, o executivo de José Sócrates decidiu actualizar 2,9% os salários da função pública e assim aumentar as remunerações dos titulares de cargos políticos - que receberão este ano, no total, mais cerca de meio milhão de euros.

A medida beneficia a classe política, já que se aplica aos titulares de cargos públicos, confirmou ao i o Ministério das Finanças. "Ao Presidente da República e membros do governo aplica-se o aumento decidido após o processo negocial. Este aumento já se encontra em vigor desde Janeiro."

Os 500 mil euros incluem apenas o acréscimo nas remunerações base do Presidente da República, presidente da Assembleia da República, primeiro-ministro, ministros (16), secretários de Estado (36) e deputados (230). De fora ficam os aumentos de outros altos cargos públicos, como o presidente do Tribunal de Contas, reitores, procuradores ou mesmo juízes desembargadores.

Estas actualizações são as maiores da última década e acontecem num ano em que algumas empresas e bancos estão a congelar aumentos e a reduzir os prémios dos gestores. Aliás, no sector privado, a palavra de ordem é contenção - ou mesmo esmagamento salarial, como lhe chamam os economistas

Corte nas empresas Esta semana, o próprio governo legislou no sentido de limitar as actualizações na remuneração dos administradores de empresas maioritariamente detidas por privados, onde o Estado está representado (ver texto ao lado). Aplicando a actualização de 2,9% ao salário-base do Presidente da República, a partir do qual são definidas as remunerações dos outros titulares de cargos públicos, o aumento bruto é superior a 200 euros por mês.

O presidente da Assembleia da República, Jaime Gama, e o primeiro-ministro, José Sócrates, estão a receber mais 172 e 161 euros por mês, respectivamente. O salário fixado para os ministros corresponde a 65% do vencimento de Cavaco Silva, o que corresponde a uma subida de 140 euros brutos por mês.

Estas contas têm por base o salário de 7415 euros mensais de Cavaco Silva (em 2008), como consta de um documento que serviu para calcular as remunerações dos responsáveis das juntas de freguesia, a que o i teve acesso. A presidência da República não disponibilizou essa informação, pedida pelo i, e remeteu para a legislação aplicável. Ao contrário dos salários dos gestores públicos e de empresas cotadas, que são publicados, é difícil encontrar a remuneração actualizada dos titulares de cargos públicos.

A lei que determina o salário-base do Presidente da República é de 1984 e fixa o valor em 400 mil escudos (cerca de 2 mil euros). O rendimento destes titulares pode ser consultado no Tribunal Constitucional, mas hoje só estariam disponíveis as declarações relativas de 2007.

Aumento real supera 3% Tal como os cerca de 700 mil funcionários públicos, os políticos que têm cargos públicos vão beneficiar de um maior aumento real de vencimento - que deverá ser superior a 3%, tendo em conta a previsão de inflação negativa para este ano.

Na última década houve actualizações salariais superiores à de 2009 em termos nominais, mas a inflação verificada nesses anos acabou quase sempre por anular o impacto dos aumentos.

A actualização de 2,9% na remuneração dos deputados é uma das várias razões invocadas para o orçamento suplementar da Assembleia da República, publicado esta semana. O orçamento inicial previa uma subida de 4,3% da verba para vencimentos dos deputados, mas tinha por base um aumento de 2,7%. Os deputados têm direito a metade do vencimento auferido por Cavaco Silva, pelo que o crescimento é da ordem dos 100 euros.

Para além das actualizações do vencimento base, há ainda subida em complementos remuneratórios - como o subsídio de refeição, e despesas de transporte em viatura própria, por exemplo. Os titulares de cargos públicos têm ainda direito a um abono mensal para despesas, cujo limite pode chegar a 40% do salário no caso do Presidente, primeiro-ministro e ministros, ou de 25% no caso dos deputados.

Pensões altas congeladas A situação nos salários é distinta do que sucede na actualização das pensões. Por causa do novo modelo de sustentabilidade da Segurança Social, os aumentos dos pensionistas são mais limitados ou mesmo inexistentes para as reformas mais elevadas, como explica ao i Nobre dos Santos, secretário coordenador da Frente Sindical da Administração Pública. Em 2009, só as pensões mais baixas aumentam no máximo 2,9%; as mais elevadas não são actualizadas.

Os aumentos de 2,9% também se aplicam às remunerações dos cargos mais bem pagos da administração pública, que incluem magistrados, médicos, professores catedráticos e chefias das forças de segurança.

Dunadan consegues saber com quem é que eles negociaram? :twisted:



Dunadan

  • Magnata
  • D
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Set 2005
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    218230
  • Nacionalidade: 00
  • Pts Tipsr:
    359


Com os sindicatos. :)



Forum de Apostas


Carlos_Lucas

  • Administrador
  • C
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Out 2006
  • Localidade: Faralhão
  • Mensagens:
    58806
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1395


Com os sindicatos. :)

Como se chama o sindicado dos Titulares de Cargos Políticos ?



Dunadan

  • Magnata
  • D
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Set 2005
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    218230
  • Nacionalidade: 00
  • Pts Tipsr:
    359


PS, PSD, PCP, BE e CDS.



Carlos_Lucas

  • Administrador
  • C
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Out 2006
  • Localidade: Faralhão
  • Mensagens:
    58806
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1395


PS, PSD, PCP, BE e CDS.
:credo: :credo: :credo: :credo: :credo: :credo:
 :tapado: :tapado: :tapado: :tapado: :tapado: :tapado:
 :superlol: :lolada: :superlol: :superlol: :lolada:
 :tasla: :tasla: :tasla: :tasla: :tasla: :tasla:



Dunadan

  • Magnata
  • D
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Set 2005
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    218230
  • Nacionalidade: 00
  • Pts Tipsr:
    359

Na verdade, o que os políticos fazem é aumentarem os seus vencimentos conforme lhes dá na telha.

Só que como estamos em crise, indexaram os seus aumentos aos negociados pelo Governo com os Sindicatos da Função Pública. ;)



Carlos_Lucas

  • Administrador
  • C
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Out 2006
  • Localidade: Faralhão
  • Mensagens:
    58806
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1395

Na verdade, o que os políticos fazem é aumentarem os seus vencimentos conforme lhes dá na telha.

Só que como estamos em crise, indexaram os seus aumentos aos negociados pelo Governo com os Sindicatos da Função Pública. ;)

Porque lhes convinha ;)
Mas eu tinha percebido a ideia estava só a reinar contigo :bom:
« Última modificação: 10 de Maio de 2009, 00:40 por Carlos_Lucas »



Forum de Apostas


Dunadan

  • Magnata
  • D
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Set 2005
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    218230
  • Nacionalidade: 00
  • Pts Tipsr:
    359


Agora é entrar? Já não é reinar?



Carlos_Lucas

  • Administrador
  • C
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Out 2006
  • Localidade: Faralhão
  • Mensagens:
    58806
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1395


Agora é entrar? Já não é reinar?

:tapado:
está lá reinar, quem é que falou em entrar?
:tapado:

:twisted:



kalsberg

  • Multimilionário
  • k
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Abr 2007
  • Localidade:
  • Mensagens:
    7131
    Pts Tipsr:
    149
Offtopic:

Só uma pergunta: esse tópico é privado para quem tem o logo do AG no avatar?  :assobio:



Carlos_Lucas

  • Administrador
  • C
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Out 2006
  • Localidade: Faralhão
  • Mensagens:
    58806
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1395
Offtopic:

Só uma pergunta: esse tópico é privado para quem tem o logo do AG no avatar?  :assobio:

Se fosse não te tínhamos deixado postar :twisted:



kalsberg

  • Multimilionário
  • k
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Abr 2007
  • Localidade:
  • Mensagens:
    7131
    Pts Tipsr:
    149
Offtopic:

Só uma pergunta: esse tópico é privado para quem tem o logo do AG no avatar?  :assobio:

Se fosse não te tínhamos deixado postar :twisted:

Ainda tive receio de ser banido à entrada da festa.   :nervoso: :mrgreen:




 


Casas de Apostas: bet pt / Betclic / ESC Online / Nossa Aposta / Casino Portugal

Rede Apostaganha: Apostas e Prognósticos / Palpites e Dicas de Apostas / Pronósticos de Apuestas / Betting Tips and Predictions / Melhores Cassinos Online Brasil / Mejores Casinos Online de América Latina