Autor Tópico: O Cancro do Juro - Oh Não, mais um testamento para eu nem ver quanto mais ler...  (Lida 392 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Dunadan

  • Magnata
  • D
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Set 2005
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    218230
  • Nacionalidade: 00
  • Pts Tipsr:
    359
A A APEFI – Associação para o Posicionamento Estratégico e Financeiro - lançou um livro esta semana chamado "A Economia lá de casa." Mas eu não quero falar disso agora, mas apenas copiar e colar este artigo, para depois lerem ou não. Aqueles que o conseguirem ler todo, podem depois perceber melhor porque é que o actual sistema financeiro gera dinheiro a partir da dívida e como o juro rebentará com o dólar e com o euro tal e qual nós o conhecemos actualmente.


http://www.apefipt.org/juro.html


Porque é que todas as religiões mais praticadas no mundo, sem qualquer excepção, abominavam o juro chegando mesmo a atribuir-lhe características demoníacas?

Porque é que Platão, Séneca, Aristóteles e Cícero, falavam todos do juro como algo desumano e antinatura, capaz de causar por ele próprio a escravidão e a ruína de uma sociedade?

E porque é que mesmo assim, já ninguém imagina uma vida sem juros, quando este apenas se generalizou com o advento da Banca Central moderna, há pouco mais de cem anos?


Antes temos de perceber que o juro é de muito díficil compreensão pelo cidadão comum com a agravante de nunca lhe ter sido explicado durante a sua escolaridade básica, obrigando-o a tomar decisões financeiras sem conhecimento de causa, que iriam afectar a sua vida durante décadas.

E é de muito díficil compreensão porque cresce de um modo raramente visto na natureza e portanto, raramente experimentado pelo ser humano.

Todos percebemos que se uma máquina produz 1000 camisas num mês, adicionando outra máquina semelhante poderemos produzir 2000 camisas no mesmo período de tempo. Adicionando 3 máquinas teríamos 3 vezes mais camisas do que com apenas 1 máquina e assim sucessivamente. É um crescimento linear e de fácil compreensão pelo ser humano.

Também todos percebemos que não se pode crescer para sempre, e que a curva de crescimento pode ser rápida de ínicio mas quando passa mais tempo é mais difícil manter o crescimento que tinhamos, tal como um ser humano cresce rapidamente até ao final da adolescência e depois entra na idade adulta onde o crescimento estagna.

Podemos coleccionar selos e a nossa colecção crescerá muito depressa de início, mas ao fim de algum tempo, será cada vez mais difícil fazer crescer a colecção ao mesmo ritmo, e os selos novos serão cada vez mais difíceis de conseguir. É portanto também de fácil apreensão este tipo de crescimento.

Mas o juro não cresce de nenhuma destas formas. De facto, para a maioria de nós ele nem sequer cresce, a julgar pelo que rendem os nossos depósitos. No entanto já decerto ouviu dizer que um milionário do Euromilhões poderia facilmente viver apenas dos juros da sua fortuna. E não é mentira.

O juro cresce exponencialmente, sendo muito lento de início mas atingindo uma velocidade enorme quando tem dinheiro para se alimentar. Na natureza o mais parecido que temos com este tipo de crescimento é o desenvolvimento do cancro, que inicialmente é relativamente lento mas que quando tem possibilidade de crescer, atinge proporções gigantescas muito rapidamente. Infelizmente quando deixado crescer acaba com a morte do seu hospedeiro e consequentemente com a sua própria morte.

É também como um cancro que o juro actua sobre o sistema financeiro.
Com juros de 3% o nosso dinheiro duplica em 24 anos, com juros de 6% em 12 anos e com juros de 12% ele duplica em 6 anos. Até com um juro de 1% ele duplicará em 72 anos.


Este fenómeno é mais perceptivel quando contamos a historia do famoso inventor persa que inventou um jogo tao interessante que o Imperador da Persia lhe quis dar tudo o que ele quisesse ter. O jogo era o xadrês e o nosso inventor pediu algo de estranho, que admirou o próprio imperador. Apenas pediu que colocassem um grão de trigo no primeiro quadrado do tabuleiro recém inventado e que duplicassem os grãos no quadrado seguinte, e assim por diante, um grão no primeiro quadrado, dois no segundo, quatro no terceiro, 8 no quarto, sucessivamente até completar os 64 quadrados do jogo. O imperador achou o pedido bastante modesto e acedeu imediatamente, não percebendo na altura o enorme erro que cometia.

É que completas as contas no final eram necessárias mais de 450 biliões de toneladas de trigo para pagar ao inventor. Cortar-lhe simplesmente a cabeça foi bem mais fácil.

Outra analogia interessante é a de termos investido um cêntimo no ano em que Cristo nasceu a um juro de 4% ao ano. Em 1750 teriamos dinheiro suficiente para comprar uma bola de ouro com o peso do planeta Terra mas em 1990 teriamos dinheiro para 8190 bolas destas. E ao juro, não de 4% mas sim de 5% teria sido possível comprar a nossa primeira bola do tamanho da Terra em 1466 e em 1990 já teriamos 2,2 biliões de bolas iguais.

Com este exemplo percebemos a diferença que 1% faz neste tipo de jogo. O exemplo mostra tambem ser impossivel matemáticamente e na prática o pagamento deste tipo de juros de forma continuada. Por isso mesmo tem o mundo guerras e revoluções para recolocar o contador a zeros e assim não pagar os juros devedores ou receber os credores.


Uma grande e errada noção é a de que só pagamos juros se pedirmos dinheiro emprestado.

Isto é completamente falso uma vez que todos os produtos que adquirimos ou pagamos têm incorporado uma parcela para custos financeiros.

Num estudo feito na Alemanha vemos que 38% do custo da água da rede pública é para pagar juros sobre o capital investido na rede. Mas este valor chega a uns hilariantes 77% quando se trata das rendas de habitação social. Quer isto dizer que 77% do valor que uma familia paga de renda da sua habitação serve para pagar ao banco apenas juros dos empréstimos necessários para construir tais habitações.

Em média pagamos 50% de juros em tudo o que adquirimos. Assim, abolindo o juro composto e substituindo-o por outra forma de manter o dinheiro em circulação, todos nós seriamos pelo menos duas vezes mais ricos do que somos hoje, ou necessitaríamos de trabalhar metade do que trabalhamos hoje para manter o mesmo nível de vida. No mínimo.

Mais um mito a abater é o de que somos todos igualmente afectados pela existência dos juros, pois todos temos de comprar os produtos com os juros incluídos no seu preço. Mais uma vez é completamente falso.

Há de facto diferenças enormes entre os que pagam juros e os que recebem. Num outro estudo recente realizado na Alemanha, analizou-se a quantidade de juros pagos em emprestimos e recebidos em depósitos de varios extractos sociais. As conclusões foram chocantes.

Os 80% da população com rendimentos mais baixos pagavam mais juros do que recebiam, os 10% a seguir recebiam pouco mais do que pagavam e os 10% mais ricos recebiam mais do dobro do que pagavam.

É esta a explicação de porque o fosso entre ricos e pobres não para de aumentar. Foi montado um sistema que transfere o dinheiro de toda a população para uma elite muitíssimo restrita que o recebe sem nada fazer.

Para ficarmos ainda mais chocados, os 1% mais ricos recebem 15 vezes mais do que pagam e os 0,1% mais ricos recebem 2000 vezes mais juros do que pagam. Por outras palavras, deixámos acontecer na nossa sociedade um sistema que constantemente transfere a riqueza do planeta para o sistema financeiro onde é então distribuído por uma mão cheia de beneficiários que controlam o sistema da banca central.


É um sistema de exploração bem mais implacavel e subtil do que a escravatura.


Por sistema de banca central, leia-se o FED, por exemplo. O FMI e o Banco Mundial também não são flor que se cheire. ;)



suecos

  • Multimilionário
  • s
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Nov 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    4524
    Pts Tipsr:
    229
gostei ;)

e já vi posts mais gigantescos que este.

Talvez como analogia do que foi dito, a taxa premium da betfair terá um pouco a ver com esta frase
"Por outras palavras, deixámos acontecer na nossa sociedade um sistema que constantemente transfere a riqueza do planeta para o sistema financeiro onde é então distribuído por uma mão cheia de beneficiários que controlam o sistema da banca central."
Em Portugal, quem rouba um tostão é um ladrão, quem rouba um milhão é um barão...



mara

  • Magnata
  • m
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade: Vila Praia de Âncora / Covilhã
  • Mensagens:
    46536
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1633
Este tópico já foi bom para mudares a tua assinatura srº Duna  :lol: :lol: :lol:
Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros.



Forum de Apostas


Dunadan

  • Magnata
  • D
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Set 2005
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    218230
  • Nacionalidade: 00
  • Pts Tipsr:
    359
Este tópico já foi bom para mudares a tua assinatura srº Duna  :lol: :lol: :lol:

Se não fossem as tuas bocas se calhar jamais teria percebido o cancro que é o actual sistema financeiro. Só tenho pena que o comum dos mortais ainda não o compreenda na sua totalidade...



GODZI

  • Magnata
  • G
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Nov 2005
  • Localidade: Quarteira
  • Mensagens:
    21450
    Pts Tipsr:
    260
  • Banido!
Digo já que só pelo título  :venia: :venia: até me dava ao trabalho para ler, mas fica para uma próxima  :lol: :lol: :mrgreen: :mrgreen:!!  :bom:



spanki

  • Rico
  • s
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Abr 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    887
    Pts Tipsr:
    9
Estava eu a estudar Corporate Finance, faço uma pausa e deparo-me com um topico sobre juros. É um sinal para eu voltar ao estudo  :twisted: :lolada:

Para quem ja estudou finanças ou se interssa pelo assunto nao é nenhuma novidade mas pela simplicidade dos exemplos dados e pela forma como está escrito só posso dizer que está MUITO BOM.
Leiam que vale a pena!

Gostei especialmente de terem mencionado que nao é ensinado nas escolas e devia ser já que hoje em dia práticamente toda a gente contrai emprestimos e não faz ideia alguma do que é o juro.  :evil:



mara

  • Magnata
  • m
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade: Vila Praia de Âncora / Covilhã
  • Mensagens:
    46536
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1633
Este tópico já foi bom para mudares a tua assinatura srº Duna  :lol: :lol: :lol:

Se não fossem as tuas bocas se calhar jamais teria percebido o cancro que é o actual sistema financeiro. Só tenho pena que o comum dos mortais ainda não o compreenda na sua totalidade...
Nem te respondo.
Diz-me lá que boca mandei?

Vai para braço direito do Barak, pode ser que te safes...
Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros.




 


Casas de Apostas: bet pt / Betclic / ESC Online / Nossa Aposta / Casino Portugal

Rede Apostaganha: Apostas e Prognósticos / Palpites e Dicas de Apostas / Pronósticos de Apuestas / Betting Tips and Predictions / Melhores Cassinos Online Brasil / Mejores Casinos Online de América Latina