Autor Tópico: Começou a luta pela soberania do polo norte. enfim...  (Lida 156 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Ninon

  • Visitante
Depois de Rússia e Canadá defenderem sucessivamente seus direitos de propriedade sobre a plataforma continental do Pólo ártico, o quebra-gelos "Healy", da Guarda Costeira dos EUA, zarpará na manhã do próximo sábado (17) em direção ao Pólo, para o trabalho de traçar mapas da superfície marinha, em busca de fundamentos para que o governo americano reclame a soberania sobre o Pólo boreal. O "Healy", que tem 420 pés de comprimento (cerca de 130 metros), pode romper camadas de gelo de até 2,5 metros de espessura. É a nave mais "jovem" da frota americana e seu tempo estimado de serviço é de sete anos.
A mídia americana informou que a tarefa principal da viagem atual do "Healy" consiste em traçar mapas do fundo marinho ao norte de Chukchi Cap, para determinar o alcance da extensão da plataforma continental na parte setentrional do Alaska. O governo dos EUA disse que o envio do navio "não tem o objetivo de reclamar soberania, mas preparar-se para o registro de informação de fronteiras na Comissão das Nações Unidas dos limites da Plataforma Continental".
De acordo com cientistas americanos, esta é a terceira vez que os EUA realizam atividades cartográficas na zona polar do norte. A primeira e a segunda vez foram levadas a cabo nos anos de 2003 e 2004. "A viagem atual do quebra-gelos não é uma resposta à colocação da bandeira russa por um submarino daquele país no fundo do Oceano Ártico" no início de agosto, "nem tem nada a ver com o recente anúncio canadense sobre a construção de um porto no Pólo boreal", alegam as autoridades americanas. Larry Maier, da Universidade de New Hampshire, disse que "essa viagem, preparada há três anos, faz parte de um plano governamental de longo prazo. As atividades cartográficas não serão realizadas em um lugar determinado, mas sim em grande escala, em uma zona marítima inteira".
Em razão da maior parte da zona a ser cartografada estar sob neve e gelo, os cientistas aplicarão o método de sonda acústica. Andy Armstrong, cientista da National Oceanic and Atmospheric Administration dos EUA (NOAA), observou que "a viagem atual traçará mapas de lugares específicos de algumas zonas determinadas reconhecidos pela convenção sobre os mares, incluídas as intersecções de cordilheiras e vale no fundo do mar, o que jogará um certo papel na definição da extensão da plataforma continental dos EUA".
De acordo com a Convenção das Nações Unidas vigente sobre o Direito ao Mar, os países litorais possuem 200 milhas marítimas de plataforma continental e têm direito a explorar os recursos no fundo do oceano da plataforma continental. No caso de que esta tenha concordância com algumas normativas geológias, então seu alcance poderá ser ampliado. Como atualmente não existe nenhuma evidência de que a plataforma continental de nenhum país seja tão extensa que chegue ao Pólo norte, o ponto deste pólo e suas cercanias não pertencem a nenhum país e são considerados território internacional. Se algum país costeiro do Oceano Ártico tratar de reivindicar direito de propriedade sobre os recursos em uma parte do fundo dos mares do Pólo Norte, deve comprovar às Nações Unidas que sua plataforma continental se estende até esta área.
Os EUA, todavia, não são membros da Convenção das Nações Unidas sobre o Direito ao Mar. À medida que a disputa pelo Pólo norte se torna cada vez mais exasperada entre diversos países, a administração Bush deseja incorporar-se o quanto antes à Convenção, a fim de estabelecer a soberania do país sobre o pólo boreal e reter as costas e os recursos marinhos do país.

Exercício militar termina tentativa de estabelecer soberania no Árctico

Militares canadianos e esquimós terminaram sexta-feira o maior exercício militar de sempre no Árctico, uma iniciativa para estabelecer soberania na região no meio de uma controvérsia sobre quem é dono do Norte do Círculo Ártico. Cerca de 600 soldados canadianos, em conjunto com membros da Guarda Costeira canadiana, Polícia Montada e o corpo de rangers esquimó participaram na Operação Nanook junto da Ilha de Baffin e do Estreito de Hudson, que consistiu na simulação de uma operação anti-droga e um derrame de petróleo.
A operação decorreu num momento em que vários países correm para reclamar soberania na região, uma controvérsia que teve um ponto alto no início do mês, quando a Rússia enviou dois pequenos submarinos para colocar uma bandeira russa no leito marítimo no Pólo Norte. Os Estados Unidos, Dinamarca e a Noruega também reclamam a vasta região Árctica, onde um estudo norte-americano aponta a existência de 25 por cento do petróleo e gás por descobrir.
O primeiro-ministro do Canadá, Stephen Harper, anunciou na semana passada que o Canadá vai construir um novo centro de treino militar e um porto de águas profundas em águas árcticas.

© 2007 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

Pólo Norte: Alemanha exige respeito pelo direito internacional à região

O chefe da diplomacia alemã, Frank-Walter Steinmeier, chamou hoje à atenção para a necessidade de respeitar o direito internacional ao Pólo Norte, bem como o frágil equilíbrio ecológico desta região afectada pelo aquecimento global. Durante uma visita à Estação de Investigação Ny Alesund no arquipélago norueguês Spitzberg, no Círculo Polar, Steinmeier recordou que "existem acordos internacionais" sobre o Pólo Norte que devem ser respeitados por todos os Estados que têm interesses na região.
"Esta região possui muitas riquezas no seu solo mas tem ainda mais riquezas naturais que convém preservar", acrescentou na presença do seu homólogo norueguês, Jonas Gahr-Störe. Numa alusão à Rússia, que recentemente reivindicou os seus direitos sobre a área e ali colocou uma bandeira, os responsáveis políticos assinalaram que conflitos internacionais sobre a distribuição das matérias-primas e dos recursos do Pólo Norte podem constituir uma ameaça para a região.



Dunadan

  • Magnata
  • D
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Set 2005
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    218230
  • Nacionalidade: 00
  • Pts Tipsr:
    359
em: 29 de Maio de 2008, 01:58
Vê-se mesmo que esses palhaços ainda não comem betão armado ao pequeno almoço... De qualquer modo, os russos têm mais "exposição" ao Árctico, seguidos dos canadianos...



Ninon

  • Visitante
em: 29 de Maio de 2008, 02:05
Era bom que estivessem de acordo com os Alemães...



Forum de Apostas

Re: Começou a luta pela soberania do polo norte. enfim...
« Responder #2 em: 29 de Maio de 2008, 02:05 »

malho

  • Bilionário
  • m
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Abr 2007
  • Localidade: Margem Sul
  • Mensagens:
    2277
    Pts Tipsr:
    53
em: 29 de Maio de 2008, 15:07
Estes cromo esquecem-se que se continuam assim daqui a meia duzia de anos não há gelo para ninguém.

Agora lutam pelo petróleo no futuro vão lutar por um poço de água.  :vermelho: :vermelho:
« Última modificação: 29 de Maio de 2008, 15:08 por malho »
On the road to profit... Lay is the way




 


Casas de Apostas: bet pt / Betclic / ESC Online / Nossa Aposta / Casino Portugal

Rede Apostaganha: Apostas e Prognósticos / Palpites e Dicas de Apostas / Pronósticos de Apuestas / Betting Tips and Predictions / Melhores Cassinos Online Brasil / Mejores Casinos Online de América Latina