Autor Tópico: Origem do Universo? Infinito ou finito? Debate  (Lida 520 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Ninon

  • Visitante
em: 15 de Maio de 2008, 15:10
Gostaria de lançar este tópico, para discussão acerca das origens do universo e seu tamanho, quem sabe para além da ciência para alguns ou para além da religião para outros!

A pergunta é: "O que é que havia antes do Universo? Como, porque ou para quê surgiu o Universo?" "Universo inifinito ou finito?"

Julgo a origem do universo é uma questão que provavelmente nunca iremos saber. Juntamente com o seu tamanho que provalvelmente será infinito penso que será mais complexo e estranho que possa existir.

Em relação a origem universo é uma questão que deixo para os que estudaram cadeiras de fisica e astronomia. A questão é o que existia antes do universo?
Na minha modesta opinião penso que poderá ter existido outro ou mais universos antes do nosso e em poderá ser um ciclo de nascimentos/mortes do universos
Em relação ao tamanho é uma questão ainda me fascina mais... Custa-me a acreditar que o universo seja infinito! (é estranho e complexo demais! Quem sabe daqui a uns 10.000 anos já não o seja)
Prefiro acreditar que o universo continue ainda a expandir-se ou então que seja fechado. Ou seja se fossemos sempre em frente voltariamos ao mesmo sitio. O problema é que se esta teoria fosse a correcta surgiria imediatamente outra questão... O que existe então fora do universo?

Se o universo fosse uma praia, nós neste momento so conhecemos um grão de areia desse mesmo. Julgo que estas questões dificilmente serão respondidas visto que a especie humana não durará muitos mais seculos/milenios.

Conto com a vossa participação



dreams

  • Magnata
  • d
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Mar 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    18452
    Pts Tipsr:
    918
  • Banido!
em: 15 de Maio de 2008, 16:01
O Mundo há uns tempos era quadrado e infinito.

é natural que a ideia que tenhamos é que o universo é infinito, mas penso que não vamos ser nós nesta geração a saber a verdade.



fckool

  • Multimilionário
  • f
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Mar 2007
  • Localidade:
  • Mensagens:
    4244
    Pts Tipsr:
    43
em: 15 de Maio de 2008, 17:13
Estranho é ter noção do que é o infinito.



Forum de Apostas

Re: Origem do Universo? Infinito ou finito? Debate
« Responder #2 em: 15 de Maio de 2008, 17:13 »

XavierCosta

  • HighRoller
  • X
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jan 2006
  • Localidade: Tomar
  • Mensagens:
    10401
    Pts Tipsr:
    152
em: 15 de Maio de 2008, 18:15
Tópico interessante...mas movido para o local certo -> Demagogia Cultural :bom:
I am the master of my faith...I am the captain of my soul



dreams

  • Magnata
  • d
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Mar 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    18452
    Pts Tipsr:
    918
  • Banido!
em: 15 de Maio de 2008, 20:53
Estranho é ter noção do que é o infinito.

Não cabe na cabeça mesmo, tudo tem um fim....



miguelyn

  • Administrador
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Nov 2005
  • Localidade: Lamego
  • Mensagens:
    64047
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    1596
em: 15 de Maio de 2008, 21:23
Estranho é ter noção do que é o infinito.

Não cabe na cabeça mesmo, tudo tem um fim....

Divagando sobre o tema do tópico, mas a definição de infinito é: "ponto onde duas rectas paralelas se encontram". Isto é, até o infinito é finito, não se sabe é onde :lol:

Voltando ao tópico
:roll:



Diogo Carvalho

  • Magnata
  • D
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Out 2007
  • Localidade:
  • Mensagens:
    19575
    Pts Tipsr:
    384
em: 17 de Maio de 2008, 13:15
Estranho é ter noção do que é o infinito.

Não cabe na cabeça mesmo, tudo tem um fim....

Divagando sobre o tema do tópico, mas a definição de infinito é: "ponto onde duas rectas paralelas se encontram". Isto é, até o infinito é finito, não se sabe é onde :lol:

Voltando ao tópico

O problema é que não consegues ver duas rectas a encontrarem-se, oq ue é o infinito? Penso que tudo deverá ter um fim por muito grande que seja, O problema é imaginar o fim, por muito que ha-ja uma barreira do outro lado há mais alguma coisa, nem que seja o vazio.



The Figurehead

  • Multimilionário
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Nov 2007
  • Localidade: por aí...
  • Mensagens:
    4579
  • Nacionalidade: aq
  • Pts Tipsr:
    35
em: 27 de Maio de 2008, 14:20
há várias questões... entre elas, o que é isto há nossa volta e o que é que andamos aqui a fazer... e só chego a uma resposta: por muito que se pense ou se faça, seremos sempre impotentes perante tanta questão existencial.

feliz daquele que vive no mundo da fantasia...

uma coisa é certa... no fim, morremos sempre sozinhos.



Forum de Apostas

Re: Origem do Universo? Infinito ou finito? Debate
« Responder #7 em: 27 de Maio de 2008, 14:20 »

Ninon

  • Visitante
em: 25 de Junho de 2008, 01:36
há várias questões... entre elas, o que é isto há nossa volta e o que é que andamos aqui a fazer... e só chego a uma resposta: por muito que se pense ou se faça, seremos sempre impotentes perante tanta questão existencial.

feliz daquele que vive no mundo da fantasia...

uma coisa é certa... no fim, morremos sempre sozinhos.

e até isso nao sabes com toda a certeza. depende do que cada um acredita



Chronic

  • Milionário
  • C
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Abr 2008
  • Localidade: Coimbra
  • Mensagens:
    1450
    Pts Tipsr:
    72
em: 13 de Julho de 2008, 00:50
Para começar devo afirmar que em termos optativos religiosos, não tenho qualquer problema em dizer que sou agnóstico teísta. Penso que é importante saberem disso antes de lerem a minha opinião.

"O que é que havia antes do Universo? Como, porque ou para quê surgiu o Universo?"

 Antes de existir o Universo, existia o Universo. Para mim, aquilo a que chamam "Big Bang" é para mim o ponto "0" da vida do Universo, que corre em termos espacio-temporais desde a infinidade do tempo. O Universo parte do "0", corre até ao infinito expandindo-se, formando como que uma forma dos quadros de Escher. Chegando ao infinito, vira para o -infinito e parte negativamente até ao "0" onde formulará novamente o seu ciclo. Quer com isto dizer que tudo decorre de maneira invertida daqui a meio ciclo. Todas as nossas vidas serão levadas de modo invertido daqui a meio infinito de tempo.

 Com isto dá para entender que concordo com a infinidade do Universo. Tanto concordo com essa infinidade que acredito que tudo é possível. Tudo mesmo, isto porque, havendo uma infinidade de combinações, existem todas as combinações possíveis de tudo. Tudo existe/existiu/existirá. Não acredito em Universos paralelos, pois para mim este é tudo. Neste Universo existem/existiram/existirão pessoas iguais a vocês voadoras, com formas diferentes ou modos de pensamento diferentes pois todas as combinações são possíveis. Pegando num número como o "pi" que através da fórmula do cálculo da circunferência está provado ser um dos números infinitos, todas as combinações estão nele presentes (ler o livro Contact de Carl Sagan). É um conceito básico e facilmente explorável, mas que serve como base (muito básica) da minha teoria.

 Quanto à metafísica, diria que tudo o que para nós é subjectivo também pertence a este Universo. A nossa imaginação é o limite, apesar de não existir limite. Tudo aquilo que queremos imaginar podemos imaginar, embora o mesmo não se passe com o lado físico do Universo. As teorias religiosas defendem a existência de um poder controlador subjectivo sobre o mundo físico, mas na minha opinião existe é interacção entre os dois. E penso que o Universo não se limita ao campo do objectivo/subjectivo, mas sim a uma infinidade de campos que apenas dividimos em dois. A música por exemplo, não é objectiva, não é concreta, mas também não é de todo subjectiva. Teorias defendem que a partícula mais pequena do Universo é... a música.

 As Leis criadas pelo Homem são meros organizadores do mundo objectivo e do subjectivo. O Homem é um ser tremendamente primitivo se analisarmos bem a infinidade de factos que podem existir, sendo a música a técnica mais bem desenvolvida pelo Homem. Existirá vida noutros planetas? Claramente... será que essas outras vidas são equivalentes à nossa? Estarão num campo de objectividade/subjectividade como os campos que conhecemos? Não serão eles virtuais/frutos no nosso pensamento ou o contrário? Será que a forma deles é sequer compreendida pela nossa mente/educação/percepção? Acredito veementemente que alguém sabe do nosso conhecimento, mas o mais provável é ignorar-nos por falta de interesse. O Homem tem tendência a maximizar o seu conhecimento através da história/costume/uso/pesquisa, tentando analisar, por exemplo, todas as espécies existentes. Mas nós para quem nos "conhece", não devemos passar de uma bolinha de cotão que foi sacudido da janela esta manhã. Nós sabemos o que é, mas não temos qualquer interesse em ver o desenrolar da sua "vida". Será vida mesmo? Será que a nossa "vida" terá tanto significado como o da bola de cotão?

 Penso que o nosso conhecimento/pensamento, ou o nosso cérebro em sentido físico é como que a transposição do infinito no mundo físico. É como disse antes: o nosso pensamento é o limite. Quanto ao fim do mundo, da existência da raça Humana, esta decorrerá brevemente, visto que o tempo é infinito, o que são uns milhões de anos? A economia estuda um tipo de mercado "ideal", denominado Mercado de Concorrência Pura e Perfeita (MCPP), que traduz um equilíbrio perfeito entre a oferta e a procura. Os comportamentos Humanos comportam-se exactamente da mesma maneira. Aliás, tudo vai ter ao mesmo sítio. Alhos são compatíveis com bugalhos. Tudo se interliga. Mas neste caso estava a referir que enquanto certos Humanos pensarem em destruir o sistema ambiental para seu proveito, outros lutarão pelo contrário. Uns quererão extinguir certas raças, outros quererão defendê-las. Até ao ponto em que alguma guerra cause danos permanentes na Terra e o Homem arranje meios para viver noutro planeta, noutra galáxia. E se algum dia houver algum ser físico que queira destruir a terra, será muito pouco provável, isto porque para desenvolver esse tipo de tecnologia, a paz tem que prevalecer dentro de um povo. Se o Homem nunca guerreasse entre si, estaria muito mais desenvolvido, mas isso também gera um paradoxo, pois a guerra também é um factor de desenvolvimento, mas aí já me estou a contrariar. Estou a afunilar-me demasiado em questões físicas para ter exactamente chegado a esta conclusão: o mundo objectivo é feito de interligações contraditórias e o mundo subjectivo é feito de interligações contraditórias também. Será este bipolarismo o limite do Universo? Penso que não. Penso que estamos a ser demasiado limitados e estamos a subavaliar o existencialismo do Universo.

 Por fim, o tema do Destino. Será que existe? Tudo está preconizado e programado para acontecer? Em parte sim, em parte não. Digo que não porque não existe nada que programe todos os acontecimentos. Eles ocorrem livremente, sem leis reguladoras. Tudo acontece naturalmente. Mas digo que sim porque o tempo/espaço são infinitos e, portanto, tudo pode/vai acontecer/aconteceu/acontecerá, infinitas vezes. Sou apologista da ideia que é possível um dia estarmos sentados na cama e ouvirmos repentinamente e sem razão aparente o mais estranho som alguma vez ouvido por nós. Ou repentinamente começarmos a levitar e contrariar assim a lei da gravidade. Certas vezes isso acontece, daí os testemunhos de acontecimentos sobrenaturais. Não são sobrenaturais, são naturalíssimos, pode acontecer qualquer coisa a qualquer momento a qualquer hora. A vida depois da morte é algo que não acontece. Na verdade, não pode chegar a acontecer porque a vida não acaba, tudo é infinito. Ela chega ao fim de um ciclo, que daqui a muito tempo voltará a acontecer. A vida "acaba", mas recomeça depois novamente.

 A teoria do grão de areia numa praia para mim é um exagero muito grande pois o infinito é algo tão imperceptível que um grão de areia é uma astronomidade em termos de conhecimentos Universais. Nunca devem ter tentado isto, mas tentem uma vez: peguem no maior número que conseguírem, transformem-no em potência de si próprio e criem uma imagem desse astronómico novo número e repitam o processo o número de vezes que quiserem, mas tendo sempre em conta que o número não está nem perto do grão de areia na praia. Podem continuar toda a vossa vida a multiplicar esse número, que ele nunca será tão enorme como o grão de areia, pois o Infinito... é Infinito.

 Sou apologista da ideia que isto é um tema que se deve pensar poucas vezes ao longo da vida, mas viver sempre connosco. Como que um Princípio Normativo dentro do Sistema Jurídico: se pensarmos muito sobre ele a infinidade de soluções vai levar-nos a deitar por terra o sentido que damos à vida, à existência, aos nossos "porquês". Mas para aproveitarmos a vida da melhor maneira, quando algo de muito mau nos acontece, lembremo-nos do Infinito, do todo que é o Universo e chegamos ao valor total desse "algo" que a tanto dávamos importância: perto de nada.

 A minha apologia de vida é vivê-la ao máximo, desfrutar do prazer e da diversão da melhor maneira possível e maximizar os ganhos de diversão, através da mutualidade com outros seres sociais e factos históricos. Adoro aprender e ensinar, para dar seguimento ao meu legado. A vida não tem sentido e portanto vamos retirar todos os maus "karmas" como o trabalho, o stress e a doença da nossa vida a todo o custo, ignorando-os, passando por cima deles e arrumando-os num canto, de modo a desfrutar do bom e do melhor da maneira que queremos.

 Admito ter escrito um bocado, mas também admito que se podia escrever um livro... vários livros sobre os meus conceitos de Universo, com explicações mais detalhadas, mas escrevi apenas o mais breve possível. Gostaria bastante que comentassem com opiniões.

 Abraços  :bom:



Diogo Carvalho

  • Magnata
  • D
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Out 2007
  • Localidade:
  • Mensagens:
    19575
    Pts Tipsr:
    384
em: 13 de Julho de 2008, 01:35
juro que amanha venho ca ler a esta hora ja nao tenho paciencia :doido:




 


Casas de Apostas: bet pt / Betclic / ESC Online / Nossa Aposta / Casino Portugal

Rede Apostaganha: Apostas e Prognósticos / Palpites e Dicas de Apostas / Pronósticos de Apuestas / Betting Tips and Predictions / Melhores Cassinos Online Brasil / Mejores Casinos Online de América Latina