Autor Tópico: [AAF 2019] Alliance of American Football  (Lida 225 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Felipe Coutinho

  • Devedor
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2018
  • Localidade:
  • Mensagens:
    157
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    252
em: 14 de Fevereiro de 2019, 21:28


Lista de Análises e Previsões/Prognósticos



Felipe Coutinho

  • Devedor
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2018
  • Localidade:
  • Mensagens:
    157
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    252
em: 14 de Fevereiro de 2019, 21:29
Salt Lake Stallions (0-1) @ Birmighan Iron (1-0) - Week 2
16/02, 16:00 (BRT) | Birmighan, AL



A AAF é uma liga nova, fundada neste ano de 2019, que serve como uma espécie de Minor League da NFL. Assim como acontece na NBA, MLB, NHL e MLS, times da liga maior podem negociar com os jogadores da liga menor e reforçar seus elencos de acordo com os talentos que surgirem. A AAF é uma ótima oportunidade para atletas que tiveram poucas chances na NFL, e por isso os rosters são compostos em sua maioria por jogadores abaixo dos 30 anos. A primeira rodada aconteceu no último fim de semana e foi um sucesso de público e audiência: no jogo entre San Antonio Commanders vs. San Diego Fleet mais de 27.000 pessoas compareceram ao Alamodome e a transmissão de Orlando Apollos vs. Atlanta Legends pela CBS deu mais audiência que a transmissão de Houston Rockets vs. OKC pela ABC no mesmo horário. Os 8 times que disputarão a liga tiveram apenas 5 semanas de pré-temporada e um jogo de preparação, por isso há ainda muito desentrosamento. Os principais fatores que me levam a apostar no Birmighan Iron dizem respeito a isso.


Fator viagens: o Salt Lake Stallions iniciou a competição jogando fora de casa em Phoenix (Arizona), o que dá uma distância de 1.066 kilômetros para Salt Lake. Agora terão que ir de Phoenix até Birmighan (Alabama), que dá uma viagem ainda mais absurda de 2.750 km. O time mandante, Birmighan Iron, estreou em casa contra o Memphins Express e terá a sorte de fazer o seu segundo jogo também em casa, dessa vez recebendo o Stallions. Não precisou viajar nenhum kilômetro, por isso teve mais dias de treinamento e tempo de executar melhor o playbook ofensivo e defensivo.

Na Week 1 o Birmighan Iron controlou o Memphis Express do início ao fim e com partida eficiente do QB Luis Perez e ótima partida do RB Trent Richardson (bastante conhecido por seu tempo na NFL) venceu por 26x00. Vale destacar também a força da linha defensiva na pressão ao quarterback adversário Christian Hackenberg (também conhecido na NFL, pelo seu tempo no NY Jets), que foi interceptado duas vezes e deu lugar ao backup por opção técnica do treinador.

O Salt Lake Stallions estreou com derrota fora de casa para o Arizona Hotshots por 38x22, onde foi controlado a maior parte do tempo e no fim do 3ª quarto já perdia por 35x16 (uma desvantagem de três posses de bola praticamente irreversível). O treinador Dennis Erickson deu declarações de que o tempo de pré-temporada dos Stallions foi muito curto e isso explicaria a fraca exibição no Arizona. Para a partida contra o Birmighan Iron os jogadores só tiveram essa semana para realizar os treinamentos, e se considerarmos o grande deslocamento até o estado de Alabama, tiveram ainda menos tempo de treinamento, enquanto o Iron jogou no sábado passado e não saiu da cidade (portanto teve mais horas de preparação).

Conclusão: é início de campeonato e por isso não dá pra fazer uma análise mais aprofundada na técnica e perfil tático das equipes, porém dá pra pegar um bom valor no tempo disponível de treinamentos e a ocorrência ou não de deslocamentos de ambas franquias. O Birmighan Iron estreou muito bem e não precisa se deslocar para enfrentar Salt Lake. Os Stallions foram mal contra Arizona e acredito que depois de outra longa viagem até Birmighan também não consigam vencer.

Bet: Birmighan Iron ML
Odd: 1,33 @Bet90



Felipe Coutinho

  • Devedor
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2018
  • Localidade:
  • Mensagens:
    157
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    252
em: 15 de Fevereiro de 2019, 12:44
Arizona Hotshots (1-0) @ Memphis Express (0-1) - Wk 2
16/02, 23:00 (BRT) | Memphis, TN


Embora tenha estreado de forma humilhante, não fazendo nenhum ponto na derrota por 26x0 para o Birmighan Iron fora de casa, o Memphis Express mostrou que a força da equipe treinada pelo HC Mike Singletary (ex HC do San Francisco 49ers) será a defesa. Até o 4ª quarto o placar do jogo marcava apenas 09x00 para o Iron, isso porque a defesa do Express forçou dois turnovers no 3ª quarto que mantiveram a equipe viva no jogo. Porém o ataque liderado pelo QB Christian Hackenberg e pelo RB Zac Stacy não produziu nada e até mesmo o K Josh Jasper errou field goal que tiraria o zero do placar. No quarto final de jogo a defesa cansou e acabou cedendo 17 pontos (sendo 14 desses pontos via turnovers).

O Arizona Hotshots teve uma estreia pra ninguém botar defeito. Embora fosse pro intervalo liderando por apenas três pontos (19x16), o domínio de posse de bola e das trincheiras pertenceu a eles no primeiro tempo. No segundo tempo o ataque Up Tempo do HC Rick Neuheiseu produziu 16 pontos só no terceiro quarto, o que praticamente matou o jogo e garantiu a vitória por 38x22 sobre o Salt Lake Stallions. O Hotshots foi liderado pelo QB John Wolford (18/29, 275 Jds, 4 TDs), pelo RB Jhurell Pressley e pelo WR Rashad Ross (5 - 103 - 2 TDs).

O fator que mais contribuiu para o grande número de pontos do Hotshots foi o ataque No Huddle pra cima da "desentrosada" defesa do Salt Lake. Dava pra ver que os visitantes não tinham um plano de jogo defensivo adequado para deter o ataque dos mandantes. Acredito que em Memphis essa história não se repetirá e o HC Mike Singletary (conhecido por suas consistentes defesas) implementará um plano eficaz afim de reduzir o impacto ofensivo do Arizona.

No lado ofensivo o Express precisa dar uma resposta imediata, afinal Hackenberg passou para míseras 87 jardas e uma interceptação. No fim do jogo ainda foi substituido por Brandon Silvers, que lançou outra INT. O jogo corrido não foi consistente, tendo somado 103 jardas em 26 tentativas (média de 4). Acredito que a derrota em Birmighan tenha sido um ponto fora da curva e que na frente do seu torcedor no Liberty Memorial Stadium em Memphis, o Express fará uma exibição melhor.

Conclusão: o Memphis Express teve o orgulho ferido na estreia da competição e na frente da sua torcida terá a chance de apagar a má impressão deixada. Para isso Mike Singletary e o DC Dennis Thurman devem implementar um plano de jogo defensivo que vise limitar o Up Tempo offense do Arizona Hotshots. Confio nessa defesa do Express liderada pelo LB Anthony Johnson e pelo DB Terrell Bonds para limitar o ataque do Hotshots e um jogo decente do ataque para cobrir pelo menos o spread.

Bet: Memphis Express +13
Odd: 1,90 @Betway



Forum de Apostas

Re: [AAF 2019] Alliance of American Football
« Responder #2 em: 15 de Fevereiro de 2019, 12:44 »

Felipe Coutinho

  • Devedor
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2018
  • Localidade:
  • Mensagens:
    157
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    252
em: 17 de Fevereiro de 2019, 14:10
Orlando Apollos @ San Antonio Commanders | Wk 2
17/02, 18:00 (BRT) | San Antonio, TX


A tendência neste início de AAF está sendo o under. Dos seis jogos realizados até aqui na competição, o under entrou em quatro deles e neste fim de semana aconteceu duas vezes nos jogos entre Birmingham vs. Salt Lake (12x09) e Memphis vs. Arizona (18x20). Os placares mostram jogos equilibrados, que são apenas decididos no último quarto do tempo regulamentar. Somando a isso as performances defensivas colocadas em campo na semana 1 por parte de San Antonio e Orlando, vejo com bons olhos o mercado do under.

O San Antonio Commanders estreou em casa com uma presença de nada menos que 27.000 pessoas no Alamo Dome. Quem acompanha futebol americano sabe a importância da torcida mandante para forçar erros de comunicação no ataque da equipe visitante, como atrasos de jogo e saídas falsas. O Commanders venceu o San Diego Fleet por "apenas" 15x06, porém a defesa dominou e o Fleet não ameaçou sair do Texas com a vitória. Foram TRÊS interceptações e SEIS sacks em cima do quarterback adversário, suficientes para limitar San Diego a apenas 295 jardas totais no jogo e 25 minutos de posse no ataque.

O ataque de San Antonio, entretanto, pecou no quesito finalização de drives. Foram cinco viagens à red zone adversária, porém só saíram com um touchdown e dois field goals, cedendo dois turnovers. O ataque comandado pelo HC Mike Riley ainda precisa de melhor execução para capitalizar longos drives em touchdowns.

O Orlando Apollos massacrou o Atlanta Legends em casa por 40x06, porém o ataque do time da Florida demorou a entrar em ritmo. Pra se ter ideia, no primeiro quarto só andou 29 jardas totais no campo. Este placar, na minha concepção, foi um ponto fora da curva e acho que por isso a linha do over/under está em 44. A defesa do Apollos forçou TRÊS interceptações e sackou o QB adversário TRÊS vezes. Cedeu apenas 224 jardas totais ao ataque do Atlanta Legends.

Conclusão: jogo entre equipes que cederam apenas seis pontos aos respectivos adversários da semana 1 e além disso limitaram os ataques a menos de 300 jardas totais forçando turnovers e derrubando o quarterback. Acredito que a tendência de defesas protagonizarem jogos voltará a acontecer esta tarde em San Antonio e o under 44 seja batido.

Bet: Under 44
Odd: 1,87 @Betway



Felipe Coutinho

  • Devedor
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2018
  • Localidade:
  • Mensagens:
    157
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    252
em: 17 de Fevereiro de 2019, 15:04
Atlanta Legends @ San Diego Fleet | Wk 2
17/02, 22:00 (BRT) | San Diego, CA



Finalmente. Depois de 2 longos anos a cidade de San Diego, órfã do San Diego Chargers (atual Los Angeles Chargers), volta a ter um time profissional de futebol americano. E hoje será a primeira partida em casa, no antigo Qualconn Stadium, agora chamado de SDCCU Stadium.

O San Diego Fleet estreou com derrota fora de casa para o San Antonio Commanders por 15x06, porém alguns fatos chamaram mais atenção do que o placar: o Fleet cedeu 364 jardas totais, 35 minutos de posse, 9/18 em conversões de terceiras descidas (equivalente a 50%) e 24 first downs ao Commanders. Além de ver o Commanders chegar à red zone cinco vezes. E mesmo com estes números ruins para a defesa, só sofreu UM touchdown o jogo inteiro, e só no último quarto. Por três vezes San Antonio teve uma primeira para o goal (distância de no máximo 10 jardas para a endzone), duas dessas vezes sendo obrigados a chutar o field goal curto - e em outra cometeu o turnover. Falando em turnovers, a defesa de San Diego forçou DUAS interceptações no QB Logan Woodside e o derrubou três vezes. É uma defesa que enverga mas não quebra, como se diz na gíria.

No lado ofensivo da bola o Fleet foi mal. Totalizou apenas 295 jardas totais, sendo 196 dessas pelo ar e 99 pelo chão. O QB titular Mike Bercovici teve uma atuação para esquecer: com apenas 176 jardas lançadas e duas interceptações foi substituído durante o 4ª quarto pelo backup Philip Nelson, que até lançou para 68 jardas, mas também lançou uma interceptação. O melhor RB foi o Ja'Quan Gardner, que totalizou 55 jardas. Para este jogo contra o Legends, o técnico Mike Martz confirmou que Philip Nelson será o titular.

O Atlanta Legends também estreou com derrota fora de casa. Perdeu por 40x06 para o Orlando Apollos num jogo em que o quarterback Matt Sims (ex NY Jets) lançou para apenas 126 jardas e foi substituído pelo Aaron Murray (que só lançou para 38). O jogo corrido foi uma negação: o melhor RB (Tarean Folston) conquistou apenas 32 jardas. No total o Legends só teve 224 jardas totais de ataque, sendo 144 pelo ar e 80 por terra. O ataque comandado pelo HC Kevin Coyle ainda precisa se encontrar. No lado defensivo, apesar dos 40 pontos sofridos, o Legends forçou uma interceptação no QB do Apollos.

Conclusão: único jogo da rodada entre equipes que estrearam perdendo. Nas duas derrotas tanto San Diego quanto Atlanta totalizaram apenas 6 pontos totais, reflexo de ataques anêmicos. Para este jogo espero a defesa do Fleet com a mesma pegada do jogo anterior e a defesa do Legends exibindo melhora e não sofrendo tantos pontos quanto cedeu na week 1, por isso minha aposta é no under.

Bet: Under 41
Odd: 1,89 @Bet90



Felipe Coutinho

  • Devedor
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2018
  • Localidade:
  • Mensagens:
    157
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    252
em: 21 de Fevereiro de 2019, 17:28
Arizona Hotshots (2-0) @ Salt Lake Stallions (0-2) | Wk 3
23/02, 17:00 (BRT) | Salt Lake City, UT


Na primeira rodada o Salt Lake Stallions visitou o Arizona Hotshots e saiu derrotado do Sun Devil Stadium por 38x22. Duas semanas se passaram e acredito que dessa vez a história será diferente, embora as casas não concordem. Na segunda semana o Stallions foi até Birmingham enfrentar o Iron, e até o 3ª quarto tinham as rédeas do jogo, vencendo por 9x0 sem deixar os mandantes moverem a bola no ataque. Porém falharam em finalizar e com alguns erros (principalmente no special teams) saíram derrotados por 12x9. O Arizona foi até Memphis enfrentar o Express e foi dominado pela defesa adversária até o 4ª quarto, quando enfim o QB John Wolford conseguiu pôr ritmo no ataque para virar o jogo nos minutos finais e vencer por 20x18.

Stallions: na week 1 o QB titular foi Josh Woodrun, que se machucou durante a partida e deu lugar a Matt Linehan. Na week 2 esperava-se que Linehan mantivesse a titularidade, porém o HC Dennis Erickson deu a vaga de titular a Austin Allen. Allen fez o típico 'manager game'. Não arriscou bolas longas e confiou nos seus skill position players para ganharem jardas após a recepção. Os RBs Branden Oliver (ex San Diego Chargers) e Matt Asiata (ex Minnesotta Vikings) foram os jogadores mais utilizados, junto com o TE Anthony Denham e WR De'Mornay Pierson-El. Acredito que o playcall foi conservador por ser um jogo fora de casa. Em casa creio que o Erickson chamará jogadas "mais agressivas".

No lado defensivo o Stallions tem um dos melhores pass rushers da AAF em Karter Schult, que é o lider de sacks da liga após duas semanas. Segurou bem o ataque do Birmingham Iron liderado pelo QB Luis Perez e RB Trent Richardson a apenas 12 pontos totais.

Hotshots: ao contrário do Stallions, tem estabilidade na posição mais importante do jogo. O quarterback John Wolford está saudável e é titular absoluto. O principal playmaker é o WR Rashad Ross. O ataque é complementado muito bem pelos RBs Jhurell Pressley e Justin Stockton, além do TE Thomas Duarte. A defesa cede uma média de 20 pontos por jogo, o que não é considerado muito bom para início de competição.

Conclusão: o ataque do Hotshots e principalmente John Wolford sofreram bastante fora de casa contra a defesa do Memphis Express, mas mesmo assim saíram com a vitória apertada. Nesta semana enfrentam uma defesa de mesmo nível. O ataque do Stallions ainda não se encontrou, porém dá pra argumentar que isso é devido às duas partidas da equipe até agora terem sido fora de casa. Acredito que na frente do seu torcedor o técnico Dennis Erickson terá um plano de jogo mais agressivo e veremos pontos sendo produzidos em massa. Gosto muito do money line, porém vejo mais valor no spread a favor do Stallions.

Bet: Salt Lake Stallions +4,5
Odd: 1,90 @Betway



Felipe Coutinho

  • Devedor
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2018
  • Localidade:
  • Mensagens:
    157
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    252
em: 21 de Fevereiro de 2019, 19:18
Memphis Express (0-2) @ Orlando Apollos (2-0) | Wk 3
23/02, 22:00 (BRT) | Orlando, FL



Apollos: na semana 2 o Orlando Apollos foi a San Antonio enfrentar o Commanders e mostrou o por que de ser um dos principais favoritos a levar o título da AAF em 2019. A equipe comandada pelo HC Steve Spurrier (esse mesmo... ex treinador das universidades da Florida e de South Carolina na NCAA) é a que mais pontuou até agora na competição: 40 pontos na semana 1 sobre o Atlanta Legends e 37 pontos na semana 2 sobre o San Antonio Commanders. É um ataque explosivo que conta com jogadores de muita experiência na NFL, como o QB Garret Gilbert e o WR Charles Johnson.

Garret Gilbert (ex Carolina Panthers) lançou para nada menos que 393 jardas e 2 touchdowns. Teve média de 20,7 jardas por passe completo e 14 jardas por tentativa. Atuação suficiente para ser nomeado o jogador ofensivo da semana. Charles Johnson foi sua principal arma: recebeu 7 passes para 192 jardas e 1 touchdown. Ele foi um de 3 jogadores do Apollos a ter média absurda de 25 jardas por recepção (junto a Jalin Marshall e Chris Thompson). O jogo corrido novamente foi um problema e nos três primeiros quartos só havia conquistado 19 jardas, porém no último quarto do jogo o RB D’Ernest Johnson redimiu a até então fraca atuação do ataque terrestre e conquistou 49 jardas, que ajudaram a matar o tempo e selar a vitória.

No lado defensivo não fez uma exibição tão boa quanto na semana 1 - quando limitou o ataque do Legends a apenas 6 pontos - e sofreu em terceiras descidas: o Commanders converteu 12 de 19 em third downs e graças ao RB Kenneth Farrow II controlou o tempo de posse a maior parte do confronto. No entanto a defesa do Apollos apareceu bem no 4ª quarto e com uma interceptação retornada pra touchdown pelo CB Keith Reaser (ex San Francisco 49ers e Kansas City Chiefs) garantiu a vitória por 37x29.

Express: o início de competição para o Memphis Express não está sendo nada bom: já acumula duas derrotas e embora a defesa possa parecer elite, têm muitos problemas no ataque que impedem a equipe treinada pelo legendário Mike Singletary de vencer jogos. Na week 2 receberam o Arizona Hotshots e parecia que iam vencer mesmo com atuação fraca do ataque, porém a defesa (que até então fazia jogo perfeito) cansou e cedeu a virada. O QB Christhian Hackenberg completou apenas 14 de 25 passes tentados para míseras 102 jardas aéres. Deu mais trabalho pelo chão, onde marcou um touchdown corrido. Porém nem mesmo a boa atuação do RB Zac Stacy (101 jardas em 19 tentativas) foi suficiente pro Express sair com a vitória.

A defesa fez excelente trabalho ao conter o quarterback John Wolford do Arizona Hotshots a apenas 77 jardas aéreas nos três primeiros quartos, entretanto cansou no 4ª quarto e cedeu 117 jardas pelo ar, incluindo passe de 4 jardas para o touchdown do RB Tim Cook que virou o jogo para o Hotshots. No último quarto do jogo parecia que a defesa do Express não tinha condições de forçar punts do Hotshots e se isto se repetir em Orlando, vai ser uma longa noite para Memphis...

Conclusão: o Orlando Apollos tem o ataque mais explosivo da AAF até aqui e recebe um time que não consegue produzir ofensivamente, mas que tem boa defesa. Porém na semana passada o Apollos colocou 37 pontos fora de casa sobre a boa defesa do San Antonio Commanders e tem tudo para repetir boa atuação, já que Garret Gilbert e os principais skill players devem ir pro jogo. Não acho que o fraco ataque do Memphis Express tenha condições de se manter no jogo e também não boto fé na defesa do Express para segurar o ataque do Apollos fora de casa.


Bet: Orlando Apollos -15
Odd: 1,90 @Betway



Felipe Coutinho

  • Devedor
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2018
  • Localidade:
  • Mensagens:
    157
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    252
em: 23 de Fevereiro de 2019, 15:08
Birmingham Iron (2-0) @ Atlanta Legends (0-2) | Wk 3
24/02, 18:00 (BRT) | Atlanta, GA


Legends: ofensivamente falando o Atlanta Legends ainda não se encontrou. Na partida de estreia (fora de casa contra o Orlando Apollos) só marcou seis pontos totais, e na última partida - também fora de casa - diante do San Diego Fleet totalizou mízeros doze pontos. Esse total é muito pequeno para uma equipe que visa brigar pelos playoffs e uma mudança é necessária, seja no playcall, seja nos titulares ou até mesmo seja na comissão técnica. Falando em comissão técnica, ressalto que o HC Kevin Coyle tem mentalidade defensiva (foi coordenador defensivo e assistente de posições da defesa a maior parte da sua carreira na NFL) e isso explica um pouco as chamadas ofensivas conservadoras e não muito agressivas do time da Georgia.

O ataque do Legends é comandado pelo QB Matt Simms, que na última semana teve os seguintes números: 17/25 para 160 jardas, 1 TD e 1 INT. Números que não chamam atenção, porém lembro que o foco principal do ataque são os running backs. O trio de RBs Lawrence Pittman, Tarean Folston e Akrum Wadley combinaram para 74 jardas totais em 19 tentativas, mas a principal stat foi o número de recepções e jardas aéreas do Akrum Wadley: 8 recepções para 70 jardas. Para este jogo contra o Birmingham Iron espero um game plan focado novamente nos RBs, onde o QB se torna um simples manager tentando não estragar tudo com turnovers.

Defensivamente o Legends forçou dois turnovers pra cima do San Diego Fleet: uma interceptação e um fumble. Conseguiu capitalizar pontos em ambas situações, mostrando ser uma equipe que se aproveita dos erros do adversário. Embora tenha cedido 40 pontos na estreia e 24 pontos na última rodada, confio nessa defesa para fazer um jogo duro contra o Iron, afinal este é o primeiro jogo da história do Atlanta Legends na frente do seu torcedor e não vão querer fazer feio.

Iron: o Birmingham Iron sofreu bastante na última semana para vencer o Salt Lake Stallions em casa. O ataque liderado pelo QB Luis Perez e pelo RB Trent Richardson não conseguia pôr ritmo no jogo e no último quarto perdiam por 09x00. Até que o Stallions cometeu alguns erros e sofreu a virada por 12x09. Vindo de uma performance tão abaixo da média, acho que o ataque do Iron foi exposto e que a defesa do Atlanta Legends possa contê-lo nesta semana. Vale lembrar que o HC de Birmingham - Tim Lewis -, assim como o do Legends, tem mentalidade defensiva e não possui experiência anterior como head coach. Na defesa eles estão muito bem e só sofreram 9 pontos totais

Conclusão: a defesa do Iron é a que menos cedeu pontos na AAF até agora e somando-se a isso o fato do Atlanta Legends também ter uma defesa competente (embora os números não mostrem), me inclino bastante a pegar o under, porém não vi valor no que as casas estão oferecendo.

Pelo jogo ser o primeiro do Legends em casa, acredito que o ataque fará uma partida mais produtiva do que vem fazendo e que a defesa faça um jogo duríssimo contra o ataque do Iron. Por isso gosto bastante do spread a favor do time mandante.

Bet: Atlanta Legends +7,5
Odd: 1,90 @Betway



Forum de Apostas

Re: [AAF 2019] Alliance of American Football
« Responder #7 em: 23 de Fevereiro de 2019, 15:08 »

Felipe Coutinho

  • Devedor
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2018
  • Localidade:
  • Mensagens:
    157
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    252
em: 23 de Fevereiro de 2019, 17:45
San Antonio Commanders (1-1) @ San Diego Fleet (1-1) | Wk 3
24/02, 10:00 (BRT) | San Diego, CA


San Antonio Commanders e San Diego Fleet se enfrentaram na semana 1 e voltam a se enfrentar na semana 3. Naquela ocasião a partida foi sonolenta e as defesas prevaleceram sobre os ataques, com o resultado final sendo 15x06 para o Commanders. Dessa vez o jogo acontecerá em San Diego, onde o Fleet bateu o Atlanta Legends por 24x12 na última semana. O Commanders vem de derrota em casa para o Orlando Apollos por 37x29. Dá pra dizer pelo alto número de pontos que as equipes se encontraram ofensivamente falando.

Fleet: a equipe é treinada por Mike Martz, o arquiteto do ataque do Saint Louis Rams de 1999 que ficou conhecido como o The Greatest Show on Turf por causa do alto número de pontos por jogo e por consequentemente ter sido um dos ataques mais letais da história da NFL. Aquele time do Rams que tinha Kurt Warner como QB e Marshall Faulk como RB, além de um grupo de WRs fantástico. Hoje no comando do Fleet, Martz tem como QB titular Phillip Nelson, porém o signall caller ainda não entrou num ritmo bom com o ataque. No jogo passado lançou para apenas 142 jardas e 14 passes completos. Média baixíssima de 4,9 jardas por tentativa. O que deu a vitória para San Diego foi o ataque terrestre: RB Ja'Quan Gardner a cada semana se coloca como um dos principais nomes da liga e no jogo passado angariou 104 jardas em apenas 15 corridas, o que dá média absurda de 6,9 jardas - praticamente um first down a cada tentativa. Gardner foi muito bem complementado pelo outro RB, Terrell Watson, que conquistou 49 jardas pelo chão.

Commanders: outra equipe que é comandada por um treinador de mentalidade ofensiva (Mike Riley), o Commanders parecia que ia vencer fácil o Orlando Apollos, porém a defesa foi permitindo longos drives e big plays que resultaram na virada do jogo para o time da Florida.

Eu gosto bastante do QB Logan Woodside. Na partida passada em passou para 223 jardas em 20 passes completos de 39 tentados, com um touchdown e uma interceptação. Não são números chamativos, porém mostra ser um QB consciente das ações e do que é necessário ser feito para colocar pontos no placar. O RB Kenneth Farrow II é uma das principais peças ofensivas, ao lado dos WRs Mekale McKay, Alonzo Moore e Greg Ward e do TE Evan Rodriguez. É um ataque com bons nomes e que tem capacidade de produzir.

Conclusão: considerando o bom nível de jogadores e técnicos envolvidos, acredito que este confronto tem tudo para ser de muitos pontos, tanto do Fleet quanto do Commanders.

Bet: Over 43,5
Odd: 1,90 @Betway



Felipe Coutinho

  • Devedor
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2018
  • Localidade:
  • Mensagens:
    157
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    252
em: 01 de Março de 2019, 21:28
Orlando Apollos (3-0) @ Salt Lake Stallions (1-2) | Wk 4
02/03, 22:00 (BRT) | Salt Lake City, UT



O Salt Lake Stallions mais do que definitivamente não parece ser um time que perdeu dois dos três jogos disputados, afinal se apresenta bem melhor do que o imaginado olhando-se apenas o record; e existe ainda muita confiança no quarterback Josh Woodrum (talvez o melhor QB da AAF até agora). A performance ofensiva do Stallions nas duas vezes que o Woodrum iniciou o jogo foi bem acima da performance do QB reserva Austin Allen, quando foi titular na week 2. Além disso a defesa tem se comportado de forma muito agressiva nas últimas duas semanas, segurando os bons ataques do Birminghan Iron e do Arizona Hotsohts a apenas 9 e 15 pontos respectivamente. Além do QB Josh Woodrum, também são destaques do ataque o RB Branden Oliver e o WR De'Mornay Pierson-El. Pierson-EL na week 3 agarrou todos os 9 passes lançados em sua direção e conseguiu 90 jardas, sendo 61 delas após a recepção.

Eu fiquei um pouco surpreso com a dificuldade do Orlando Apollos na última rodada enfrentando o Memphis Express em casa. O Express tem uma boa defesa, é verdade, mas eu esperava uma partida mais explosiva do até então melhor ataque da liga, que produziu 21 pontos na vitória por 21x17. O ataque do Express não é tão forte assim e se conseguiu marcar 17 pontos na defesa do Apollos, acredito que o ataque do Stallions possa marcar mais pontos ainda. Somando a isso tem o fato de que na semana 2 o Apollos sofreu 29 pontos do San Antonio Commanders fora de casa. Jogará novamente fora de casa, dessa vez em Utah, e acho que sofrerá para conter o ataque do Salt Lake Stallions.

Conclusão: esse é um jogo muito difícil de se apostar por conta do equilíbrio técnico entre as duas equipes e pelo fato de eu não gostar de apostar contra o Orlando Apollos - na minha opinião o favorito ao título. Entretanto o Stallions demonstrou evolução nas últimas duas semanas e sua defesa vem realmente jogando muito bem. É uma aposta difícil, mas acho que o Salt Lake Stallions tem condições de vencer este jogo, e se não der pra ganhar ao menos bate o spread.

Bet: Salt Lake Stallions +4,5
Odd: 1,86 @Bet90



Felipe Coutinho

  • Devedor
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2018
  • Localidade:
  • Mensagens:
    157
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    252
em: 01 de Março de 2019, 22:13
San Antonio Commanders (1-2) @ Birmingham Iron (3-0) | Wk 4
03/03, 18:00 (BRT) | Birmingham, AL


O San Antonio Commanders volta a jogar fora de casa depois de ir à California enfrentar o San Diego Fleet e sair de lá derrotado por 31x11. Fiquei bastante preocupado com a performance ofensiva do Commanders semana passada. Foi a primeira vez que jogaram fora de casa e o time comandado pelo HC de mentalidade ofensiva Mike Riley teve enorme dificuldade para progredir no campo frente a forte defesa do Fleet. Só conseguiu 15 first downs a noite inteira e saiu de lá com 1/12 em aproveitamento de terceiras descidas. Conquistou 291 jardas totais, porém a média de jardas por jogada foi pouca e a performance do quarterback Logan Woodside (12/23, 151 jardas, TD, 2 INTs) não foi boa. O RB Kenneth Farrow não conseguiu repetir a boa performance da semana anterior e só somou 27 jardas em 9 corridas.

Dessa vez San Antonio viaja para enfrentar outra fortíssima defesa e terá que colocar um plano de jogo ofensivo bem mais efetivo se quiser sair de Birmingham com a vitória.

Pelo lado do Birmingham Iron, ao passo que a defesa tem se mostrado o ponto forte, o ataque vem provando ser o calcanhar de Aquiles. Nas três vitórias até aqui foi mais uma questão do ataque causando cansaço às defesas adversárias (ao correr inúmeras vezes com a bola) e controlar o relógio para então a defesa segurar o ataque adversário e o Iron vencer o jogo. Na primeira semana não permitiu nenhum ponto ao ataque do Memphis Express na vitória por 26x00. Na segunda semana limitou o Salt Lake Stallions a apenas 9 pontos e na última rodada, jogando fora de casa, venceu o Atlanta Legends por 28x12.

Conclusão: o ataque do San Antonio Commanders, mesmo contando com bons nomes ofensivos no grupo de wide receivers e running backs, não vem sendo nada convincente até aqui e a defesa do Birmingham Iron, comandada pelo HC Tim Lewis (que passou mais de uma década como coordenador de defesas na NFL), está jogando muito bem, permitindo média de pouco mais de 10 pontos por jogo ao time adversário. Eu não espero que este seja um jogo com muitos pontos sendo marcados, porém a linha do under tá tão baixa para um jogo de futebol americano que o over pode bater. Mesmo assim vou apostar no under porque acho que será um jogo dominado pelas defesas.

Bet: Under 35,5
Odd: 1,90 @Betway



Felipe Coutinho

  • Devedor
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2018
  • Localidade:
  • Mensagens:
    157
  • Nacionalidade: br
  • Pts Tipsr:
    252
em: 02 de Março de 2019, 17:35
Atlanta Legends (0-3) @ Arizona Hotshots (2-1) | Wk 4
03/03, 22:00 (BRT) | Tempe, AZ



O Arizona Hotshots não se comportou bem semana passada na derrota para o Salt Lake Stallions em Utah. Conquistou apenas 20 first downs na partida inteira, ficando com aproveitamento de 1/10 em terceiras descidas. O tempo de controle da posse também foi muito ruim: apenas 23 minutos e ainda cometeu 2 turnovers. Saiu de lá derrotado por 23x15. Agora volta a jogar no Sun Devil Stadium, contra uma equipe fraca e essa é a oportunidade perfeita para os mandantes reafirmarem que são favoritos ao título da AAF.

O destaque do Hotshots é o quarterback John Wolford, que até a semana 3 era considerado o QB mais efetivo da liga, porém teve uma queda no rendimento na última partida. A dupla no backfield formado pelos running backs Jhurell Pressley e Justin Stockton é o foco principal do ataque comandado pelo head coach Rick Neuheiseu.

O Atlanta Legends está marcando apenas 10 pontos por jogo e vão jogar fora de casa pela terceira vez em quatro rodadas. Neste momento é o pior time da liga e terão que buscar sua primeira vitória fora de casa num ambiente hostil. Na última semana o Legends fez sua estreia em casa mas mesmo assim não conseguiu fazer uma boa apresentação, perdendo por 28x12 para o Birmingham Iron. A performance do QB Matt Sims foi muito ruim: 28/48, 328 jardas, 1 TD e 3 INTs.

Conclusão: não gosto de pegar spread de mais de um touchdown de diferença, porém a linha do over/under não me agrada e me recuso a confiar no Atlanta Legends jogando fora de casa depois de se apresentar tão mal. O valor portanto fica do lado da equipe que melhor se apresentou nas três primeiras semanas da temporada, no caso o Arizona Hotshots, que vai fazer de tudo para apagar a má imagem deixada na última rodada e assumir a primeira posição da divisão Oeste.

Bet: Arizona Hotshots -14
Odd: 1,86 @Bet90




 


Casas de Apostas: bet pt / Betclic / ESC Online / Nossa Aposta / Casino Portugal

Rede Apostaganha: Apostas / Palpites e Dicas de Apostas / Pronósticos de Apuestas / Betting Tips and Predictions